terça-feira, 9 de agosto de 2022

Família.

 


Hoje 09/08/2022, o blog pensandoemfamilia completa 13 anos. E a Norma nos pede que escolha uma palavra, que represente o seu blog para cada um de nós.


Família.

 

Eu escolho família, pois foi assim que adentrei ao blog da Norma no ano de 2011, muito incentivado pelo amigo Cacá (Jose Cláudio) leitor assíduo dela e lá encontrei muitas postagens sobre sua atividade como terapeuta, compartilhando casos de atuações, que muito me serviram, para entender casos familiares e de amigos. Com o tempo me senti membro da família e passei interagir com belas pessoas saudosas e seguidoras dela.

Lá consolidei meu sentimento de família, que já era muito forte, na busca do diálogo, na cooperação e no desenvolvimento da empatia. Cada dia mais sentia a comunhão no espaço, pois havia pessoas pensantes, que colocavam claramente seus sentimentos em comentários sobre os assuntos abordados, onde o ser e a família buscavam a harmonia, para dar mais sentido à vida desta célula tão importante.

Mas a Norma gradativamente liberava aos poucos um poetizar bonito, que me muito me agradou e inspirou e eu passei a lhe incentivar a poetizar mais, abrindo as gavetas dos sentimentos, aqui a palavra que poderia representar o blog, caberia muito bem Consolidação da veia poética, que com asas liberadas alçou voo e cada dia mais alto, vai espalhando poema pelos ares e os livros fluíram naturalmente.

Assim é o pensando em família, onde cuidados com a família se vestem de palavras que se aglutinam e tornam-se poesia.

 

Toninho

09/08/2022

 

Parabéns Norma por mais um ano a nos alertar para o zelo com a família e suas mutações, bem como nos levar por viagens nas poesias.


Grato pela visita.




 


sexta-feira, 5 de agosto de 2022

No meio do caminho.

 

Botando a cabeça para funcionar é a BC da Chica de todos os dias 5, 15 e 25 para uma imagem com inspiração livre, pode ser postagem ou comentários. Passe por lá e veja nossos amigos que participam aqui chicabrincadepoesia. Abaixo a imagem e minha leitura.


No início as reclamações da sujeira,

que todas as manhãs pela passagem

deixavam excrementos na porteira,

bois, cavalos levados para pastagem.

 

No verão um jardim todo ressecado,

com folhas caídas das arvores nuas,

parecia um fim do verde no cerrado,

só os animais circulavam pelas ruas.

 

Sob este Sol escaldante o jardineiro,

varrendo estes frescos excrementos,

pelos cantos da rua o nobre obreiro,

um perseverante com olhos atentos.

 

Veio outono, inverno e Primavera,

a terra adubada inicia a brotação,

na floração que suaviza a biosfera,

vem do céu o milagre da vegetação.

 

 

Toninho

05/08/2022      

Grato pela visita


segunda-feira, 1 de agosto de 2022

Vigília da alegria.

 

Hoje desenhei uma nuvem branca

Num céu carregado, pesado... sufocante...   Pensei que,

desenhando uma nuvem assim, o céu deixasse entrar a alegria,

o riso...  Mas não... Encheu-se de raios e trovões

E eu refugiei-me na nuvem branca...(Marta Vinhais)

Desafio de Julho do blog escrever com amor de nossa amiga de Portugal Marta Vinhais com base no seu poema de Outubro de 2015. O desafio pede que contenha uma ou mais palavras em negrito, mas que a alegria tenha destaque na inspiração.


Vigília da alegria.

 

Pela manhã o sol pela janela

fachos lindos como Arco- Iris.

No jardim uma rosa amarela

olhar dourado, sinto-me feliz.

 

São estas manhas de levezas,

após uma assombrada noite,

com as densas nuvens negras

arrepios, insônia num açoite.

 

A alegria veio no amanhecer,

na vigília da nuvem branca,

com o lindo sol a entorpecer,

vi a linda borboleta branca.

 

Vivi o instante maravilhado,

numa alegria de Sol nascente.

Até se o céu, se fizer nublado,

meu coração pulsa o presente.

 

Toninho

01/08/2022


Grato pela visita

Um feliz e bom agosto com gosto.


Com pesar e repudio que assistimos aqui no Brasil, uma manifestação racista e preconceituosa num restaurante em Portugal (Costa da Caparica), bravamente combatido por um casal de artistas brasileiros presentes. Lamentável!!!



segunda-feira, 25 de julho de 2022

Naquele inverno.

 

Dia da BC_botando a cabeça para funcionar de nossa querida Chica, que acontece todos os dias, 5, 15 e 25. Confira e participe, inspiração livre com frase ou pensamento aqui chicabrincadepoesia. Abaixo a imagem de hoje e minha leitura.


Naquele inverno.


Bem que te quis, o acordar feliz,

nesta bela fria manhã invernal.

Servir-te o chá estrelado de anis,

Aromatizante na hora matinal.

 

O Bem-te-vi no lapso da atenção,

Voou, pousou sobre a porcelana,

degusta o chá ainda em infusão.

Eu que tudo via pela veneziana.

 

Agora a foto traz à lembrança,

aquela manhã de sensualidade,

ao colocar-te no dedo a aliança,

a sacramentar nossa felicidade.

 

Hoje o inverno enrijece lá fora,

a Tua falta gela o meu coração.

Amargo a saudade de outrora,

para poetizar-te numa canção.  

 

Toninho

25/07/2022

Grato pela visita.

Amanhã temos aniversário de duas amigas de blog, uma bem atuante e outra a ensaiar sua volta, a elas minha homenagem e votos de felicidades no novo ciclo com toda paz e alegria no coração.






sábado, 23 de julho de 2022

Gaveta

 


Participando da BC#umaimagemem140caracteres de nossa amiga Marina, que acontece todo final de semana no seu blog devaneiosedesvarios. Confira e participe. Abaixo a imagem desta semana.

Olhar I

Organizar gavetas é uma bela arte,

que facilita o apressado na escolha.

É como origami dobrar cada parte.

A gaveta não mais vira uma bolha.

 

Olhar II

Olhando para uma gaveta organizada,

penso como bom seria ter nossa vida,

numa gaveta assim bem harmonizada

como o socorro diante uma ferida.

 

Toninho

23/07/2022

Grato pela visita.




sexta-feira, 15 de julho de 2022

A flor da vida

 


Botando a cabeça para funcionar a BC de Chica de todos os dias 5, 15 e 25 de cada mês com inspiração livre para uma imagem escolhida por ela no seu blog chica brinca de poesia. Confira os participantes aqui chicabrincadepoesia.blogspot


A flor da vida.


Do vaso fez-se uma linda jardineira,

onde o buganvília fez a sua morada,

encravadas raízes cresceu altaneira,

na beleza exótica próximo à escada. 

 

Fugiu do vaso como contorcionista,

para encontrar a vida na luz solar,

pelas três estações uma triste vista,

a arvore retorcida feia para olhar.

 

Quando veio a estação Primavera,

de passantes encantados os olhares.

Emoção do jardineiro pela espera,

flagrado pelas lentes dos celulares.

 

Hoje quem a vê florida belamente,

não imagina como fora preterida,

até crescer no vaso isoladamente,

para ser vista como a flor da vida.

 

Toninho

15/07/2022 

 

Grato pela visita.