Páginas

terça-feira, 5 de junho de 2012

Tua falta











O que mais incomoda, molda na saudade,
Que se instala e cala na ausência de ti.
São noites de lembranças na docilidade,
Com as miragens revestidas num organdi,
na fosforescência do corpo nesta solidão.

Indiferente agora a lua passeia lá fora,
Vem assistir aos desejos órfãos exalados,
Fragmentados e gerados na tua demora.
Consola-me teus cheiros aqui impregnados.

Cada parte da casa uma lembrança morta
que testemunha a procura desordenada.
Como a camisola pendida atrás da porta,
Ausente do corpo é apenas peça pendurada.

São estas lembranças vazias com melancolia,
Que ora se revestem em verdades tão cruas
Que dilaceram as horas nesta noite vazia.
Quando no meu peito vazio tu te perpetuas.

Toninho
02/06/2012.


O tempo não para!
Só a saudade é que faz as coisas pararem no tempo.  
Mário Quintana

*******************************************

Hoje estou num exercicio de criação de historias baseadas em frases de Carlos Drummond de Andrade no blog da Sueli Aduan inicio hoje e terão outros participantes.
blog:     http://escritoslinguagemnocorpo.blogspot.com.br/

35 comentários:

  1. Tão nostálgico...
    Belo poema, meu amigo!!

    Beijos!!♥

    ResponderExcluir
  2. Muito lindo, Toninho! A saudade é mergulhar em um poço para matar a sede, e encontrar mais sede.

    ResponderExcluir
  3. "São estas lembranças vazias com melancolia,
    Que ora se revestem em verdades tão cruas
    Que dilaceram as horas nesta noite vazia.
    Quando no meu peito vazio tu te perpetuas."
    Como conheço isso!!! Um sentimento sem fim até que meus olhos cerrem! valeu Toninho, amei seu poema! Grande abraço!

    ResponderExcluir
  4. Meu querido Toninho,

    Para você,palavras do grande Coelho Neto:

    A casa da saudade chama-se memória: é uma cabana pequenina a um canto do coração. (Henrique Maximiliano Coelho Neto - Romancista e contista brasileiro - 1864/ 1934)
    E em um cantinho do coração a gente sente e sofre.
    Belo,seu poema nos faz pensar e reviver as nossas próprias lembranças.

    Bjssssss,
    Leninha

    ResponderExcluir
  5. "Saudade é solidão acompanhada,
    é quando o amor ainda não foi embora,
    mas o amado já..."
    (Pablo Neruda)

    Bonito poema...

    ResponderExcluir
  6. Falou, lindamente, sobre a saudade. Na distância, continua a pessoa amada presente e ao lado, nas lembranças e em tudo já impregnado no ambiente.
    Bjs.

    ResponderExcluir
  7. Caro amigo Toninho!
    Faz tempo que não vinha a estas bandas, mas me sinto desmotivado para tudo! Sempre pesso a Deus para que possa regressar a este espaço dos blogueiros.
    Adorei, como sempre, de teu poema de saudade! Aqui te deixo um poema:
    Naquele tempo tu vinhas de noite
    à procura de amor…
    e eu fumando um cigarro
    esperava por ti…
    quando chegavas abrias a porta
    sem me avisar…
    pela noite dentro ficavas
    abraçada a mim…
    na cabana… junto à praia
    …entre as dunas… e os canaviais…
    só o vento… eeee…o mar…
    e as gaivotas… sabem desse amor.
    Todos os anos eu volto em Agosto
    ao mesmo lugar,
    já uma hera cobriu
    as paredes do quarto.
    Dava dez anos de vida
    por te ver voltar,
    posso estar farto de tudo
    mas nunca me afasto.
    Na cabana… junto á praia
    entre as dunas e os canaviais,
    Só o vento… eee …o mar
    e as gaivotas… falam desse amor…
    na cabana… junto á praia
    entre as dunas… e os canavias,
    só o vento… eeee …o mar
    e as gaivotas… falam desse amor.
    Oh-oh-oh, oh-oh-oh, oh,-oh-oh, oooh.
    Autor José Cid. Grande compositor e cantor português.
    http://www.youtube.com/watch?v=QCWHR-Q8mxE

    Um grande abraço.

