Páginas

sábado, 15 de dezembro de 2012

B.C - Biografia das alegrias











Participando da II Blogagem coletiva de Natal da nossa querida amiga Roselia do: http://www.idade-espiritual.com.br/


Eu faço uma volta no tempo e encontro um menino feliz. Feliz no jeito de ver a vida como um eterno paraíso para brincar lá numa cidadezinha de interior de Minas, lhe vejo vestindo calças curtas com bolsos traseiros, onde ele carrega suas bolinhas de gude. Menino desbravando o mundo à sua volta, descobrindo os mistérios, correndo livre sem se preocupar com nada, usando o dia e a noite para descarregar suas energias, que eram tantas. 

E lá vai o menino feliz, sem apegos às coisas materiais. Menino correndo atrás da bola, caçando passarinho, comendo frutas no pé. A vida era o encanto de cada descoberta. Tinha na frente da casa uma serra como desafio para exploração, no sopé um rio que seguia preguiçoso para o banho, entrar escondido pelos pomares e sair carregado e jabuticabas, goiabas, mangas. Para menino era tudo uma alegria até chegar à casa e levar uma bronca da mãe com seus discursos de pecados e coisas erradas, que as famílias religiosas pregavam para educar os filhos, mas o menino ouvia e no outro dia fazia tudo de novo. 

Vejo o menino montado no cavalo Almofadinha, que seu pai criava. Correria pelo campo como se fosse o Jerônimo aquele Herói do Sertão, que ele ouvia pela Radio Nacional num radio colocado na cozinha com uma antena amarrada numa vara de bambu no terreiro, o som era estranho mais ouvia as proezas daquele herói, e as propagandas de coisas que não conhecia a não ser pelo radio, mas o encanto é total. 

Agora já vejo os olhos brilhantes de alegria do menino de frente a uma televisão de um senhor daquela rua, que deixava os meninos assistir sentados no alpendre da casa. Era bonzinho aquele senhor e assim o menino podia ver o filme do Rin-Tin-Tin, cada cena era imaginada com seu cão vira lata de nome Veloz. O som do Clarim reunindo os soldados para pegar um bandido, agitava o coração daqueles meninos que pareciam entrar pela cena. Na imaginação daqueles meninos estava o pedido ao pai para o presente de Natal que se aproximava, embora o senhor tenha dito que tinha que ter muito dinheiro, mas os meninos sabiam que o Papai Noel atendia menino que comportava bem na escola e que ia religiosamente à igreja aos domingos, então meninos sonhavam e esperavam.

Estou no fim do ano e olho para a rua e vejo o menino todo feliz, com seu boletim escolar nas mãos correndo pela rua gritando passei, passei. Era como um troféu para levar para a mãe e sonhar com um Natal de presentes. Então chega a noite de Natal, menino ansioso coloca sapatos perto da arvore e dorme. Na manhã de esperanças e alegrias o menino acorda e vê vários presentes como um carrinho de carregar terra, bola nova de coro, roupa nova e uma Conga novinha, tudo é festa naquela manhã e logo ele vai para a rua a exibir seu carrinho novo aos outros meninos. Não encontrou a televisão sonhada, mas sua felicidade com os presentes superou o sonho e se misturou aos meninos, para o dia que começava para novas artes e aventuras. 

 Toninho.


Grato Roselia por me fazer voltar no tempo e por assim participar nesta sua linda roda de amigos.
A todos um feliz fim de semana com paz e alegrias.
***********************************************************
Informações: Fonte Wikipedia.

1-Jerônimo, o Herói do Sertão, foi criada em 1953 por Moysés Weltman para a Rádio Nacional, bastante influênciada pelo faroeste americano a radionovela ficou 14 anos no ar.
2-No Brasil, fez grande sucesso a série produzida entre 1954 e 1959. Narrava a história de Rin Tin Tin, o cachorro que acompanhava uma unidade da Cavalaria dos Estados Unidos no final do século XIX, sediada no Forte Apache.
3- A marca Conga da Alpargata, foi lançada em 1959, sendo sucesso de vendas nas décadas de 1960 e 1970
4- Fotos do Google.

