Páginas

sexta-feira, 29 de janeiro de 2016

Ao desejo de amar.










Como dente-de-leão ao vento,
em cada rajada se esvaindo.
Já vejo encurvado o sustento,
por este vento em desavindo.

Nada mais restou do carinho.
Nem mesmo as palavras tuas
que se perderam no caminho,
enquanto eu namorava a lua.

Convivo desarmonioso a falta,
no meu silencio que ora grita,
sem retorno punge, maltrata,
como a censura fere a escrita.

Se ainda assim busco tua voz,
como o lenitivo a me aliviar,
da ação desta saudade atroz,
que esmaga o desejo de amar.

Toninho
26/01/2016


Apenas uma inspiração e analogia com uma indefesa flor.
Estou lá também confira: toninhobira.blog
*********************************
Eu desejo a voce bons ventos e toda sorte.

25 comentários:

  1. Olá Toninho
    Espanta-me nos poetas como você, é a tal inspiração, de uma imagem, de uma simples flor saem palavras lindas.
    Com relação à temporada de chuvas, por aqui, na minha terrinha, chovendo bem, mas tudo tranquilo, mas algumas regiões mineiras estão sendo castigadas pelas enchentes.
    Grande abraço e obrigada pelo carinho de sempre.

    ResponderExcluir
  2. O que nos move é sede intensa de amar e ser amado. Mesmo que haja uma momentânea separação o amor fala mais alto e te traz belíssima inspiração num poema que deságua em lamento. Visceral!!!!!
    Um lindo final de semana
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. intenso poema, intenso el amor.
    abrazos

    ResponderExcluir
  4. Que lindo poema, Toninho...triste,mas lindo...amor é isso mesmo...nao é so alegria...

    Beijos...

    ResponderExcluir
  5. Belíssimo amigo ,sempre um prazer enorme ler as suas palavras,desejo-lhe um fim de semana muito feliz ,um abraço

    ResponderExcluir

  6. Lindo, exalando a grande sensibilidade de uma alma apaixonada!

    Bom fim de semana!
    Beijinhos.
    ✿゚ه° ·.

    ResponderExcluir
  7. Quanto maior a saudade, maior o desejo de amar . Lindos versos nessa composição que remete a um sentimento louco de paixão que domina o ser. Bom fim de semana poeta

    ResponderExcluir
  8. Amigo Toninho.
    Um amor perdido, gera uma saudade tamanha.
    Mais um belo poema de amor, ao som de uma maravilhosa música.

    Um beijinho

    ResponderExcluir
  9. Toninho,adoro tuas inspirações que dizes serem simples, mas não o são!tem profundidade! Abração,chica

    ResponderExcluir
  10. Boa noite meu amigo.
    O amor e a saudade andam sempre de mãos dadas,
    Por isso muitas vezes nos trazem o desejo de amar, mas ao mesmo tempo se esse amor não vem... causa-nos a dor! Ou seja...! A dor da saudade!
    Adorei a sua poesia.
    Tenha um lindo e feliz final de semana!
    Um fraterno beijo, amigo em Cristo.*
    Josélia

    ResponderExcluir
  11. Os amor nos move e a ausência seja da pessoa amada ou do próprio amor deixa um vazio.
    Lindo poema e fundo musical que estou aqui a me deliciar.

    Sumidinho, rs,rs,

    ResponderExcluir
  12. De uma simples flor, nasce tão bela poesia: só poetas como você, Toninho, são mágicos assim!
    Um beijo e produtiva semana, meu amigo!.

    ResponderExcluir
  13. Toninho, sua alma fala através de seus versos. Li essa poesia linda e cheia de sentimento ouvindo "saindo de mim"... Como eu acho linda essa música!!!! Já trabalhei Toninho em emissoras de rádio e amava rodar essa música...

    Tudo casou com muita graça! Adoro relembrar as músicas brasileiras que você coloca... :)

    Um abraço amigo, e obrigada pela visita ao Bolhinhas!!!

    ResponderExcluir
  14. A saudade do amor. Como se o vento tivesse levado de rajada tantas emoções, tantos segredos. Gostei do poema, Toninho.
    Beijo.

    ResponderExcluir
  15. Amigo, vou te contar um segredo kkkkk que vai deixar de ser segredo agora, kkk morro de vontade de fazer uma tatuagem com um dente de leão ao vento! Eu adoro! Lindo poema! Abraçoss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Kellen no Google vi varias delas bem bonitas,quando procurava uma imagem.
      Faça mesmo,kkk
      Grato sempre.

      Excluir
  16. Saindo de mim como o vento sopra o dente de leão. Que linda imagem. Não conhecia a música, muito obrigada pela partilha.
    Beijinho, um doce restinho de semana
    Ruthia d'O Berço do Mundo

    ResponderExcluir
  17. Olha, nem sei como dizer sobre uma poesia tão linda!
    um namorador de lua, que arde em saudades de um amor perdido ao ver uma flor desfeita ao vento.
    Muito lindo mesmo!
    abraço

    ResponderExcluir
  18. Nada mais restou do carinho.
    Nem mesmo as palavras tuas
    que se perderam no caminho,... belo e profundo!
    linda a foto , até hoje qdo vejo uma florzinha dessa , saio assoprando e fazendo um desejo...meu marido se diverte com essa minha mania! abraço

    ResponderExcluir
  19. Olá gostei muito do seu comentário no cheiro de alecrim, só não exponho mais sobre a doença , porque tenho receio de críticas, afinal os blogues e face são um passa tempo prazeroso , mas recebo mensagens de muitas pessoas querendo orientação , então ajudo no que posso,pois até eu ter isso , nem sabia que a tal bolsa existia, e foi o que salvou minha vida!
    abraço

    ResponderExcluir
  20. Começou com uma linda música, meu amigo, caminhando para versos sofridos de amor. O vento que desfolha as flores não leva consigo as dores, nem a saudade. Belo! Bjs.

    ResponderExcluir
  21. Nem sempre o Amor pode ser vivido com a intensidade que se deveria ser... As vezes o sonho fere mais que a realidade...
    Profundos versos que tocam a alma. Aplausos sempre!

    ResponderExcluir
  22. Nem sempre o Amor pode ser vivido com a intensidade que se deveria ser... As vezes o sonho fere mais que a realidade...
    Profundos versos que tocam a alma. Aplausos sempre!

    ResponderExcluir




Obrigado pela sua visita.
Alguma dificuldade ou desconforto neste blog como tamanho de fonte, dificuldade de comentar, links maliciosos etc favor comunicar para corrigir.
Caso não tenha um blog poderá comentar como anonimo e no fim colocar seu nome ou não para que possa agradecer.
Fique a vontade!
Meu abraço de paz e luz.