    ResponderExcluir
  8. Te saíste muito bem nesse exercício e deste noção exata de uma falta, uma saudade. Lindo, como sempre.

    O que mais dizer?

    Adoro te ler e ver tua inspiração! abração,chica obrigado pelos carinhos!

    ResponderExcluir
  9. Amigo Toninho,

    esta ausência sentida,
    gravada em sentimentos,
    fazem destes versos
    seu repouso,
    cantiga de lamentos.

    Teu poema,é uma ode romântica e pungente sobre a saudade.Cada estrofe faz-nos viver os sentimentos tão conhecidos de quem já passou por ocasiões assim.
    Lindíssima inspiração.Bravo!
    Bjos,
    Calu

    ResponderExcluir
  10. Versos de sentimentos profundos...
    Ah essa saudade que não nos abandona...
    Mas eu não a recrimino, pois a saudade só existe porque algo lindo em nossa vida se passou ou ainda está a passar...
    Aplausos meu amigo!!!

    Carinhos...
    Beijos de flor

    ResponderExcluir
  11. Falta tecida nos traçados do poeta que busca na nostalgia percorrer emoções por cada um de nós já sentidas (saudades).
    bjs

    ResponderExcluir
  12. BOA NOITE AMIGO TONINHOBIRA, ACHEI OS TEUS VERSOS COMO SEMPRE MUITO BONITOS, MAIS TRISTES, PRINCIPALMENTE AQUELA CAMISOLA ATRAIS DA PORTA ,MAIS É COISA DE POETA MESMO. UM ABRAÇO FRATERNO CELINA.

    ResponderExcluir
  13. Belo espaço, Toninho. textos agradáveis de se ler e a decoração está bonita. Abraços, Ana Toledo.

    ResponderExcluir
  14. A saudade com vestígios é dolorosa.
    Toninho, és mesmo um encanto com as palavras.
    Vou ver/ler mais.
    Bom dia
    Xeros

    ResponderExcluir
  15. Sou inimiga da saudade, não quero conversa,pois sei bem o que ela faz...
    lindo poema Toninho,vc escreve muito bem.
    bjs
    tenha um dia lindo

    ResponderExcluir
  16. Bom dia, Toninho!
    Já nem sei mais o que dizer de suas tão belas poesias! Que coisa mais linda esta, tão sensível e profunda!
    Interessante, toda vez que abro teu blog, fico um pouco olhando esta imagem das montanhas e parece que estou de cima de alguma outra pedra, olhando tudo do alto. eu amo as montanhas, elas me atraem sensivelmente, que coisa!
    A música de hoje também está 10, adoro Madredeus e já deixei rolar aqui por várias vezes.
    um grande abraço, carioca

    ResponderExcluir
  17. Oh, poeta... que lindo...

    "Com as miragens revestidas num organdi,
    na fosforescência do corpo nesta solidão."


    "Como a camisola pendida atrás da porta,
    Ausente do corpo é apenas peça pendurada."

    São sentimentos e sensações impossíveis de se descrever em palavras... porque só o coração sabe sentir... e com essa obra prima de música, de Madredeus ao fundo. Adoro "O pastor" de Madredeus...
    Uma de suas postagens mais lindas e que mais me emocionou...
    Um beijo no coração, amigo, que não canso de repetir, lindo ...em alma... em espírito...

    Que Deus e o Universo Magnificente possam Lhe abençoar cada vez mais ... de todo coração...para que continue nos doando momentos assim... indescritíveis...

    ResponderExcluir
  18. Oi Toninho!
    Lindo seu olhar nostálgico para a saudade. A harmonia e cadência de seus versos são lindos, adoro vir aqui e lê-los.
    Abração!

