Páginas

sábado, 20 de agosto de 2011

O Pior amor.










Imagem Google.




Pior amor ou Amor bandido.



Pior amor é aquele às escondidas.
Que tão silencioso, quer explodir.
Nele contabiliza horas sofridas,
No balanço final sem se definir.

Há quem o queira, para viver,
Com suas dores e tormentos,
Pois que o coração sem temer
Lança-se no afã dos momentos.

E a vida com suas armadilhas
Captura os corações em suas ilhas
Com0 pássaros de asas partidas.

Ainda assim tem sempre alguém
Que em suas malhas se faz refém
Para viver e amar nas fugidas.

********************************************************************
Diz a musica “Paula e Bebeto” de Milton e Caetano que:
Qualquer maneira de amor vale a aquela
Qualquer maneira de amor vale amar
Qualquer maneira de amor vale a pena
Qualquer maneira de amor valerá

 *******************************************************************

Toninho.
16/08/2011.
Inspirado na ciranda:
“Pior Amor” no site Recanto das Letras da poetisa Mariapaz

quinta-feira, 18 de agosto de 2011

Sonhar contigo.









Imagem Google




Sonhar contigo


Para ti eu guardei os meus belos sonhos,
em papeis coloridos bem perfumados.
Vivo neste querer, que tanto maltrata.
Mas os olhos transitam desejos alucinados,
jorram gotas lacrimosas de prata em cascata.

Para ti reinventei as definições do amar,
como no canto, que entoa as águas deste mar,
no encontro sonoro com as pedras da praia
num lindo véu de noiva, para te refrescar.

Ah, eu também queria te ofertar,
exóticas fragrâncias de minha euforia,
que escorre do meu corpo nesta magia,
com o cheiro que te faça mais amar.

Enfim lhe dedico um poema suave e sonoro,
com versos simples, mas sempre inspirados,
para ti a quem crio os encantos e namoro.
E beijo-te na ardência dos apaixonados.

*****************************************************
Da série: Apenas uma inspiração.
******************************************************
De sonhar ninguém se cansa, porque sonhar é esquecer, 
e esquecer não pesa e é um sono sem sonhos em que estamos despertos.
Fernando Pessoa.

****************************************************

Toninho.
11/08/2011

terça-feira, 16 de agosto de 2011

Alma nua de tristezas.





















Meu velho e bondoso pai que deste mundo partiu,
Olhai por este filho que neste caminho seguiu,
Contando as pedras do caminho como você ensinou,
Erigindo sua linda fortaleza com fé e esperanças.

Quando penso naquele homem forte na sua fé,
Mãos grandes abertas como acolher o mundo.
Imagino sua bondade criando laços de fraternidade,
Que assim, por muitos anos acalentou sua vida.

Em perfeita doação como na Sagrada Escritura ensina,
Assim viveu este homem, que mora na memória viva,
Que ora me acolhe e faz esta estranha magia de poder,
Que vem como Cirineu, aliviar o peso dos dias meus.

Hoje me lembro desta figura, que em muitas noites
Com olhos cansados vagava pela noite na vigília,
Do meu corpo que fremia, na mais terrível terçã.
Oh, pai que está ausente, sou todo suas lembranças.

E neste transe que ora vivo, eu ainda sinto seu carinho,
Adormecido neste aconchego, elevo aquela sua prece,
Que me deixa de alma nua das pedras do caminho,
Para viver esta paz na lembrança, que me arrefece.

 **********************************************************************
Todos os dias em minhas orações ele está presente, 
na minha gratidão, por tudo que ele representa,
em minha formação como homem.
**************************************************************************
Carla do blog Amor Acordado:
Oh pai que paira no alto trazendo força, coragem e beleza para nossas vidas....viraste anjo no céu como já eras anjo na terra....e continua conosco correndo nas veias, és sangue do meu sangue...
Obrigado amiga.

Toninho.
14/08/2011.

segunda-feira, 15 de agosto de 2011

Trovinhas de Felicidade.










 Imagem Google.






Trovinhas de felicidade.


Pela felicidade dedico uma canção
Que possa causar encantamento
Isenta de agonia com festa no coração
Com  notas  suaves  lindo momento.

Eu canto por toda minha felicidade
Como quem  namora imenso mar
Pois que assim vivo perto da verdade
Quando me deixo levar neste navegar.

Quem encontrou um grande amigo
Pode dizer que vive pertinho de Deus
Com uma felicidade do paraíso
Isenta-se da dor  e agonia do adeus.

Toninho.
13/08/2011