Páginas

quarta-feira, 24 de junho de 2015

Noite incerta



Entardeço cedo.
Amanheço tarde.
Adormeço logo.

Visualizo tua silhueta,
Carregas largo sorriso,
Que Sabes me encantar.

Mas como sonho findado,
Perco-te nesta escuridão,
Há solidão neste quarto.

Volto os olhos para a imensidão,
Inútil ação para o improvável,
Fecho a cortina para a solidão.
Adormeço, amanheço imutável.

Toninho.
Junho/2015
******************************************************************

32 comentários:

  1. A solidão machuca demais, nâo?
    Lindos versos, Toninho.
    Obrigada por brincar junto lá nos "bichinhos"
    Valeu!
    Um forte abraço e tenha uma boa madrugada, amigo.
    Verena e Bichinhos

    ResponderExcluir
  2. Aprender a ficar só..... Abraço Lisette.

    ResponderExcluir
  3. Lindo poema, meu amigo! Os dias correm, abramos as cortinas para que a solidão se dissipe, às vezes é um estado, às vezes é uma escolha!
    Tem uma tag pra vc no Fotos e Prosas, sinta-se à vontade em aceitar ou não, ok?!

    Forte abraço cheio de paz! =)
    Vivendo e Aprendendo
    Fotos e Prosas

    ResponderExcluir
  4. Que beleza,Toninho!! Escurecer, anoitecer, amanhecer só...O vulto ficou...se perdeu no ar... LINDO! abração, ótimo dia! chica

    ResponderExcluir
  5. Esse Chico e esse Toninho, só me encantam. Gostoso demais ouvir e ler! Um abraço quentinho porque o frio está congelante!

    ResponderExcluir
  6. A solidão é terrível quando está dentro de nós...
    Beijo.

    ResponderExcluir
  7. Este meu comentário é só para saber de si, pensei que já tivesse deixado os blogues, mas vejo que não, amigo além da distância de quilómetros também sinto um grande vazio que nos está a afastar?
    Será que é só impressão da minha parte! Os meus amigos eu os guardo do lado esquerdo do peito sem qualquer ponta de ciúme mas de tristeza voltarei sempre enquanto tiver forças para vir por venho pelo que escreve e a sua escrita é das que estão na linha da frente.
    Beijinhos de luz e muita paz.

    ResponderExcluir
  8. Uma noite vazia e ao mesmo tempo repleta de sentimentos e de imensurável solidão. Lindos versos poeta.

    ResponderExcluir
  9. Esta solidão é a que mais dói, e a que mais demora a se dissipar...
    Belíssimos versos Toninho!
    Um abração, tudo de bom!
    Mariangela

    ResponderExcluir
  10. Solidão nos machuca por dentro ,um grande momento caro amigo Toninho,um abraço

    ResponderExcluir
  11. Ei Toninho
    Ai que música linda, adoro, e seus versos vieram de encontro a toda esta beleza.
    Um abraço.

    ResponderExcluir
  12. Meu amigo, linda escolha musical!
    A noite traz sombras e fantasmas, quando o coração alimenta anseios não realizados. Bjs.

    ResponderExcluir
  13. Mesmo na dor a poesia é lindíssima não é mesmo querido amigo? E quem de nós não tem suas dores? São elas que nos humanizam, pois nos aprofundamos nas entranhas do ser para fazer brotar nossos melhores sentimentos.
    Beijos com carinho e abençoado fim de semana!

    ResponderExcluir
  14. SIEMPRE USTED CON SUS VERSOS MUY BRILLANTES.
    ABRAZOS

    ResponderExcluir
  15. Sentimentos transparentes , bem visíveis nas palavras e na canção que a envolve ! Abcs . Bom final de semana!

    ResponderExcluir
  16. Uma solidão a dois , a sós.

    ResponderExcluir
  17. Uau Toninho! Seus versos estão uma beleza e a música então...
    Bom fim de semana!

    ResponderExcluir
  18. Uau Toninho! Seus versos estão uma beleza e a música então...
    Bom fim de semana!

    ResponderExcluir
  19. Boa noite, Toninho.
    Eu li e reli diversas vezes essa poesia e fiquei seriamente a pensar sobre ela assim como na canção que a ilustra lindamente.
    Fechando a cortina para a solidão, abre um leque para as possibilidades na esperança.
    Os sonhos não precisam tomar forma de finito, uma vez que, o que o torna e sempre tornará vivo são os sentimentos bons e de amor que carregamos com eles.
    A solidão pode fazer morada por um bom tempo dentro de nós pela impossibilidade de concretização da felicidade, mas não ganhsr espaço em nosso sentimento encantado, pois ele é e será muito único e nosso.
    Deixe que o sorriso não seja tomado pelo breu das sombras.
    A silhueta pode ser iluminada pela luz que nos invade.
    lindo!
    Tenha um domingo de paz.
    Beijos na alma, amigo.