    ResponderExcluir
  19. Meu querido amigo

    Como doi a saudade de alguém que continua a morar dentro de nós.
    Como sempre adoro tudo o que escreve.

    Um beijinho com carinho e admiração
    Sonhadora

    ResponderExcluir
  20. Ei Toninho, como vai?
    Muitas vezes faltam-me palavras pra comentar, uma poema, uma poesia ou um texto bonito que leio.
    É o caso deste, sei que achei muito lindo.
    Beijo e obrigada pelo seu carinho sempre no bloguito.
    Maria Célia- Cissa

    ResponderExcluir
  21. Mario Quintana tem razão, abraço Lisette.

    ResponderExcluir
  22. Saudade, ah... como é difícil lidar com ela...

    Bom feriado amigo.

    beijooo.

    ResponderExcluir
  23. "O tempo não pára!
    Só a saudade
    Faz parar as coisas no tempo."

    Que realidade tão forte e tão verdadeira.
    Por vezes leio (e este é um desses poemas) e
    quero que não seja verdade, apenas ficção e
    lembranças de outros que não do poeta.

    Pois esse desaparecer do ser amado é uma triste
    e bela lembrança - como pode ser triste e bela?
    Paradoxal esta forma de dizer, mas é a tradução exacta do seu lindo poema.

    Abraços e obrigada

    Maria luísa

    ResponderExcluir
  24. ✿✿⊱╮
    A saudade sempre dói... como dói!!!
    Boa quinta-feira!
    Bom Feriado!
    Beijinhos.
    Minas
    •.¸¸✿⊱╮¸¸.•

    ResponderExcluir
  25. Doce, nostálgico e lindo.

    Sempre brilhando, poeta!

    Abraço.

    ResponderExcluir
  26. bela inspiração poeta...quantos versos bonitos representando o amor bjuuu

    ResponderExcluir
  27. Toninho que olhar profundo que vc tem sofre a saudade....sentir saudade é bom..mas doi demais e esse sentimento me acompanha a algum tempo..saudade de coisas especiais..de fases da minha vida..talvez de alguem....alguem que se deve ter no esquecimento e não na lembrança..abraço amigo..bom fim de semana..bom feriado..titi

    ResponderExcluir
  28. Bom dia,Toninho!!!

    Linda poesia!!!!Sempre bem inspirado meu amigo!!!Mesmo a poesia sendo um pouco nostálgica é puro encantamento!
    Beijos!
    Ótimo final de semana!!!

