Páginas

segunda-feira, 11 de fevereiro de 2013

Sonhos Enlatados.


Olho para o alto do trio elétrico e vejo a cantora, que gritava eufórica para a massa, que assistia, de que a poeira levantaria e em coro a massa repetia que a poeira se elevaria e literalmente a poeira subia e com ela as latinhas que voavam em varias cores, tamanhos e sabores. A avenida ferveu, choque de pessoas como espermatozoides na corrida louca. A alegria é geral, a liberação total de gritos, fumaças, pó, poeira, loucura geral, suados, abraçados beijos melados roucos que só queriam cantar e consumir o que as latinhas continham.

Olho para o chão e vejo as latinhas já aterrissadas, agora disputadas por mãos de seres invisíveis com enormes sacos plásticos onde guardavam gente que na festa só querem catar as latinhas e quem sabe achar alguma coisa perdida, que possa lhes render alguns trocados, pois a vida para eles não se resume em festa, que se acaba numa quarta-feira. Junto deles vejo crianças sujas, de olhares tristes, em pleno processo de aprendizagem, amassando as latinhas com seus pequenos pés guardados por uma sandália de borracha.

Olho para os camarotes e vejo as autoridades, sendo paparicadas pelos que fazem festa e outros que dela ganham fortunas. Gente que não olha para o chão e, portanto não veem as crianças expostas à exploração no trabalho, seja por seus próprios pais ou por outros desalmados aproveitadores. 

A poeira some, as pessoas saem do transe como de um sonho e quando olho para os invisíveis catadores, eles já se afastam arrastando aqueles sacos enormes em carrinhos produzindo um som estranho pelas ruas adjacentes à festa, para eles a festa tem esta generosidade, para lhes dar um alimento de amanhã e assim cansados voltam para seus lares com sonhos enlatados.

Toninho.
11/02/2013.
*********************************************************
Uma boa semana a todos.

20 comentários:

  1. SENSACIONAL!!!

    Fizeste um lindo e abrangente RX do Carnaval e seus desfiles.

    Muito lindo.Pensaste, viste e trouxeste todos os momentos e a triste realidade que cerca essa festa. Aliás,m mais esta festa! abração,adorei! chica ( texto merecia ir para um jornal!)

    ResponderExcluir
  2. Concordo com a amiga Chica. Ficou maravilhoso Toninho, uma triste realidade, crianças sendo exploradas e as autoridades nada fazem. Um abraço carinhoso.

    ResponderExcluir
  3. Oi Toninho
    É uma cena que choca àqueles que tem sensibilidade e se apiedam dos mais necessitados.
    É um contraste gritante entre uma realidade e a outra.
    Muito triste.
    Grande abraço, obrigada pelo carinho sempre.

    ResponderExcluir
  4. Meu lindo amigo que saudades de ti..já faz algum tempo não não te visto..perdão..tenho tantos problemas com a enfermidade de minha mãe que mal consigo chegar em meus blogs para postar aos amigos que a mim são tesouros.

    Meu querido se nós não ajudarmos como podemos aos que necessitam de algo ,eles nunca terão destas autoridades incapazes.

    Um belo carnaval para ti amigo com muita paz.

    ResponderExcluir
  5. Toninho,
    Belo texto o teu! Parece que o lado menos favorecido nessas bigs festas é sempre o mais esquecido, na verdade consigo ouvir o som desse carrinho em tantas outras comemorações e ele é realmente lamentável. Muitos infelizmente continuam preferindo ouvir apenas os sons que lhes convém. Gr. Bj. mineiro!

    ResponderExcluir
  6. Toninhobira, parabéns pela crônica, muito bem feita! o carnaval poderia ser uma festa onde todos que gostam de brincar ter mais segurança, tudo que é mal traz sempre um bem para alguem, essas crianças lucraram com as latinhas vazias,e ficaram felizes com certeza, é certo isto? claro que não. Abraços

    ResponderExcluir
  7. Mineiro,

    Salve o espirito folião!

    bjsMeus
    Catita

    ResponderExcluir
  8. até que um dia alguém fala do outro lado do carnaval, aquele que as autoridades e a imprensa não mostram, a triste realidade encoberta por uma festa ilusória...
    bjs

    http://eubipolarbuscandoapaz.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Toninho, queridão!
    Nossa, seu texto é tão emblemático, tão visível em todas estas grandes cidades deste imenso país, onde os sonhos são mesmo enlatados em vários sentidos!
    Poucos são os que observam estas cenas, nós somos assim amigo, pois vemos tudo à nossa volta e neste tudo, tem as crianças, futuro do amanhã e tão esquecidas por estas autoridades que sambam e aproveitam o que há de melhor nestes loucos dias.
    Bom descanso neste carnaval e um grande abraço carioca da serra.


