Páginas

terça-feira, 19 de setembro de 2017

Se não houver amanhã II.




E se não houver o amanhã real?
Se não houver flores no jardim?
Sem as frutas doces pelo quintal
os passarinhos cantarão enfim?

Apaga-se do rosto nosso sorriso,
fica aberta uma velha cicatriz,
que sangra e me rouba o juízo.
Alucinarei num velho chafariz.

Viver-se-á assombrosa ausência,
nos porões sombrios do infinito
com sentimento de impotência,
perante a solidão como um rito.

Pois que o amanhã fica distante,
e olha, o que não mais te alcança
perde-se o encanto neste instante
num inatingível passo da dança.

Toninho
20/06/2017

************************
Creio que esta inspiração seja reflexo do livro: 
"Não verás país nenhum" (Ignácio Loyola Brandão) lido nos anos 80


33 comentários:

  1. Inspiração linda mas triste. Por incrível que pareça, essa semana escutei e tive que aconselhar uma pessoa que para ela não há( no seu entender) perspectivas para um amanhã! Muito triste isso. Sempre deve haver um foco...nem que seja acordar amanhã e ir sentar num banco e nada fazer além de meditar!rs...abração,chica

    ResponderExcluir
  2. Um amanhã que nos entorpece o coração ,um vazio de um nada que nada espera senão a solidão de quem cai na monotonia da vida,caro amigo Toninho desejo-lhe a si como a todos quanto ama uma semana muito abençoada,um abraço

    ResponderExcluir
  3. Seria uma vida sem esperança se não houvesse o amanhã, por vezes também queremos passar o tempo, principalmente quando estamos com quem amamos né TOninho? linda poesia

    ResponderExcluir
  4. Inspiração profunda e realista, Toninho! A vida é uma decisão diária, há circunstâncias muito difíceis e precisamos escolher os melhores passos.
    Prosseguir é necessário... Sempre!
    Abração...

    ResponderExcluir
  5. Para muitos não haverá mas enquanto houver ... uma esperança se avizinha!
    Linda de se ler!!!bj

    ResponderExcluir
  6. Linda poesia apesar de triste,mas realista. Toninho.Temos que seguir a estrada da vida com cuidado,transpondo obstáculos sempre.E seguir em frente com esperança de dias melhores!

    Seu blog está na minha lista de "Blogs a visitar" à direita do meu,com seu nome e recebo suas atualizações.

    Obrigada pelas visitas e volte sempre!

    Beijos sabor carinho e uma terça_feira de bênçãos

    Donetzka

    Blog Magia de Donetzka


    ResponderExcluir
  7. Boa tarde, Toninho.
    As ausências são o que mais doem, uma sensação de que o futuro não mais existirá, e ficaremos presos no tempo passado, algo que não nos liberta.
    Bom seria que essa solidão atroz tivesse rumo certo, o fim.
    Parabéns.
    Um beijo imenso em seu coração.
    Tudo de bom.

    ResponderExcluir
  8. Poesia e musica perfeitas, achei lindo demais e me pus a pensar, se não houver amanhã, estarei em outro lugar, mas com certeza quero flores por perto! abraços amigo!

    ResponderExcluir
  9. Inspiração que nos leva a pensar mesmo, Toninho... sei que temos que bem viver o presente, mas com certeza, a incerteza do amanhã nos faz companhia...façamos o possível para que ele seja regado a esperança, fé, amor e flores...
    Belos versos, seus...linda música, não conhecia, essa versão, cantada pelo Renato Russo, ficou linda...
    Beijos,
    Valéria

    ResponderExcluir
  10. A verdade é que tomamos tudo como adquirido mas o futuro é uma incógnita, pode acontecer um acidente, uma doença, um ataque terrorista, um desastre natural... portanto, importa apreciar o hoje, o calor do sol, a alegria do sorriso dos nossos filhos.
    Abraço
    Ruthia d'O Berço do Mundo

    ResponderExcluir
  11. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  12. Belo momento nos proporciona, Toninho! Amar o aqui e o agora, pois o depois é frugal, passageiro... Não nos marca positivamente. A vida é hoje.
    Abraço.

    ResponderExcluir
  13. Ainda bem que a esperança é a última que morre, por isso acreditamos no amanhã, embora chegue um dia, próximo ou distante, que o amanhã não mais existirá. É preciso viver como se cada segundo fosse o último.
    Beijos no coração!

    ResponderExcluir
  14. E se não houver amanhã? Vivemos bem o nosso hj?
    É um assunto para se refletir, e que vc tao bem descreveu em um belo poema...

    PS: Querido amigo, alguns problemas me afligem, por isso a ausencia, mas sigo em frente... é preciso seguir...

    Beijos...

    ResponderExcluir
  15. É verdade, Toninho, já não nos visitávamos e comentávamos há algum tempo e sem motivo pra isso, mas nós somos imperfeitos. Vamos, então, melhorar!

    Começando pelo vídeo, o acho lindíssimo e mto romântico. a letra e a música são fabulosas, embora um pouco tristes.

    Qto ao seu poema, que está mto bem feito, te digo que eu não penso no amanhã, pke nem sei se vai haver ou não amanhã. Vivo um dia de cada vez e o melhor posível. Sou toda presente, HOHE, e o passado vai/é para os museus (rs).