    ResponderExcluir
  29. oi amigo saudades!!!hoje vim mata-la aqui no seu cantinho as vezes eu gostaria que a saudades fosse só mais uma palavra no dicionario eu li isto em algum lugar, não me recordo onde mas de tudo o que lemos sempre guardamos em nosso coração o que nos chama a atenção tenha um
    ▒▒▒▒▒▒▒██▒▒▒▒███▒▒▒▒██ BOM DIA!!!
    ▒▒▒▒▒▒█▓▓█▒██▓▓▓██▒█▓▓█
    ▒▒▒▒▒█▓▒▒▓█▓▓▓▓▓▓▓█▓▒▒▓█ post lindo
    ▒▒▒▒▒█▓▒▒▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▒▒▓█ lembre-se
    ▒▒▒▒▒▒█▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓█ que você
    ▒▒▒▒▒▒▒█▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓█ é uma pessoa
    ▒▒▒▒▒▒▒█▓▓█▓▓▓▓▓▓█▓▓▓█ maravilhosa
    ▒▒▒▒▒▒▒█▓▓██▓▓▓▓▓██▓▓█
    ▒▒▒▒▒▒█▓▓▓▓▒▒█▓█▒▒▓▓▓▓█ DEUS
    ▒▒▒▒▒█▓▓▒▒▓▒▒███▒▒▓▒▒▓▓█ te abençoe
    ▒▒▒▒▒█▓▓▒▒▓▒▒▒█▒▒▒▓▒▒▓▓█ em todas
    ▒▒▒▒▒█▓▓▓▓▓▓▒▒▒▒▒▓▓▓▓▓▓█ áreas de
    ▒▒▒▒▒▒█▓▓▓▓▓▓███▓▓▓▓▓▓█ sua
    ▒▒▒▒▒▒▒█▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓█ vida Jesus
    ▒▒▒▒▒▒█▓▓▓▓▒▒▒▒▒▒▒▓▓▓▓█te ama
    ▒▒▒▒▒█▓▓▓▓▒▒▒▒▒▒▒▒▒▓▓▓▓█ UM FORTE
    ▒▒▒▒█▓▓▓█▓▒▒▒▒▒▒▒▒▒▓█▓▓▓█ABRAÇO
    ▒▒██▓▓▓█▓▒▒▒██▒██▒▒▒▓█▓▓▓██ DIANA
    ▒█▓▓▓▓█▓▓▒▒█▓▓█▓▓█▒▒▓▓█▓▓▓▓█
    █▓██▓▓█▓▒▒▒█▓▓▓▓▓█▒▒▒▓█▓▓██▓█
    █▓▓▓▓█▓▓▒▒▒▒█▓▓▓█▒▒▒▒▓▓█▓▓▓▓█
    ▒█▓▓▓█▓▓▒▒▒▒▒█▓█▒▒▒▒▒▓▓█▓▓▓█
    ▒▒████▓▓▒▒▒▒▒▒█▒▒▒▒▒▒▓▓████
    ▒▒▒▒▒█▓▓▓▒▒▒▒▒▒▒▒▒▒▒▓▓▓█
    ▒▒▒▒▒▒█▓▓▓▒▒▒▒▒▒▒▒▒▓▓▓█
    ▒▒▒▒▒▒█▓▓▓▓▒▒▒▒▒▒▒▓▓▓▓█
    ▒▒▒▒▒▒▒█▓▓▓▓▓█▓█▓▓▓▓▓█
    ▒▒▒▒▒▒▒▒█▓▓▓▓▓█▓▓▓▓▓█
    ▒▒▒▒▒████▓▓▓▓▓█▓▓▓▓▓████
    ▒▒▒▒█▓▓▓▓▓▓▓▓▓█▓▓▓▓▓▓▓▓▓█
    ▒▒▒▒█▓▓▓▓▓▓▓▓█▒█▓▓▓▓▓▓

    ResponderExcluir
  30. a que pena!!! meu ursinho não ficou legal !!! me perdoa abração

    ResponderExcluir
  31. Oi, Toninho!

    A saudade é sempre uma companheira fiel, e mesmo nos machucando, aconchegamo-a em nossos corações, para que sintamos mais profundamente, a presença (ou a ausência) de quem amamos, nas lembranças deixadas em cada canto, cada lugar, cada coisa, cada gesto...
    Belo poema!

    Grande abraço
    Socorro Melo

    ResponderExcluir
  32. Vim deixar meu beijo de boa noite amigo amado!!!!
    Tbm aproveito para agradecer sua ida no meu cantinho...Sabia que estava triste,pq não te via naquela festa?Só me senti realmente feliz,foi quando um dia qualquer,ao levantar a vista,estavas lá tão silencioso,que nem dei conta total,mais valeuuuuuuuuuuuuuuuuuAqui vejo que tua falta virou saudades...dentro desta melancolia,que recordação triste da ausência da pessoa amada e querida ...
    aproveito para te levar novamente ao meu cantinho.Pois lá encontrarás o final da minha festa expresso em agradecimento...
    bjs meu querido !

    ResponderExcluir
  33. Caro Toninho

    Um magnífico poema falando de saudade.
    Nostálgica e cheio de ternura.

    Um grande abraço

    ResponderExcluir




Obrigado pela sua visita.
Alguma dificuldade ou desconforto neste blog como tamanho de fonte, dificuldade de comentar, links maliciosos etc favor comunicar para corrigir.
Caso não tenha um blog poderá comentar como anonimo e no fim colocar seu nome ou não para que possa agradecer.
Fique a vontade!
Meu abraço de paz e luz.