 

36 comentários:

  1. Como é bom saber que existem pessoas que ainda conseguem reunir suas alegrias e ao somá-las saber que são tantas...
    Quem possui amor no coração está sempre pré- disposto às alegrias...
    Um grande abraço, meu amigo!!!

    ResponderExcluir
  2. Oi, querido Toninho!

    Que poesia bela, real e verdadeira você nos trouxe, aqui, hoje.
    Os meninos do seu tempo, eram felizes com pouca coisa. Mesmo que recebessem só um carrinho ou uma bola, ficavam tão felizes. Sabiam dar valor a tudo o que lhes oferecessem.

    Agora, pedem esse mundo e o outro, e são, sempre uns insatisfeitos e infelizes.

    Acho que o facto de haver mais riqueza, mais bem estar, novas tecnologias, lhes tirou a capacidade de sonhar, de desejar e de serem felizes, como você o foi.

    Meu pai namorou com minha mãe, à janela, e só se relacionaram, intimamenrte, quando casaram, na noite de núpcias, e foram tão felizes.

    O que acabei de dizer, parece nada ter a ver com a sua postagem, mas tem e muito.

    Tudo o que é exagero e de mão beijada, deixa de ter interesse.

    Bom fim de semana.
    Beijos da Luz, com carinho.

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  4. Bom saber de sua retrospectiva, inclusive, citou programas que também fizeram parte da minha infãncia.
    Parabéns pela sua participação.
    bjs

    ResponderExcluir
  5. Olá Toninho! Essa infância livre de consumismo é linda tanto quanto a sua participação. Abraço!

    ResponderExcluir
  6. Me emocionei com esse menininho que desde pequeninho sabia viver e ver que as pequenas alegrias fazem TODA a diferença na vida: o boletim, o cavalino Almofadinha, o carrinho... LINDO te ler! abração,ótimo domingo,chica

    ResponderExcluir
  7. Olá Mineirinho,
    Linda a sua retrospectiva e a sua infância. Livre e solta. Momentos somente para curtir e viver.
    Muito bacana a sua participação.
    Bons fluidos.

    ResponderExcluir
  8. Me fizeste voltar aos meus tempo de crianças, lá no interior onde morei, era mesmo assim... E jerônimo, o Herói do sertão? Nossa eu gostava... Parabéns Toninho por tua narrativa linda, de retrocesso à infância maravilhosa, que tantos tiveram e que muito só sabem de ouvir falar. Bjussss

    ResponderExcluir
  9. Toninho,

    esta foi mais uma alegria que a amiga Roselia me proporcionou. A de receber sua visita, o que agradeço de coração.
    E mais, muito mais, de ler atenta a história da infância doce do menino Toninho.
    Parece uma canão do Milton Nascimento ou uma poesia de Drummond.
    Que lindo amigo, boas lembranças de quem viveu uma vida assim com santa simplicidade e tal magnitude! Lindo post, Toninho.
    Com certeza, ainda nos encontremos por aqui neste nosso mundo.
    Beijos.
    Feliz Natal.
    E um Ano Novo pleno de paz.

    ResponderExcluir
  10. Toninho entre tantas alegrias que tivemos nada mais marcante que as alegrias vividas na nossa infância, passeei um pouco com você nestas lembranças interioranas, são tantas, comoventes e singelas na pureza do coração de criança que tivemos um dia. É esta inocência de criança que encanta Jesus, nosso convidado maior no Natal a nos lembrar que é tempo de renovarmos em nós um coração puro que sabe amar. Feliz Natal e obrigada pela visita.

    ResponderExcluir
  11. Lindo o que vc escreveu Toninho...tao simples ser feliz para uma criança...
    Obrigada querido pelo carinho da lembrança...tenha um otimo fim de semana...
    Beijos...

    ResponderExcluir
  12. Não foi apenas o menino que lhe trouxe lembranças. Uma menina também visitou o passado, ao ler o seu texto tão maravilhoso e gostoso de nele viajar! A menina que fui cavalgou em campinas de outrora! Que lindo, Toninho, muito obrigada por este texto! Grande abraço, meu amigo!

