Páginas

domingo, 5 de janeiro de 2014

Desconstrução


Finge que ama
Só a fama.
Conta estrelas
Apagam-se.
Passarinhos coloridos
Gaiolas.
Cantoria matinal
Silencio.
Pedras nas calçadas
Ruínas.
Espelho cristalino
Pavor.
Felicidade distante
Vida murcha.

Toninho.
01/01/2014

*************************************************
Iniciando mais um ano soltando palavras aos ventos nas asas de borboletas e em bico de passarinhos, pois eles simbolizam a liberdade e que sejam sempre livres. Oxalá as inspirações não venham em lombo de tartarugas.
***************************************************
Um abraço especial à nossa amiga Severa que tem sofrido com a perda de seu blog, no que sugiro aos amigos sempre fazer um backup do blog para evitar estes transtornos. É facil na plataforma blogger.
***************************************************
 Meu prazer é seguir a nossa viagem.
Um carinhoso abraço a todos.
 

17 comentários:

  1. Que lindo reinício,Toninho e também sinto pela Severa! Te vi no Instagram, já solicitei pra te seguir, mas não me autorizaste. Snif, snif...rsss..

    abração,tudo de bom,chica

    ResponderExcluir
  2. Achei lindo o poema... embora fale de desconstruçao...

    Que vc tenha uma semana de paz Toninho...
    Beijos...

    ResponderExcluir
  3. Oi, Tonin!
    Que sua inspiração em 2014 esteja montada num cervo, para nos brindar com poemas são entranhados. E que nossas vidas sejam o antônimo deste poema: edificantes!

    Um abraço.

    ResponderExcluir
  4. Bravos Toninho, começou o ano muito bem, um poema mostrando o cair na realidade de muitas pobres almas quando se achegam do crepúsculo da vida, muito bom aqui estar, lamento pela Severa eu mesma não sei fazer este backup que você ensinou, vou tentar me informar, beijos e um ano repleto de criações, Luconi

    ResponderExcluir
  5. Oi Toninho
    Talentoso como você é inspiração não vai te faltar em 2014, pra nossa sorte.
    Um abraço.

    ResponderExcluir
  6. Olá meu caro,

    voce é mesmo um pássaro solto e os seus poemas dizem isso.

    Lindo poema!

    Que em 2014, os pássaros e as borboletas continuem te inspirando assim...

    Grande abraço

    Leila

    ResponderExcluir
  7. Oi, querido Toninho!

    Tudo bem?

    A vida, por vezes, é um finge que finge, mas vamos lá plantar muitas roseiras, espalhar sorriso e semear esperança.

    Tenho lido os comentários da Severa, e ela, "pobre, coitada" bem que teima, mas vai dar certo, com certeza, se deus quiser. Boa sorte e que a situação se resolva, logo.

    BOM ANO DE 2014, totalmente, novo, revigorado.

    Beijos, com carinho da Luz.

    PS: obrigada por suas consoladoras palavras deixadas em meu blogue. Perdemos um homem bom, simples, e muito grande, em talento.

    ResponderExcluir
  8. Caro amigo Toninho

    Que a felicidade nunca fique distante e que as inspirações não se apaguem nunca , as estrelas sempre brilhem e que as perdas da querida Severa sejam recuperadas logo.

    Um Feliz Ano Novo para você e os seus.
    Obrigada pelo carinho da amizade e compartilhamento.
    Um grande abraço.

    ResponderExcluir
  9. Lembrei da música de Chico também " Carolina", ficar na janela a sonhar ,só virá restos e sobras.
    belo poema amigo
    beijos

    ResponderExcluir
  10. Querido amigo Toninho, que neste ano não nos falte inspiração para continuar poetando e expressando sentimentos.
    Estamos juntos nessa caminhada, beijos no coração!

    ResponderExcluir
  11. Meu amigo que belíssima postagem para início deste ano.
    Desejo que esteja bem.
    Bj.
    Irene Alves

    ResponderExcluir
  12. Adoráveis seus versos..bendita seja toda esta inspiração que brota do seu peito.
    Feliz 2014 amigo, beijos,
    Valéria

    ResponderExcluir
  13. As vezes até fingimos, mas fingir adianta o que? Melhor sermos o somos, pois sedo o tarde temos que encarar a realidade, sem máscaras. Bjus querido.

    ResponderExcluir
  14. Boa tarde, Toninho. Tudo se constrói e se descontrói. Muitas vezes a desconstrução é intimamente necessária, a fim de que o novo ganhe uma vida mais firme e bela, sem fingirmos para nós mesmos que uma desconstrução não precise haver!
    Lamento pela Severa e não desejo isso para mim e nem para ninguém.
    Ela não deve desistir e recomeçar.
    Que o seu 2014 seja muito abençoado e feliz, és uma pessoa de muita luz, que nos faz muito felizes.
    Beijos na alma e tudo de excelente!

    ResponderExcluir
  15. Bela inspiração de palavras soltas, mas que compõem a essência de uma vida.
    Bjs.

    ResponderExcluir
  16. Oi, Toninho!!
    Os contrapontos que a vida nos apresenta nem sempre tão reais, nem sempre tão fáceis de serem observados. Belo início de ano!! :)
    Não sei qual o blogue da Severa que está com problemas. Eu fui no que costumo ir e está normal... Será que ela conseguiu recuperar?
    Boa viagem!! :D
    Feliz 2014!!
    Beijus,

    ResponderExcluir
  17. Embora os descompassos teimem em nos embaralhar os passos, contamos com a força emanada das amizades para sempre persistirmos no caminhar alvissareiro da esperança.

    Este será mais um ano que terei a alegria de conviver com tua amizade e com as belas inspirações que me adornam os dias.
    Felizes e brilhantes dias te sucedem neste Novo Ano, amigo Toninho.
    Lindo 2014 pra ti.
    Paz e bem!
    Abraços,
    Calu

    ResponderExcluir




Obrigado pela sua visita.
Alguma dificuldade ou desconforto neste blog como tamanho de fonte, dificuldade de comentar, links maliciosos etc favor comunicar para corrigir.
Caso não tenha um blog poderá comentar como anonimo e no fim colocar seu nome ou não para que possa agradecer.
Fique a vontade!
Meu abraço de paz e luz.