Páginas

sexta-feira, 18 de setembro de 2015

Amanhecer na roça.



Amanhecer na roça.

O Sol nem bem surgia neste rincão,
já ouvia cantar o galo no terreiro,
sentia aroma bom de café no fogão,
e o bolo de fubá com queijo mineiro.

É lindo um amanhecer numa roça,
todos os passarinhos numa sinfonia.
longe ouço o som da velha carroça,
água numa bica era doce melodia.

Do capinzal vem o cheiro de mato,
donde a galinha sai furtivamente,
seu canto fazia do menino um jato,
corria e colhia o ovo ainda quente.

a panela de ferro no fogão a lenha,
cozinha deliciosa galinha caipora,
de longe a fumaça era uma senha.
Que vontade sair correndo agora.

Mas esta imagem à minha frente,
desperta um menino, que ali vivi.
lembranças vêm repentinamente,
deste lugar distante onde eu nasci.


Toninho.
Setembro/2015
imagem é do Google 
Aqui posto algumas BCs e outros momentos: Coisas de Toninho
********************************************************************************
Inspiração veio daqui simplesmentelis. de uma imagem postada, aproveitem para conhecer as belas fotos que ela magicamente colhe por este Brasil tão lindo e rico de belezas muitas vezes ignoradas, mas por estas pessoas sensíveis como a Lis fazem da fotografia uma poesia e nós somos presenteados com as maravilhas e assim inspirados. Confiram a imagem original neste link acima. Obrigado Lis.

Um bom e lindo fim de semana a todos vocês.

43 comentários:

  1. Olá!
    Que delícia acordar e dormir na tranquilidade desse lugar!
    Parabéns pela inspiração!
    Lindo FDS!
    Um super bjo!

    Alê - Bordados e Crochê
    Fã Page

    ResponderExcluir
  2. Que vontade que eu tenho de estar agora num lugar de tanta paz assim. Adorei tua inspiração e a foto da Lis, como sempre, maravilhosa! abração aos dois,chica

    ResponderExcluir
  3. Minha nova agora por aqui é dizer que quando eu envelhecer quero ir morar na roça

    Muita inspiração, verde e vida em seu final de semana
    Obrigada pelas leituras e comentários

    ResponderExcluir
  4. E a Lis é uma flor além do nome
    Olhar poético e clicks cheios de sensibilidade

    ResponderExcluir
  5. Um pensamento surgiu depois de dar uma volta
    no tempo.
    Aquela volta de cento e oitenta grau que
    em dado momento da vida temos que dar uma pausa e pensar.
    Eu com certeza tenho o DNA do amor
    pulsando no meu coração.
    Por isso meu carinho é gratuito e sincero
    chego sentir uma saudade que dói mesmo sem conhecer
    a amizade além da minha telinha.
    A diferença não é o contato fisico,
    mas sim aquilo que tenho de mais sublime amar
    sem conhecer a cor dos olhos ou da pele .
    A religião então ..essa para mim tem somente
    um quisito ter fé e acreditar num superior a
    tudo com um nome lindo ...Jesus isso me basta.
    Um abençoado final de semana.
    Eu só vim te dar um abraço é
    tudo que posso fazer quando no coração
    a saudade vem bater.
    Beijos e meu eterno carinho.
    Evanir.
    vou levar seu link amigo.

    ResponderExcluir
  6. Olá, amigo Toninho
    Estive nestes dias, vendo fotos e programando post com imagens do campo... o interior é tudo de bom!
    Recordei-me de minha infância e da fase mais atual onde a casa da tia amada era meu paraíso...
    Ah! A broa de fubá dela era inigualável!
    Seu poema está lindamente inspirado!
    Bjm fraterno

    ResponderExcluir
  7. lINDA INSPIRAÇÃO D EUM LUGAR D EPAZ, sensação essa e estado de alma que tantos procuram não é poeta? Silêncio, plena harmonia entre a natureza, cheiro de mato, crianças correndo sem ter pressa. Linda blogagem a tua participação. Tem novidades no blog

    ResponderExcluir
  8. Que linda e deliciosas lembranças Toninho, que jamais podemos nos esquecer!
    Nossa... parece que são as minhas!
    Como amo tudo isto!
    Adorei!
    Abração, e um ótimo final de semana!
    Mariangela

    ResponderExcluir
  9. Arrasando como sempre amigo. Conheço a poesia em fotografia dessa moça super sensível! Valeu sua inspiração! Beijos!

    ResponderExcluir
  10. Ao ler este lindo momento me deixou cheio de saudades do campo caro amigo ,pois eu nasci na cidade ,na bonita Lisboa ,mas adoptei como minha segunda casa a terra dos meus pais de seu nome Loriga ,terra cercada de montanhas na linda Serra da Estrela de Inverno se veste de branco com a neve e de Verão se enche de gente que se banham nas águas transparentes ,pois é aqui neste cantinho que recarrego todos os anos as minhas baterias ,um local belo cheio de cheiros e gostos como o queijo que tanto aprecio,um grande abraço caro amigo .

