Páginas

quinta-feira, 16 de setembro de 2010

APENAS UMA MULHER?

Apenas Mulher?









 


Sou mulher e danço entre a razão e coração
Mulher bailarina de suave caminhar
Pisos vitrificados, pedras no imundo chão
Equilibro, driblo adversidades para lhe amar

Sou mulher sim, na nossa vida malabarista
Vigio, controlo seus impulsos suas angustias
Ternura, graça são minhas armas de artista.
E na noite exausta findo o dia nas suas fantasias


É apenas uma mulher.
Pensará saciado, extasiado jogado em sua lama
Eu uma mulher num canto desencanto qualquer.

Renasço ainda mais mulher antes do dia chegar
E me lanço na vida de fera na sua sanha
Renovo forças para noite te reencontrar.


E você ainda dirá é apenas uma mulher...





Um exercicio de posicionamento, louca inspiração.
 Toninhobira.

07/03/2010







7 comentários:

  1. Caro Tonho!

    A mulher bailarina sabe a responsabilidade que tem... Realmente ela pode ser muitas numa só!

    Lindo seu versejar, poeta!

    Moraria facilmente entre essas árvores..

    Abraços poéticos!

    ResponderExcluir
  2. Linda, sua louca inspiração!
    bjs.

    ResponderExcluir
  3. "Ah, esse cara tem me consumido
    a mim e a tudo que eu quis
    com seus olhinhos infantis
    como os olhos de um bandido
    Ele está na minha vida porque quer
    Eu estou pro que der e vier..."

    Você me faz lembrar cada coisa boa.. E o poema ficou tão lindo quanto. Meu abraço. Paz e bem.

    ResponderExcluir
  4. Oi Toninho, boa noite, agadeço a visita e o lindo comentário o qual me deixou muito feliz. Quanto ao soneto vc sabe como o acho lindo, iguais aos outros de bonito,o poeta tambem e sensitivo e sabe quando nós somos sinceros, um abraço carinhoso Celina.

    ResponderExcluir
  5. Um poema merecedor de todo aplauso, porque afinal, são elas que fazem a diferença em nossa vida. Muyit oportuno, e como diz Erasmo Carlos,

    Dizem que a mulher
    É o sexo frágil
    Mas que mentira
    Absurda!
    Eu que faço parte
    Da rotina de uma delas
    Sei que a força
    Está com elas...

    Por isso és poeta meu amigo, e contigo faço coro.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  6. Lindo e de muita coragem, eleger este poema à mulher. Seja ela a dos seus sonhos, ou a sua santa mãe, ainda uma irmã, ou uma filha, ou simplesmente uma dessas tantas que tão poucos dão valor.
    Abraço fraterno por tão linda homenagem.

    ResponderExcluir
  7. Ah! As mulheres bailarinas, são
    rimas de fé, esperança,
    compreensão, Dedicação, abnegação,
    doação, AMOR... E conseguem com
    seu malabarismo, ir ludibriando e
    superando as dores e amarguras do
    dia a dia, que muitas vezes são de
    agonia... Poeta, vou te dizer uma
    coisa, esse poema é inspirado e
    muito inspirador... E você é
    simplesmente um poeta abençoado
    por Deus nosso Senhor! Sublimes
    versos amigo, SUBLIMES!!!!!!
    Carinhos e bjsss

    ResponderExcluir




Obrigado pela sua visita.
Alguma dificuldade ou desconforto neste blog como tamanho de fonte, dificuldade de comentar, links maliciosos etc favor comunicar para corrigir.
Caso não tenha um blog poderá comentar como anonimo e no fim colocar seu nome ou não para que possa agradecer.
Fique a vontade!
Meu abraço de paz e luz.