Páginas

sexta-feira, 7 de junho de 2013

Luar nos olhos dela.












Surgiu ao pôr do Sol exuberante,
Êxtase dos meus olhos na fixidez.
Como num encontro estonteante,
Contemplar o mar na primeira vez.

Toda cidade olhava para Céu anil,
Seres mecânicos rendidos no olhar,
Ela flutuava no índigo toda sutil
Como encanto do poeta a inspirar.

Ocultava-se em folhas de coqueiros,
Como na timidez de uma mocinha,
Diante daqueles primeiros beijos.
Seguia a lua naquela tardezinha.

Vaguei pela orla neste meu alucinar,
Quando ela se fazia ainda mais linda,
Espelhando-se sobre as aguas do mar.
Imagem que na mente nunca finda.

Fica no retrovisor a ultima imagem,
No radio toca uma romântica canção,
Que mais se parece uma homenagem,
Para este momento sublime da emoção.

Toninho.
06/06/2013
************************************************
Um bom fim de semana com paz e poesia.