    ResponderExcluir
  10. Olá Toninho
    Muito bem colocada essas distorções nesta festa chamada de popular. Para uns, bebedeira e alegria enlatada, para outros, a luta pela sobrevivência.
    Grande abraço

    ResponderExcluir
  11. Olá, querido poeta!

    Me emocionaste, com seu texto.
    Faz refletir...
    Quantos por aí tem seus sonhos enlatados, de um dia poder ter uma vida melhor. Muitos têm uma vida digna, apesar dos pesares, mas quantos se perdem pelo caminho e perdem seus sonhos.
    Muito lindo. Adorei suas palavras.
    Beijos e o meu carinho pra ti, amigo.

    ResponderExcluir
  12. Bela abordagem reflexiva Toninho, um prazer grande te conhecer na vestimenta das palavras nesse conjunto de belos textos. Abraço

    ResponderExcluir
  13. Triste Toninho muito.
    E doí aqui no peito.Acabei de comentar em outro blog a insensatez de tanto desperdício e dessa euforia desenfreada com coisas tão supérfluas,
    Imagine como o mundo seria se usássemos melhor todo o dinheiro gasto nas pedrarias nas roupas e nos carros alegóricos dos desfiles do Rio de Janeiro ? e por aí afora...
    enfim quem sou eu pra desaprovar? vai entender nao é?
    Gostei do seu texto, muito oportuno -como sempre!
    deixo meu abraço e espero retornar mais vezes já que estou de volta aos amigos,
    beijinhos

    ResponderExcluir
  14. Uma crônica perfeita, com todos os ingredientes da quimera dos "sonhos enlatados"...Fico em casa,tranquila, podendo até sonhar...outros sonhos!

    Um beijo, Toninho,
    da Lúcia

    ResponderExcluir
  15. Adorei a forma como trouxe essas imagens tão realistas do nosso carnaval atual.
    Atualizando visita pós carnaval.
    bjs.

    ResponderExcluir
  16. Nada contra a FOLIA porque até já me diverti muito, mas sou do tempo em que o CARNAVAL era mais inocente e a gente saía para se divertir... a mídia não gastava fortunas para falar de camisinha, nem de que não é para fazer xixi em qualquer lugar ou se beber não dirija. Era uma FESTA FELIZ, sem tamanhas atrocidades, portanto eu tirei o CARNAVAL para não fazer nada e assistir muitos filmes e visitar os amigos e assim sendo, não vi o CARNAVAL de hoje...
    Mas seu texto está corretíssimo...
    Abraço, meu amigo!!!

    ResponderExcluir
  17. Olá, Toninho
    Obrigado pelo lindo comentário...
    Já tive que engolir sonhos enlatados mas, hoje, opto pelos mais saudáveis...
    Deus te abençoe muito!!!
    Bjs fraternos de paz e alegria

    ResponderExcluir
  18. As contradições do carnaval... e só quem tem sensibilidade de poeta pra reparar nesses seres invisiveis e com sonhos enlatados!Lindo texto poético!bjs,

    ResponderExcluir
  19. Olá, Toninho
    Obrigada por estar sempre presente em meus Blogs. Teu espaço é lindo, tuas poesias são belíssimas e estarei sempre por aqui. Bjus no coração.

    ResponderExcluir
  20. Eu já havia lido a sua crônica outro dia, apenas não havia comentado, mas ela é excelente e você estava muito inspirado ao falar sobre a triste realidade que assola a nossa sociedade.
    O desigual chega a ser imensamente DESIGUAL que dá ira, mas infelizmente é o quadro que se apresente ano após ano e nada é feito para que ocorra uma mudança.
    Parabéns!
    Beijos, amigo.

    ResponderExcluir




Obrigado pela sua visita.
Alguma dificuldade ou desconforto neste blog como tamanho de fonte, dificuldade de comentar, links maliciosos etc favor comunicar para corrigir.
Caso não tenha um blog poderá comentar como anonimo e no fim colocar seu nome ou não para que possa agradecer.
Fique a vontade!
Meu abraço de paz e luz.