    ResponderExcluir
  13. Ah Toninho, por que aqui nõo venho com mais frequência?
    Te ler foi tão gostoso, suas alegrias expressas em acontecimentos tão ímpares.
    Ouvir novela pela rádio, montar em teu cavalo, "roubar" jabuticabas, mangas, assistir Rin-tin-tin...ah quanta magia em teu texto!!!

    Que não nos encontremos,somente em blogagens coletivas, mas sempre.

    Parabéns por tua participação!!

    Meu carinho pra ti.

    ResponderExcluir
  14. Bom dia Toninho.
    Como é bom voltar no tempo, buscar lembranças que teimam em não ir...
    E com as suas lembranças, lembrei-me das minhas, obrigada!
    Parabéns pela linda história e participação desta roda de amigos que eu acho tão válida!
    Tenha um santo e abençoada natal junto das pessoas que amas! Feliz natal para todos os seus seguidores e amigos.
    Um forte abraço carinhoso.
    Ivany

    ResponderExcluir
  15. Olá, querida amigo Toinho
    Deve ter estranhado meu "sumiço"... expliquei as razões no face e no próprio blog no comentário... espero que já tenha lido...
    Estou melhor um pouco (não posso me deter muito por aqui e o blog voltou ao ar só há pouco)
    Fico muito feliz por ter participado desta distribuição de alegrias... Era bem esse o objetivo primordial da blogagem: animarmo-nos!!!
    Isso só nos cria mais ânimo e generosidade para assumirmos, com garra, o novo que virá...
    Toninho, vc me fez recordar da fase mais feliz da minha vida (sem ser a atual) que foi a infância... Na vida, temos mesmo que nos agarrar ao que nos traz alegrias porque senão fica tudo sem sentido e vc fez isso com galardão... (que menino simples foi vc e, com que presteza, foi captando o que de bom ao seu redor a vida lhe pode dar!!!)...Parabéns!!!
    "ANIME-SE, MANTENHA O ESPÍRITO ELEVADO, AS COISAS VÃO MELHORAR".
    (Anne Frank)
    Me perdoe a demora em passar... aos poucos chego em todos...
    Bjs de Boas Festas

    ResponderExcluir
  16. Amigo sua retrospectiva foi emocionante, esse menino sempre foi iluminado, parabéns, adorei saber mais de ti! Abraçoss e um ótimo domingo!

    ResponderExcluir
  17. Muito linda a sua hitória de vida Toninho!Que Deus o ilumine sempre.Obrigada pelo comentário em meu blog.

    Abraços.
    Carmen Lúcia

    ResponderExcluir
  18. Meu querido amigo Toninho

    Hoje passando para agradecer a presença carinhosa no meu aniversário.Obrigada.

    Um beijinho com carinho
    Sonhadora

    ResponderExcluir
  19. Olá Toninho
    Você teve o privilégio de ter passado a infância no interior, lá com toda certeza as crianças são bem mais felizes. Bela narrativa
    Tenha uma boa semana.
    Abração

    ResponderExcluir
  20. Foi com alegria e um sorriso aberto que acompanhei as peripécias do menino levado, arteiro e curioso descobrindo o mundo , se encantando com tudo, brincando de herói...menino-poeta sabido da breca.
    Uma tocante participação, Toninho.As BCs significativas nos movem e remexem, né?
    Uma semana abençoada povoada das alegrias do menino.
    Abraços,
    Calu

    ResponderExcluir
  21. Parabéns por sua participação! Gostei bastante!
    abraço Sandra
    http://projetandopessoas.blogspot.com.br//

    ResponderExcluir
  22. Linda postagem amigo Toninho.
    Deu para voltar na infância no interior
    meu coração confesso bateu mais forte .
    Amigo que Deus abençoe sua semana beijos,Evanir.

    ResponderExcluir
  23. Olá Toninho
    Bravo, belíssimo texto, você me fez recordar a minha infância, que foi bem parecida com a sua, só que eu morava em uma fazenda. Assistia Rin Tin Tin, e lembro-me do meu pai ouvindo Jerônimo, ele não perdia.
    Muito rica sua infância.
    Obrigada pela visita ao bloguinho e comentário delicado deixado lá.
    Grande abraço.