    ResponderExcluir
  11. Que bacana, Toninho! Que lembranças tão doces. Sabe que me lembrei da minha infância também? Minha avó paterna morava no Sítio, e eu ia lá com frequencia, e tinha de tudo isso: fogão à lenha,panela de barro, candeeiros, galinhas no terreiro, vacas no curral, céu estrelado, pés de pitomba, umbu e cajá... Saudades.

    Paz e bem!
    Socorro Melo

    ResponderExcluir
  12. Oi meu querido amigo, vim hoje especialmente para ler teu lindo poema, eu que amo tanto a natureza me senti verdadeiramente na roça agora, perfeito.
    Deixo aqui meu carinho e gratidão por tua amizade, beijos

    ResponderExcluir
  13. Oi amigo Toninho
    Parece que você escreveu este poema pra mim, assim foi minha infância e adolescência passada numa fazenda. Identifiquei-me com cada um dos versos, lindo demais.
    Grande abraço, poeta.

    ResponderExcluir
  14. oiiii...queria te mandar um hallo daqui de longe mineirinho...vc ta vendo as noticias daqui? Eo frio ta comecando agora.Bju de fim de se,ana.Lu.

    ResponderExcluir
  15. Toninho,

    Não nasci na roça, mas penso que já vivi por lá em outras vidas.
    Porém, passei alguns dias em um hotel fazenda, mas não é a mesma coisa, viu?
    Ah, agora me lembrei!
    Passei na roça! Como não? Fui visitar a tia do meu marido, quando ainda namorávamos.
    A casa era bem simples, porém, encantadora!
    Se eu achá-la, postarei a foto.
    Dias felizes, de muito sossego e tranquilidade.
    Gente hospitaleira, comida boa. No cair da tarde a "sapaiada" toda aparecia na varanda. KKK
    Eu morria de medo!
    Na companhia do Bituca, essa roça ficou melhor ainda, viu?

    Lindo finde!

    Bjksss da roça

    ResponderExcluir
  16. Acorda, sô.

    Tomá um cafezin.
    Cumê um pão de quejin.

    Quá não?

    Cê bobo sô!

    : )

    ResponderExcluir
  17. Olá Toninho,
    A imagem é encantadora, e
    seu poema um primor!
    Nunca vivenciei um amanhecer na roça,
    mas ao ler suas linhas, pude sentir
    a simplicidade e a doçura desse momento...
    Ótimo final de semana. Beijos :)

    ResponderExcluir
  18. ✿༽
    Isso foi "quando havia galos, noites e quintais".
    Agora só há cimento e areia invadindo tudo.

    Ótimo fim de semana!
    Beijinhos.
    ✿✿ه✿✿ ܓ

    ResponderExcluir
  19. Ah Toninho... que lembranças e saudade esse seu post me trouxe...ainda mais agora que nao tenho conseguido voltar na roça...fiquei emocionada... obrigada por descrever meus sentimentos...

    Paz e luz para vc...

    Beijos, Toninho...

    ResponderExcluir
  20. Ah Toninho... que lembranças e saudade esse seu post me trouxe...ainda mais agora que nao tenho conseguido voltar na roça...fiquei emocionada... obrigada por descrever meus sentimentos...

    Paz e luz para vc...

    Beijos, Toninho...

    ResponderExcluir
  21. Oi Toninho! Viver num lugar assim é tudo de bom,até o tempo passa devagar.Cafezinho e galinha caipira no almoço,tem coisa melhor?Um abraço!

    ResponderExcluir
  22. Um amanhecer na roça à moda mineira.
    Delícia de imagens nos traz seu belo poema.

    A amiga Lis é mesmo uma artista na arte fotográfica. Há muita sensibilidade em seu olhar captador de coisas belas.

    Ótimo final de semana, amigo.

    Grande e carinhoso abraço.

    ResponderExcluir
  23. Toninho, que delícia ler este texto! Voltei a linda época da minha infância!
    E a amiga Lis, sempre a nos presentear com seus belíssimos registros!!
    Um grande abraço.
    Amara

    ResponderExcluir
  24. Toninho, que delícia ler este texto! Voltei a linda época da minha infância!
    E a amiga Lis, sempre a nos presentear com seus belíssimos registros!!
    Um grande abraço.
    Amara

    ResponderExcluir
  25. ME HA GUSTADO ESTE ESCRITO. YA QUE SOY CAMPESINO.
    ABRAZOS

    ResponderExcluir
  26. Milton Nascimento é tudo de bom as musicas, lindas imagens arrasou, tenha uma semana abençoada.
    Canal:https://www.youtube.com/watch?v=EgeQXJjUpSQ
    Blog: http://arrasandonobatomvermelho.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  27. Boa tarde, querido. Uma belíssima inspiração para deliciar-se nesse dia de sol tão lindo onde a grama fica mais quentinha, os aromas mais saborosos, o encanto ainda maior.
    Estar em um lugar assim é viver ao lado de Deus, se a pessoa amada estiver conosco melhor ainda, um só com a Natureza, sua paz e um eternizar de momentos.
    Liberdade, é o que aqui vejo.
    Parabéns por viagem tão linda.
    Amor bucólico!
    Tenha uma excelente semana.
    Beijos no seu poético coração!

