Páginas

segunda-feira, 15 de julho de 2013

Das dores do coração.












Como sofre este inocente coração,
Mergulhado em um rio de lavas,
Ardência no peito aguda aflição,
Nos seus olhos o rio de lágrimas.

Longe o tempo que o amor nasceu.
Com suas magias e seus encantos,
Fez-se eterno um dia, mas morreu,
Ofendido pelo veneno do desencanto.

No seu coração derrama desilusão,
Que por um desprezo se fez mortal,
Asfixiado padece de uma decepção,
Sorve da infelicidade o soro letal.

Quando enfim vem o ultimo suspiro,
Alucina-se naquela imagem bestial,
Na repugnante figura de um Sátiro, ¹
Que vem e lhe estende a taça fatal.

Quando nada mais resta de vida,
Um vento sopra no sentido norte,
Como o beijo da alteza na querida,
Toca em seus lábios, vence a morte.

          Toninho.
          07/07/2013.
     *************************************************
Obs. 
¹ Sátiro: Nome dado a certos semideuses dos bosques, na mitologia grega. Em parte humanos, tinham chifres curtos, orelhas pontiagudas, patas de bode, uma pequena cauda e tendo nas mãos uma taça, um tirso ou um instrumento de música.
***************************************************************************************


18 comentários:

  1. Encantadora tua poesia,Toninho! abração praino,tudo de bom,chica

    ResponderExcluir
  2. Ainda assim é tão bom amar...

    Um poema encantado.

    Beijinho.

    ResponderExcluir
  3. Encantador cada verso cada palavras
    e como é bom amar abraços de bom dia
    Rita!!!

    ResponderExcluir
  4. E o pior veneno para o amor, é a indiferença. Lindo demais, Toninho!

    ResponderExcluir
  5. Oi toninho, vim agradecer o lindo comentário, os versos são tristes para quem ama , mais é a realidade, toninho desejo a vc tudo de bom, uma semana de muita paz, saúde e tudo de bom, como só viajo no final da semana, deu para agradecer aos grandes amigas vc e Chica, Um abraço fraterno, Celina

    ResponderExcluir
  6. Olá Toninho, bom dia! Encantador e doce teu poema, mas mesmo sofrendo todas as agruras e desencantos o amor ainda vale tudo...Só por ele conseguimos nos livrar da temida solidão...A música é linda e a Elis ADORO...Parabéns por mais uma escrita maravilhosa.Fico sempre muito feliz quando você vem me visitar.Obrigado viu!
    Beijos com meu carinho
    Marilene

    ResponderExcluir
  7. Desencanto trazido de forma poética e envolto de tristeza e dores, mas sempre vale este sentir (Amar).
    bjs

    ResponderExcluir
  8. Quisera eu em cada blog deixar um
    comentário diferente de tudo aquilo,
    que tenho feito nessa caminhada de blogosfera.
    Quisera poder descrever minha ansiedade
    ou tristeza por não poder fazer aquilo , que todos fazem.
    Uma luta tenho travado comigo mesmo para não deixar de vez
    esse mundo , que amo mesmo sem face.
    Quero , que saiba todas palavras , que deixo nas minha visitas
    são de um amor brotado do fundo da alma.
    Que , Deus nunca tire de você
    a força de nenhum de seus membros .
    Hoje me sinto faltando um pedaço ,
    mais Deus ainda deixou o suficiente para mim poder caminhar
    mesmo ficando limitada ainda sou muito feliz.
    Que , as bençãos Divinas esteja presente
    em seus sonhos e sua caminhada.
    Obrigada pelo carinho por aceitar da forma ,
    que sou.
    Um Dia de benção e paz para sua vida
    beijos com meu eterno carinho,Evanir.

    ResponderExcluir
  9. Belo poema que reproduz a vida, isto é o amor , que é bom enquanto dura. Sabemos que tudo nesta vida tem altos e baixos e por vezes um final triste.
    Gostei do poema, ele fez-me pensar...
    Um abraço e boa semana, Toninho!
    M.Emília

    ResponderExcluir
  10. Muito lindo Toninho. Como sofre um coração desiludido. Um bj querido.

    ResponderExcluir
  11. o poema nos na leitura... como num sonho que as imagens vão passando à nossa frente...bju poeta

    ResponderExcluir
  12. Olá Toninho
    Melhor uma recordação, por mais doida que seja, que nada ter de amor para recordar.
    Abraço

    ResponderExcluir
  13. Olá amigo Toninho...
    O coração sofre, chora, sangra...
    Gostei do poema amigo!

    Agradeço por sua carinhosa visita!
    Boa noite!
    Fernanda Oliveira

    ResponderExcluir
  14. Olá Toninho caro amigo!

    Mesmo o coração ser um sofredor, ainda amar é tudo de bom.Pior não ter lembrança nenhuma pra recordar.

    Ja tem atualização, passa lá pra da uma olhadinha.
    Abraços!
    ótima semana!



    ResponderExcluir
  15. Toninho uma belíssima inspiração, triste sim mas no final você nos mostra que a esperança nunca morre e nem o amor, beijos Luconi

    ResponderExcluir
  16. Caro amigo Vim agradecer a sua visita ao meu recanto.
    Muito obrigado!
    Lhe desejo uma semana abençoada!
    abraço fraterno!
    Maria Alice

    ResponderExcluir
  17. Muito lindo, poeta... principalmente a última estrofe!
    Mais uma vez parabéns por toda sensibilidade.
    Abraços e ótimo restinho de semana

    ResponderExcluir
  18. Não há morte por desencanto que seja definitiva. Há sempre um Sátiro no caminho, mas de igual modo há sempre um novo sopro de vida, que surge quando menos esperamos. Daí tudo se refaz no mesmo palco, mas com novos personagens. Amei Toni! Gr. Bj.!

    ResponderExcluir




Obrigado pela sua visita.
Alguma dificuldade ou desconforto neste blog como tamanho de fonte, dificuldade de comentar, links maliciosos etc favor comunicar para corrigir.
Caso não tenha um blog poderá comentar como anonimo e no fim colocar seu nome ou não para que possa agradecer.
Fique a vontade!
Meu abraço de paz e luz.