    Beijos e tudo de bom pra você.

    ResponderExcluir
  16. Toninho, sou extremamente romântica e apaixonadíssima pelo planeta e a esperança mora em mim.Haverá sempre um amanhã! Abração!

    ResponderExcluir
  17. Boa noite Toninho!
    O vídeo é lindo, lágrimas vieram aos meus olhos. A música nos passa uma linda mensagem. Renato Russo sempre mexendo com nossa sensibilidade em suas canções.
    Não sei o que me espera no amanhã, por isso meus planos são pra hoje, agora. Sou uma pessoa que não faço planos Toninho, vivo simplesmente um dia de cada vez.
    Essa imagem desse animalzinho sozinho é muito triste.

    Adorei a postagem!
    Uma continuação de boa semana.
    Beijo e um sorriso.

    ResponderExcluir
  18. Um poema que fala da incerteza, que achei muito bom.
    Beijinhos
    :)

    ResponderExcluir
  19. Um tema literário demasiado triste, mas que foi escrito num poema soberbo, eloquente e ritmado... Carece de meditaçáo, mas no final ficamos aliviados por tratar-se de um pesadelo fictício e dar-mos a noção que é urgente dar mais atenção ao belo mundo em que vivemos...
    Gostei muito, Tominho.
    Terno abraço querido amigo...
    Beijos.
    ~~~

    ResponderExcluir
  20. Querido Toninho
    Uma dúvida que transformou num poema magnífico!
    Deus nos livre de tal.Vamos agradecendo cada dia que vamos vivendo.
    E...vamos reflectir nesta ideia.
    Um beijinho
    Beatriz

    ResponderExcluir
  21. Oi Toninho!E se não houver o amanhã real?!Com certeza a poesia la´estará, como seus lindos versos...Somos mineiros ! Me sinto honrado com sua linda presença em: Curvas, retas e esquinas! Vejo que por aqui, da poesia brotam lindas flores para o amanhã que virá, ainda que aqui já não estejamos....Deixo aquele abraço mineiro que tão bem conhece. Ficamos por aqui também. Abraços!

    ResponderExcluir
  22. Um poema com uma pergunta inquietante.
    Excelente, gostei imenso.
    Bom fim de semana, caro Toninho.
    Um abraço.

    ResponderExcluir
  23. Olá meu querido amigo, que linda música e o poema "Divino".
    Uma bela reflexão sobre expressar os sentimentos enquanto ainda é tempo!
    Um beijo carinhoso e gratidão pela tua amizade de tantos anos!

    ResponderExcluir
  24. Música linda na voz do eterno Renato Russo combinando com o divino, real e triste poema, ficou perfeito.
    Grande beijo e um ótimo final de semana.

    ResponderExcluir
  25. Boa noite Toninho,
    Poema que nos faz pensar...
    Apesar dos pesares quero
    crer que haverá um amanhã
    onde predomine a paz e a equidade...
    Bjs!

    ResponderExcluir
  26. Toninho, eu demoro mas apareço. rs E, como sempre, encontro uma poesia tocante. Não me preocupo mais com o amanhã. Tento viver na base de "um dia de cada vez". Entendi que a vida nos escapa, não temos controle sobre nosso destino. Um grande abraço, amigo.

    ResponderExcluir
  27. Assim é, se não tivermos a esperança em nosso ser, fica difícil a caminhada, mas certamente precisamos, como a música também foca muito bem, saber viver o hoje com intensidade e "não deixar para amanhã o que se pode fazer hoje."

    ResponderExcluir
  28. Essa postagem me fez recordar o que sinto desde do ano passado. Acho que tu sabes o que estou falando. O hoje é a nossa maior riqueza em relação ao tempo que vamos ficar nesta jornada.

    Um ótimo domingo.
    Beijinhos.

    ResponderExcluir
  29. Passei para ver se havia novidades...
    Volto a aplaudir este fantástico poema.
    ~~~ Beijos ~~~

    ResponderExcluir
  30. Passei para ver se havia novidades...
    Volto a aplaudir este fantástico poema.
    ~~~ Beijos ~~~

    ResponderExcluir
  31. Um poema lindíssimo... com uma inquietante questão... o de não haver um amanhã...
    Bem... um dia... esse dia chegará para cada um de nós... o que nos faz reflectir, ainda mais, sobre o quanto é precioso, cada momento... no nosso presente...
    Belíssimo trabalho, Toninho! Inspiração e sensibilidade, no seu melhor!
    Um grande abraço!
    Ana

    ResponderExcluir
  32. Que lindo, Toninho, que bela inspiração! Mas isso, essas reflexões sejam boas ou ruins fazem parte de nós. O excelente é quando conseguimos fugir do que nos causa mal, uma questão de logística? rss preparar o campinho, como se diz por aqui.
    Beijo, meu amigo, um feliz fim de semana!
    Gosto imenso de seu 'poetizar'.

    ResponderExcluir




Obrigado pela sua visita.
Alguma dificuldade ou desconforto neste blog como tamanho de fonte, dificuldade de comentar, links maliciosos etc favor comunicar para corrigir.
Caso não tenha um blog poderá comentar como anonimo e no fim colocar seu nome ou não para que possa agradecer.
Fique a vontade!
Meu abraço de paz e luz.