    ResponderExcluir
  28. Olá, querido Toninho!

    Seus versos são e estão perfeitos.
    Não faço imagem de como é viver numa roça, pke, sempre vivi em vila ou cidade, mas que deve ser diferente, pra melhor, ah, isso deve.
    Acompanhei todas as suas lembranças, que foi descrevendo em cada verso, e acredite que fiquei, em algumas situações, com água na boca, e noutras com brilho no olhar.

    Como é bom recordar, querido amigo Mineirinho!

    Não conhecia essa canção de Nilton, mas o vídeo tem imagens fantásticas, reais e tão belas qto a natureza.
    Aqueles caminhos, bravos, no sentido de ainda não terem sido tocados, explorados, aqueles animais, enfim, fiquei fascinada.

    Beijos e boa semana.

    ResponderExcluir
  29. E a Primavera está chegando aí para alegria de todos vocês. Parabéns e aproveitem, o melhor possível essas cores e esses cheiros.
    Pra gente, o oposto, de k não gosto, nem um pouco.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  30. Toninho uma boa tarde , estava lendo a sua bela poesia e fiquei encantada vcs poetas descreve tudo que nós trazemos no coração seja saudade, recordações, o amor tudo, as alegrias e as tristezas também, um abraço e ciontinue ser sempre assim, essa criatura boa, que vc é, Deus llhe abençõe

    ResponderExcluir
  31. Meu amigo, deve ser um verdadeiro paraíso viver aí.
    O ar puro e a calma contrastam com o sítio onde vivo.
    Adorei o vídeo e a foto fez-me sonhar.
    Um beijinho com carinho

    ResponderExcluir
  32. Bom sentir esse cheirinho da roça. Ainda que venha da internet de um cantinho aconchegante como o seu. Linda a poesia. maravilhosa. um abraço

    ResponderExcluir
  33. Lindo semana, Toninho!!!!!!!!! Abraços

    ResponderExcluir
  34. Adorei o seu amanhecer na roça!! Eu me imaginei lá. Boa semana. Beijos.

    ResponderExcluir
  35. Olá amigo, obrigado pela carinho lá no meu bloguinho.
    beijinho Pedrinho

    ResponderExcluir
  36. Olá amigo, obrigado pela carinho lá no meu bloguinho.
    beijinho Pedrinho

    ResponderExcluir
  37. Olá, Toninho,

    Já não conheço mais a cidade onde nasci, tenho vontade de ir para bem longe daqui. Muito bom seu poema.

    Um abraço, paz e bem

    ResponderExcluir
  38. Olá, Toninho,

    Já não conheço mais a cidade onde nasci, tenho vontade de ir para bem longe daqui. Muito bom seu poema.

    Um abraço, paz e bem

    ResponderExcluir
  39. Querido Toninho, esse lindo poema encheu o meu coração de belas recordações, que o tempo implacável tenta apagar...
    Ah! se fosse possível passear no passado...
    Beijos!!!

    ResponderExcluir
  40. Lindo poema que nos traz o desejo que experienciar destas delícias que nos oferece a zona rural. bjs

    ResponderExcluir
  41. Meu amigo, muitos e muitos não conhecem a vida que lindamente descreveu. Inspirou-se com propriedade na imagem, mas guarda ricas lembranças que o levam a falar de um tempo do qual só a experiência permite menção.

    Mineirinho, depois que troquei minha foto no google, desapareci como seguidora de alguns blogs e fiquei sem imagem nos comentários. Não sei o que aconteceu. Isso me faz ir ao campo de seguidores, em todos os blogs amigos, para conferir. Por incrível que possa parecer, eu não estava no seu (rss). Bjs.

    ResponderExcluir
  42. Que saudades das paisagens, cheiros e comida mineira. Vc é um sortudo, amigo poeta.
    Beijinhos, um lindo domingo
    Ruthia d'O Berço do Mundo

    ResponderExcluir




Obrigado pela sua visita.
Alguma dificuldade ou desconforto neste blog como tamanho de fonte, dificuldade de comentar, links maliciosos etc favor comunicar para corrigir.
Caso não tenha um blog poderá comentar como anonimo e no fim colocar seu nome ou não para que possa agradecer.
Fique a vontade!
Meu abraço de paz e luz.