Páginas

quinta-feira, 9 de dezembro de 2010

Uma canoa

 

















No meio da restinga uma canoa
Silencio profundo no vazio do lugar
Sem vida abandonada naquele rio.
A canoa carrega muita solidão.

Donde vem tanta melancolia
Desta solitária canoa de tantos ais?
A canoa que apenas balança
Nos errantes movimentos das águas

Balança a canoa na dança lenta
E lenta a mente sangra neste rio
Inunda os corações em tormentas
Lançados neste rio de tantas emoções

Pássaros vigiam a canoa no canto
E eu canto para acordar a alegria
Da vida que se afoga em lamentos
Onde deixo aportadas as inspirações.

Mas a canoa solitária esquecida
Em que nossa alma se lança
Lembra nossas loucuras vividas
No bailar gostoso de uma dança.




Inspirado em uma fotografia de uma canoa em um rio
Na região do Recôncavo Baiano.
Credito de imagem Engª.Anita Argolo (colega de trabalho).
Obrigado Anita pela doação das fotografias.
 Publicado no Recanto das Letras com o titulo: Um barco.

Toninhobira
25/11/2010

18 comentários:

  1. oi toninho, muita paz, tudo de bom para vc poema lindo,como sempre. que nesta aproximação do natal, que as bençãos do divino mestre traga para vc e familia, saúde, harmonia e paz. agradeço a visita e o lindo comentário. um abraço carinhoso, celina .

    ResponderExcluir
  2. Amigo, encanta-me teus versos, encanta-me tuas sublimes inspirações! Que a paz seja sempre contigo, e que o Pai o proteja por toda a vida! Deixo carinhos pra ti... Bjsss

    ResponderExcluir
  3. Olá poeta
    Sabes colocar amor e saudades
    Fazendos desses sentimentos versos ou poemas
    Simplesmente LINDO!
    Parabéns...
    Visite meu blog, deixei um mimo para ti
    Bjs no coração
    Preciosa Maria

    ResponderExcluir
  4. O nosso corpo é uma canoa que vai levando a alma e ainda quer dar carona a outras, tão pesada fica e acaba só. Totalmente encantador seu poema!

    Abraços.

    ResponderExcluir
  5. Olá amigo meu, este poema tão leve, suave e puro, em cada palavra, uma delícia de ler. E Caetano então nossa fipcu tudo perfeito.
    com carinho
    Hana

    ResponderExcluir
  6. Um abandono é uma fotografia da solidão ao relento. Belo poema,meu amigo! Abração. Paz e bem.

    ResponderExcluir
  7. Oi, Toninho,
    já começou pela canoa, objeto que me chama a atenção.
    Maravilhoso! Ela me traz exatamente isso, melancolia, mas não de tristeza... de saudades.
    Obrigada pela palavras tão serenas que me envia.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  8. Ah, Toninho
    Dá para sentir o doce balanço da canoa no rio, bem como, no peito, a melancolia...
    Muito lindos os seus versos, que se casam perfeita e lindamente com a foto de Anita
    Argolo: dois artistas, juntos, na produção de uma obra-prima.
    Enorme abraço, meu querido amigo, grande poeta!

    ResponderExcluir
  9. Ah, Toninho...onde o pescador dessa canoa? Que ele tenha ido logo ali...quem sabe a pesca tenha sido farta...e ele tenha se estendido na rede a remendar redes outras para a pesca de amanhã...pois assim o pescador...lança a rede e pesca, antes de tudo, esperanças...
    Melancólica, mas muito linda a tua poesia...e a imagem da canoa...e essa música...e a voz de Caetano...tudo tão lindo!
    Carinhoso abraço, Angela...:)

    ResponderExcluir
  10. Olá, amigo!
    Lírico, sensível...
    Bom fim de semana!
    Beijinhos.
    Itabira

    ResponderExcluir
  11. Vim cantar um pouquinho para meu poeta querido, então vou cantar, vc faz poesia e eu faço cantoria. !!!!!!!!!!

    Composição:Roberto Carlos/Erasmo Carlos

    Eu quero apenas olhar os campos,
    Eu quero apenas cantar meu canto,
    Eu só não quero cantar sozinho,
    Eu quero um coro de passarinho,
    Quero levar o meu canto amigo,
    A qualquer amigo que precisar.
    Eu quero apenas um vento forte,
    Levar meu barco no rumo norte
    E no caminho o que eu pescar
    Quero dividir quando lá chegar
    Eu quero crer na paz do futuro,
    Eu quero ter um quintal sem muro
    Quero meu filho pisando firme,
    Cantando alto, sorrindo livre
    Quero levar o meu canto amigo
    A qualquer amigo que precisar
    Eu quero amor decidindo a vida,
    Sentir a força da mão amiga
    O meu irmão com sorriso aberto,
    Se ele chorar quero estar por perto
    Quero levar o meu canto amigo
    A qualquer amigo que precisar
    Venha comigo olhar os campos,
    Cante comigo também meu canto
    Eu só não quero cantar sozinho,
    Eu quero um coro de passarinhos
    Quero levar o meu canto amigo
    A qualquer amigo que precisar.
    Bom já fiz muita bagunça por aqui agora só desejo um fim de semana lindo pra vc, e os seu!!
    com carinho
    Hana

    ResponderExcluir
  12. Ó linda canoa
    que para longe vais
    leva-me contigo
    deixa-me no cais

    No cais da saudade
    da minha emoção
    Ó linda canoa
    do meu coração.

    Beijinhos de luz e muita paz

    ResponderExcluir
  13. Meu amigo,
    Acredito que esse momento traduz algo tão profundo, que só voce com sua alma de poeta, é capaz de manifestar em sublimações, em poemas, e em sentimentos lindamente adornados com doces palavras.
    Um abraço do teu amigo, felicidades.

    ResponderExcluir
  14. Meu querido que belos versos pela solidão da canoa...ficaram divinos... talento seu, amigo... que de sua alma tira tantas belezas e as faz virar versos...
    Tenha uma maravilhosa semana...beijos
    Valéria

    ResponderExcluir
  15. Bonita inspiração, canoa solitária no embalo das ondas. Tristezas lhe inspira, mas busca no fundo a alegria do viver.
    bjs

    ResponderExcluir
  16. olá poeta vim até seu canto de poesias te ler e me deparei com o link do meu blog em teu espaço.Fiqui imensamente feliz.Bem sabes que para alguns puritanos a palvra erótico tem um sentido diferente.Mas é porque ainda não conseguiram dissasociar da forma antiga de escrever erótico com nomes perjorativo ao sexo e as partes intimas do ser humano.Mas toda vã filosofia é bem aceita .Escrevo que me vem a mente pois sou muito bem recatada e feliz na minha vida pessoal.
    Paz a ti.
    Ps.de-me sinal se posso colocar o seu link no meu blog.abraços

    ResponderExcluir
  17. Quero na canoa ir para o mar ,
    Quero paz no coração de gente de bem como você poeta que irradia luz e bondade.Abraços

    ResponderExcluir




Obrigado pela sua visita.
Alguma dificuldade ou desconforto neste blog como tamanho de fonte, dificuldade de comentar, links maliciosos etc favor comunicar para corrigir.
Caso não tenha um blog poderá comentar como anonimo e no fim colocar seu nome ou não para que possa agradecer.
Fique a vontade!
Meu abraço de paz e luz.