    ResponderExcluir
  24. Também lembrei do Rin tin tin e da Conga nova, que era um lindo presente pra gente. Você me fez lembrar também do Daniel Boon que passava na época do Rin tin tin. Seu post foi de uma riqueza de alegrias contagiante, obrigada por compartilhar isso. Abraços fraternos.

    ResponderExcluir
  25. Como é bom recordar a infância... Principalmente se ele foi feliz!

    Que neste Natal você e sua família sintam mais forte ainda o significado da palavra amor, que traga raios de luz que iluminem o seu caminho e transformem o seu coração a cada dia, fazendo que você viva sempre com muita felicidade. Todo Ano Novo é hora de renascer, de florescer, de viver de novo. Aproveite este ano que está chegando para realizar todos os seus sonhos! FELIZ NATAL E UM PRÓSPERO ANO NOVO PARA TODOS!

    Bjus

    ResponderExcluir
  26. Oi Toninho, bom dia! Que linda participação! Com certeza são lembranças de alegrias verdadeiras que jamais serão esquecidas!
    Cá entre nós, eu me lembro da marca Conga, rs.
    Forte abraço
    Vivendo e Aprendendo

    ResponderExcluir
  27. Olá meu querido amigo virtual, como vai?

    Não teve como eu não me emocionar e chegar às lágrimas com sua postagem, pois a cada palavra eu me recordava desta época linda da infância, onde não existiam preocupações e nossos corações se alegravam com a mais doce pureza e éramos felizes na simplicidade e na doçura desta época. Ah que delícia relembrar o passado, suas memórias me trouxeram as minhas e foi uma leitura muito bonita e revigorante! Obrigado por nos proporcionar estes momentos, escrevendo sempre com tanta beleza e sinceridade :)

    Aproveito a oportunidade para lhe agradecer por tudo neste ano que passou, pela amizade virtual, por estar sempre presente no blog para conversarmos e prestigiando os artigos com seus comentários, obrigado pelo carinho!
    Desejo-lhe um belo Natal, cheio de alegrias e que o novo ano venha repleto de felicidades, paz, amor, saúde e realizações para você e sua família!

    Um enorme abraço bem apertado!! :D

    ResponderExcluir
  28. Olá meu grande amigo Toninho!
    Faz tempo que não posto e não vou ver as postagens dos meus amigos seguidores! Espero que de hoje em diante tudo volte ao normal!

    Adorei este seu poste, como sempre você os escreve muito bem! Venho também lhe desejar um Feliz Natal e um prospero ano de 2013.

    Um grande abraço

    Passe lá no meu: www.minhaalmaempoemas.blogspot.com

    ResponderExcluir
  29. Oi Toninho
    Sempre muito boa suas participações na roda dos amigos com textos excelente,poemas e boas escolhas,
    estou passando pra desejar um Feliz Natal, agradecer o carinho e a simpática acolhida que tenho quando venho aqui,
    Que o 'menino feliz' que ainda há em nós prevaleça por mais muitos anos ,que 2013 chegue cheio de presentes como Paz, Generosidade,Saúde,Respeito e Fé ,
    meu abraço de festas, rs
    com abraços da
    lis

    ResponderExcluir
  30. Oi Toninho

    Adorei a sua participação.
    Me identifiquei quase em tudo com o seu relato. O tempo que não volta mais. E era tão diferente de agora. Um presente simples era motivo de muita alegria. Tudo era simples, puro, sincero. Com muita emoção, te desejo um Feliz Natal e Próspero Ano Novo.
    Muito obrigada por você existir e passar toda sua sabedoria.
    Um grande abraço.

    ResponderExcluir
  31. Infância feliz,tempo abençoado ,inesquecível.
    bom dia amigo Toninho
    bjs

    ResponderExcluir
  32. Oi Toninho, me reportei para esta época tão linda que você viveu e que também vivi. Também escutei a novela Jerônimo o herói do Sertão e assisti Televizinho, como chamávamos quando não tínhamos televisão em casa e o vizinho deixava as crianças da redondezas assistirem. As pessoas eram mais acolhedoras e abertas.Bem, me encantou seu blog e o estou seguindo. Feliz Natal!