    ResponderExcluir
  20. Boa noite, Toninho.
    Eu li e reli diversas vezes essa poesia e fiquei seriamente a pensar sobre ela assim como na canção que a ilustra lindamente.
    Fechando a cortina para a solidão, abre um leque para as possibilidades na esperança.
    Os sonhos não precisam tomar forma de finito, uma vez que, o que o torna e sempre tornará vivo são os sentimentos bons e de amor que carregamos com eles.
    A solidão pode fazer morada por um bom tempo dentro de nós pela impossibilidade de concretização da felicidade, mas não ganhsr espaço em nosso sentimento encantado, pois ele é e será muito único e nosso.
    Deixe que o sorriso não seja tomado pelo breu das sombras.
    A silhueta pode ser iluminada pela luz que nos invade.
    lindo!
    Tenha um domingo de paz.
    Beijos na alma, amigo.

    ResponderExcluir
  21. ✿゚。ه
    Abra as cortinas e deixe a luz do sol invadir seu coração!...

    Ótimo domingo! Boa semana!
    Beijinhos.
    ❤❤ه° ·.

    ResponderExcluir
  22. Volto os olhos para a imensidão,
    Inútil ação para o improvável,
    Fecho a cortina para a solidão.
    Adormeço, amanheço imutável.

    Lindo demais!
    A solidão machuca, mas quem nunca a sentiu de perto?
    Faz pare da vida, de nosso aprendizado.
    Grande Toninho! Grande Chico!

    Lindo domingo!

    Bjksss

    ResponderExcluir
  23. Que lindo,amigo!!!!
    Que o seu amanhecer seja cheio de luz como o seu poema!
    Bjo no coração!
    http://www.elianedelacerda.com

    ResponderExcluir
  24. O pensamento transforma-se em campos imensos de colheita quando leio algo profundo assim Toni. Lindo demais o poema meu querido. Parabéns! Um abrç!

    ResponderExcluir
  25. A solidão machuca a alma, mas, nem a dor dura para sempre...
    Lindo, Toninho!
    Beijos, paz e luz!

    ResponderExcluir
  26. De cada amanhecer surpresa que surge em forma de dia.
    Cadinho RoCo

    ResponderExcluir
  27. Os amanheceres do Toninho são lindos! poéticos .E eu gosto imensamente.da cortina quando se fecha e outro dia te acorda.
    Parabéns pela sensibilidade ,
    um abraço grande

    ResponderExcluir
  28. Bom dia Toninho.
    Fechando as cortinas ao mundo e ficando na solidão, apenas com a lembrança de uma silhueta que encanta, mas um lindo poema. Como está com o frio meu amigo? Eu estou congelando rsrs. Uma feliz semana. Beijos.

    ResponderExcluir
  29. Olá mineirinho. Ainda que este sono seja um tipo de hibernação triste, tenho uma certa inveja desse sonhador que tanto dorme. Acho que precisava de uma cura de sono de uma semana!
    Linda melodia também.
    Então, imagino como foram esses dias em Minas, a comida é realmente uma perdição.
    Um abraço, muito obrigada pela sua presença sempre amável no meu cantinho
    Ruthia d'O Berço do Mundo

    ResponderExcluir
  30. Mas é na solidão onde encontramos respostas para o nosso estado de espírito , nossas inquietações !
    Belo Toninho ! Bjis

    ResponderExcluir
  31. Toninho

    A vida é isso mesmo...
    E a noite é incerta!

    Gostei de seus versos!

    Abraço,

    Maria luísa

    "os7degraus"

    ResponderExcluir
  32. Sempre lindos seus poemas!
    carregadinhos de mistérios,
    de amor e de solidão

    abraços

    ResponderExcluir




Obrigado pela sua visita.
Alguma dificuldade ou desconforto neste blog como tamanho de fonte, dificuldade de comentar, links maliciosos etc favor comunicar para corrigir.
Caso não tenha um blog poderá comentar como anonimo e no fim colocar seu nome ou não para que possa agradecer.
Fique a vontade!
Meu abraço de paz e luz.