Páginas

domingo, 3 de outubro de 2010

No vazio da Cabine

No vazio da cabine.












Um dia para esquecer, assim foi esta manhã, quando me vi de frente para aquela urna. Solitário revendo todos os meus conceitos, revirando minha ideologia, assistindo um vídeotape de todas minhas lutas e sonhos de um país melhor, com uma pequena mais que justa fosse divisão de rendas. Sim eu era um sonhador sem nunca iludir sonhar com a erradicação da pobreza.

Sonhava com uma sociedade com olhares para a base de uma pirâmide que insistia crescer exponencialmente, que revisse os conceitos, que buscasse a presença do pão nos miseráveis lares espalhados por esta rica nação. Odiosa inaceitável esta coisa de nação tão rica para um povo miserável em bolsões.

Pois bem assim me sentia como uma criança que não fala, perdida na multidão de uma festa de rua, sem nenhum crachá que lhe pudesse identificar. E nesta tristeza meus olhos passeavam pelos números, não tinha cola ou qualquer tipo de lembrete, pois sempre soube os números, que inspiraram a sonhar e acreditar, mas desta vez, um branco anulante invadiu minha alma, e todos estes números se apagaram como uma mágica.

Lembrei do parto, momento de susto pela luz, momento da incerteza que se espera. Olhando fixo para o teclado, um numero me chamou a atenção, tinha o formato da barriga de minha mãe, neste momento senti uma onda de calor e conforto, era o beijo de minha mãe que me encorajava a dizer não, a esquecer todo o passado. Foi um momento de depuração ideológica. Aquele numero tinha a formula ideal de minha equação e o abracei com toda força que me restava. Meu dedo indicador se sentiu como a mais poderosa arma de repudio a toda este festival de besteira.

Estava decretado, computado e liberado para poder votar.
Que o voto seja livre!

Imagem Google.

Toninhobira
03/10/2010.

7 comentários:

  1. Olá, amigo!
    Amei seu texto... o que mais gostei é que você ainda acredita e tem esperança... eu também tenho!...
    Comparar a urna ao útero e ao conforto materno foi super criativo!!!
    Boa semana!
    Beijinhos.
    Itabira.

    ResponderExcluir
  2. Toninho, só alguém conciente do seu voto é capaz de meditar e avaliar sobre o real motivo que te leva até aquela urna eletrônica e sacramentar um voto de confiança à alguém...
    Oxalá que todos os teus anseios unido aos nossos, possam descortinar para um novo horizonte desse país!
    Um horizonte onde todos nós possamos desfrutar de um futuro melhor.
    Infelizmente meu amigo, as eleições viraram caixa de pandora, no sentido de que as surpresas mais estapafurdias estão saindo por aí, e onde pessoas que não tem nem uma ideologia, e nem um comprometimento com a nação, querem experimentar o gosto do poder...
    Então meu amigo, é hilário, é tragicômico ver gente despreparada se aproveitando da fama que tem, para serem mais alguns a mamarem nas tetas gordas da vaca Brasil...
    Um abraço a ti, e tudo de bom em tua vida.

    ResponderExcluir
  3. Estava dando um passeio pela apuração nacional e este seu belíssimo texto veio a calhar. Estão se repetindo as mesmas pessoas de sempre, o mesmo caldeirão de veleidades, sarcasmos e riso irônico que vão continuar dando na nossa cara com sinal de agradecimento pela manutenção de seu status quo. Minha indignação e sentimento de impotência, no entanto, não podem ofuscar o brilho de sua pena. Ficou muito lindo. Meu abraço. paz e bem.

    ResponderExcluir
  4. Sempre temos esperança que tudo pode mudar, um abraço Lisette.

    ResponderExcluir
  5. Ólá amigo
    Muito bom que você tenha esperanças, pena eu não mais acreditar nos escolhidos a trabalhar por nossoa Patria, mas deixa pra lá...
    Quero agradecer seu carinho pelas visitas e comentários em meu blog..
    Bom demais te-lo como amigo...
    Abraços carinhoso
    Preciosa Maria

    ResponderExcluir
  6. Toninho,
    Vc deu voz à muitos que como vc sonharam e sonharam muito por um país melhor, não podemos perder a esperança de dias melhores, é isto que nos mantém na caminhada..

    Aprecio muito suas visitas em meu blog!

    Grande abraço, amigo!

    ResponderExcluir
  7. que bela reflexão meu amigo. bom estar de volta. bjs

    ResponderExcluir




Obrigado pela sua visita.
Alguma dificuldade ou desconforto neste blog como tamanho de fonte, dificuldade de comentar, links maliciosos etc favor comunicar para corrigir.
Caso não tenha um blog poderá comentar como anonimo e no fim colocar seu nome ou não para que possa agradecer.
Fique a vontade!
Meu abraço de paz e luz.