    ResponderExcluir
  33. Olá, Toninho
    Venho, novamente, para uma despedida de férias onde poderei não só descansar como curtir o primeiro níver de um netinho e as respectivas Festas de fim de ano junto à família (que curto muito)...
    Venho expressar, publicamente, uma vez mais, o meu agradecimento pela imensa consideração para comigo, meu blog e o meu convite de mais uma blogagem pois sei que foi num mês de muitos afazeres e tivemos todos que nos desdobrar para vencer mais essa etapa que vejo como AMIZADE irrestrita pois os tenho assim aqui na blogosfera...
    Alguns vieram, via e-mail ou outros, responder ao chamado (alegando o motivo pelo qual não puderam participar desta vez) e me dar uma satisfação por pura amizade também visto que nem seria preciso pois eu compreendo, perfeitamente, como todos estamos atribulados (apesar de felizes) nestes dias finais do ano de 2012...
    Relembramos infância, adolescência, juventude até aqui... Foi bom demais!!!
    A maioria optou pelas alegrias tão somente e uns fizeram a gente ter a certeza de que o Bem vence o mal ou seja, aqui no caso, a Alegria vence a não alegria...
    Foram diversas formas de expressão que me fizeram saltar do outro lado da tela de alegria pura...
    Como fiquei feliz com o que vcs postaram com tanto carinho e esmero!!!
    Dizer obrigada é pouco demais mas eu me sinto na condição de dizê-lo com o coração, mesmo assim: MUITO OBRIGADO...
    Não teve um só post que deixou a desejar porque TODOS foram escritos por amizade e é isso, para mim o que conta, viu???
    Sabedoria humana tem a sua vez e hora mas aqui não é o que tem prioridade para mim e sim, SINCERIDADE DE CORAÇÃO... o que não lhes falta para comigo...
    No mais, agradeço essa abertura do coração de TODOS... acho isso esplêndido!!!
    Vibro do lado de cá... nunca espero menos numa blogagem assim, saí dela muito enriquecida e, como viajarei amanhã, passo para agradecer tão somente.
    Bjs fraternos de Boas Festas

    ResponderExcluir
  34. Mineirinho

    Ainda não agradeci sua generosidade e carinho, colocando o selo do meu blog na lateral do seu. Esse gesto muito me encantou. Foi meu presente especial. Obrigada!

    Seu texto sensível me levou à infância. Também jogava bolinha de gude na rua e meus pais até se preocupavam com minha falta de vaidade. Mas era ali, na rua, que brincávamos felizes. E a noção de pecado nos assustava. Pais religiosos nos impunham excessivas regras (rss). Os sonhos para o Natal, todos alimentávamos. E eles se sacrificavam para que alguma lembrança pudéssemos receber. Vida simples. Sonhos da mesma natureza. Pais enérgicos, mas que souberam nos educar. Você me fez revisitar o passado. Muito boa sua participação! Bjs.

    ResponderExcluir

  35. Olá Toninho,

    Bela retrospectiva.Você discorreu lindamente sobre a vivacidade e descontração deste menino feliz, que desde cedo já sabia valorizar a alegria das pequenas coisas da vida. Peguei carona nestas lembranças e me vi também lá na minha infância, principalmente no momento da abertura dos presentes de Natal e depois indo correndo para a rua mostrá-los às amiguinhas.
    Feliz tempo este de nossa infância, tão diferente da infância das crianças de hoje.

    Parabéns pela brilhante participação.

    Beijo.

    ResponderExcluir
  36. Toninho.Vim te agradecer pela presença constante em meus pequenos e humildes blogs.Bem sabes que deixei de tentar fazer poemas,mas continuo No Recanto das Letras como leitora assídua.Blogs é meu mundo e o seu é dos que mais visito.Abraços ternos e sabe se precisar estarei sempre as ordens.Feliz Natal.

    ResponderExcluir




Obrigado pela sua visita.
Alguma dificuldade ou desconforto neste blog como tamanho de fonte, dificuldade de comentar, links maliciosos etc favor comunicar para corrigir.
Caso não tenha um blog poderá comentar como anonimo e no fim colocar seu nome ou não para que possa agradecer.
Fique a vontade!
Meu abraço de paz e luz.