Páginas

sábado, 7 de dezembro de 2013

À procura do ultimo verso.




À procura do ultimo verso.











Por onde andará meu verso,
Que não consigo encontrar?
Palavras solta onde tropeço,
Com o medo de não terminar.

Talvez escondido na timidez,
Que calada na sua boca nua,
Umedece os lábios na mudez,
Para viver a paixão ingênua.

Quem sabe perambula no vazio?
Como esperança de condenado,
Sentado na cadeira por um fio,
Recita versos de um injuriado.

Por onde anda o meu verso,
Que o garimpo na noite escura?
Joia rara do meu eu disperso,
Lapidação numa vã procura.

Então o vento sopra na janela,
Com um perfume que conheço,
Atiça e apaga o fogo da vela,
Sinto o beijo poesia e adormeço.

Toninho.
05/12/2013
 ******************************************
Desejo a todos um bom fim de semana com paz e alegria.
Fica sempre meu carinho a todos que por aqui passam  e fico feliz quando tão logo posso visita-los.
**********************************************
A nossa querida amiga Luz(Emília) relatou dificuldade em comentar em meu blog, caso voce esteja com esta dificuldade favor informar.
*****************************************************


 

23 comentários:

  1. O seu verso voou para cá amigo. Chegou nas asas do vento. Está agora por aqui, perto dos meus, juntos e misturados...
    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Lindo poema, belíssima inspiração e ela voa longe e nos traz versos e poesia pra perto de cada um de nós. abração, linda semana, tuuuuuuuuuuuudo de bom,chica

    ResponderExcluir
  3. ♡°º•.¸ Olá!
    Seu verso está preso no coração, querendo asas para voar!...
    Não tive nenhum problema para comentar.

    Bom domingo!
    ☾♫º°•.¸ Boa semana!
    ♪♪♬♫º°•.¸Beijinhos
    Minas °º✿♫

    ResponderExcluir
  4. Toninho tudo bem!
    Versos maravilhosos que voa no silencio dos ventos e chega pra nos encantar.
    Gostei imenso.

    Amigo não tenho dificuldade em comentar aqui. Tudo certo pra mim... A Luz me diz que também esta com dificuldade em abrir meu comentário. Deve ser problema com o blogger. Vai entender!

    Beijos e ótimo domingo!

    ResponderExcluir
  5. Oi, Toninho, onde andam seus versos? Não sei, amigo, só sei onde anda a sua inspiração!
    Poeta é poeta, se encontra até na falta de versos...
    Beijo, amigo, sempre 'mandando' bonito!

    ResponderExcluir
  6. Muito bonito este poema que brota, voa e nos conecta a esta alma poética. bjs

    ResponderExcluir
  7. Querido amigo poeta é uma pena que tenhas perdido o teu verso, se eu o encontrar passando por aqui garanto que devolverei a vc, mesmo perdido está lindo,gostei muito da música, um abraço fraterno, Celina,


    vc com outros ve

    ResponderExcluir
  8. Poesia linda, com quadras cheias de encanto. Um beijo grande querido e linda semana! Comigo não encontro nenhuma dificuldade de acessar teu blog.

    ResponderExcluir
  9. Enviado por email:

    Olá, Toninho

    Não me pergunte como... mas consegui entrar nos comentários!!!

    Ontem tentei inúmeras vezes, sem resultado. Depois, vi que a nossa querida LUZ também não tinha conseguido, e conformei-me : afinal, não sou só eu :)

    Sem grande esperança resolvi experimentar hoje, e já deu!

    Ainda bem, porque sou pouco experiente nestas coisas e para tentar com outro servidor ia ser muito complicado:)))



    Muito bonito o seu poema. Parabéns!

    Por onde anda seu verso??? Não sei, mas a inspiração mora aqui, sem dúvida!



    Uma óptima semana.

    Um abraço

    Miguel

    ResponderExcluir
  10. OI TONINHO!
    PARA MIM FOI FÁCIL ENTRAR EM TEU BLOG, NORMAL.
    E FÁCIL TAMBÉM NOS EMOCIONARMOS NA LEITURA DE TEUS VERSOS.
    ABRÇS
    http://bafejosdeminhaalma.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Sempre nos deixa sem palavras.
    Abraço Lisette.

    ResponderExcluir
  12. Boa noite Toninho, vim desejar Boas Festas!

    É Natal, e não foi apenas por ser Natal
    que lembrei de você., e sim pelo que
    representa nossa amizade.
    Mesmo estando ausente dos amigos reais, e não conhecendo
    alguns dos virtuais, isso não faz diferença,
    o calor que aquece nossa amizade
    não esfria com a distância,
    meus pensamentos e desejos,
    estarão com você da mesma forma.
    Então... FELIZ NATAL!


    Bjs!
    dinapoetisadapaz

    ResponderExcluir
  13. http://1.bp.blogspot.com/-zkhPA5LZaDY/T3T27ZbB-wI/AAAAAAAACEo/Wn-OoRyo4Ic/s170/IUcl-1w0-1%2B%25281%2529.jpg


    Um miminho do meu para o seu blog! bjs no core!

    ResponderExcluir
  14. Eu voei, divaguei em sua belíssima inspiração, Toninho. Deixou meu dia mais belo ainda, por aqui a neve cai serena, alva, embalada nessa linda leitura que fiz em sua poesia. Um bom dia a vc.

    ResponderExcluir
  15. Ô amigo Toninho, quanta inspiração, que beleza!
    Vir aqui é fazer uma pausa na correria do cotidiano, saimos com a alma leve.
    beijos cariocas


    ResponderExcluir
  16. Querido Toninho
    Para quem não sabia do último verso,saiu-se lindamente! Que poema belo!
    «Jóia rara do meu eu disperso» é mesmo o retrato da sua poesia!Muitos parabéns.
    (Esta é a segunda vez que tento comentar.Vamos a ver se chego ao fim...)
    Beijinhos
    Beatriz

    ResponderExcluir
  17. Amigo estou sentindo a sua falta?
    Quê se passa, não tenho tido a sua sempre tão querida visita.
    A vida é como a noite e o dia um espalha e a outra junta mas sempre vão dar ao mesmo lugar.
    Não se ainda aqui venho antes mas para já um santo e feliz Natal, com beijinhos de luz e paz.

    ResponderExcluir
  18. Que linda e doce poesia, nem se sentiu a falta desse verso perdido. E a melodia embalou as suas palavras de uma forma aconchegante.
    Beijinho, uma doce semana amigo Toninho
    Ruthia d'O Berço do Mundo

    ResponderExcluir
  19. Pode até tardar,mas logo surgem os versos e a poesia se faz, suavemente e bela.
    Meu carinhoso abraço, Toninho!

    ResponderExcluir
  20. Foi só por breves instantes
    que teus versos se ausentaram
    para irem atiçar os lumes
    que em teus olhos brilharam
    as muitas tocantes poesias
    que sempre nos encantaram.

    Um abraço, amigo Toninho.
    Calu

    ResponderExcluir
  21. Seus versos estão aqui e muito lindos meu querido!
    Beijinhos sempre...

    ResponderExcluir
  22. Boa tarde, Toninho. Por onde andam seus versos?
    Não precisa mais procurar por eles, estão dentro de você com uma força incrível, melodiosa, capaz de fazer lindas e expressivas poesias como essa.
    Sempre saio daqui emocionada.
    Beijos, amigo.
    Fique com Deus.
    Tudo de bom!

    Ah, não consigo comentar pelo EXPLORER, consegui pelo MOZILA. Outro navegador não tentei.

    ResponderExcluir
  23. Meu amigo, os versos lhe chegam naturalmente, permitindo-lhe belas construções, como a desse poema.

    Mineirinho, desejo-lhe um Natal de luz, vivido com o real sentido da data, em clima de união e amor, ao lado dos que lhe são queridos. E que possamos manter, em 2014, essa convivência tão prazerosa. Bjs.

    ResponderExcluir




Obrigado pela sua visita.
Alguma dificuldade ou desconforto neste blog como tamanho de fonte, dificuldade de comentar, links maliciosos etc favor comunicar para corrigir.
Caso não tenha um blog poderá comentar como anonimo e no fim colocar seu nome ou não para que possa agradecer.
Fique a vontade!
Meu abraço de paz e luz.