Páginas

domingo, 31 de dezembro de 2017

Voar entre estações.



Minhas asas me levam para o infinito,
onde encontro as minhas boas emoções,
no tempo que faz do amor mais bonito,
como uma voz que soa numas canções.

Voo como uma águia em sua mutação,
sabedora dos tempos de recolhimento,
naquele isolamento que faz reparação,
para seu retorno livre dos sofrimentos.

Sinto no ar sintomas da nova estação,
que vem com calor de forma colorida,
onde pouso de volta com meu coração
eufórico com esperanças de nova vida.

Meus planos de voos vêm como magia,
numa tarde com mais lindo sol poente,
deixo minhas asas livres na travessia,
sobre escombros como o raio reluzente.


Toninho
31/12/2017 
Uma leve pausa.
Foto gentilmente cedido pela Lis Costa 

Chegamos ao fim da viagem. Da janela do trem pude visualizar verdes campos floridos, revi cada estação. Em cada plataforma senti alegria em ver os amigos que entraram e fizeram da viagem a mais linda. É certo, que vem comigo uma tristeza de algumas perdas, amigos que desceram numa estação e não voltarão. Mas fica minha gratidão para com eles e vocês neste nosso  desembarque na ultima estação Dezembro. Mas muitos, já estão na a postos na plataforma, para outra viagem. O trem esta chegando, sinto o cheiro da fumaça e ouço o apito na curva. Vamos juntos mais uma vez. 


Feliz Ano Novo no fazer e ser o novo.

30 comentários:

  1. A vida é assim...Vamos voando de estação em estação e a cada uma que vencemos, temos que agradecer!

    Linda tua poesia mensagem!

    Já em 2018, desejos que seja lindo! abração, chica

    ResponderExcluir
  2. Toninho
    ... o som é fantástico!
    ... o olhar maravilhoso!
    ... o poema encantador!!!
    ...
    Bj e de regresso:
    https://crocheteandomomentos.blogspot.pt/2018/01/olhares-no-e-do-porto.html

    ResponderExcluir
  3. Que possamos alçar no voo da liberdade , da paz, sendo conduzidos pela fé e esperança em dias melhores. Feliz ano novo poeta amigo.

    ResponderExcluir
  4. Querido Amigo.
    Este poema - Voar entre estações - está magnifico, burilado com imenso carinho, é uma jóia singular.
    Sinto-me muito feliz por reiniciar a viagem neste trem que penso ser o seu predileto e viajar na sua companhia e com a de muitos amigos comuns.
    É bom saber que o seu coração está eufórico com mais uma viagem para vivenciar e recordar.
    Não é só a imagética que admiro na sua poesia, sobretudo, emociona-me a sua sensibilidade.
    O poema de Alexandre O'Neill, cantado na belíssima voz e Amália Rogrigues, conjugou-se muito bem neste 'post'.
    Cá «vamos juntos mais uma vez»...
    Fico muito grata por todos os votos de Bom Ano formulados... para si, um 20018 repleto de venturas.
    Grande abraço de impoluta amizade.
    Beijos
    ~~~

    ResponderExcluir
  5. Olá , querido amigo Toninho!
    Meu coração também arde eufórico pelas novas emoções , alegrias e felicidade que estão em curso e outras mais que virão ao longo deste novo ano que acaba de nascer com calma... sem grandes alardes e com imenso desejo de paz ...
    O fado é um estilo musical do meu gosto desde jovem .
    Seja feliz e abençoado 2018!
    Obrigada por tudo no ano que se foi e trouxe Boas e lindas lembranças inesquecíveis ....
    Bom de paz e bem

    ResponderExcluir
  6. Olá Toninho

    Uma terna poesia em voos que acompanhamos e nos encantamos ao longo do ano !
    Agora não quero perder o lugar no trem de 2018 ! que ele nos envolva em novas histórias e poesias, que nos seduza em aventuras do passado e do presente ! Agradeço imensamente os votos no meu blog . Ricardo agradece também . E que possamos estar aqui novamente em muitas viagens !
    abraços . Feliz 2018

    ResponderExcluir
  7. eufórico com esperanças de nova vida. Olá, amigo Toninho, é bom começar o ano recebendo comentários de pessoas como você, já estava com saudade.
    Um FELIZ 2018 com muita saúde e paz.

    ResponderExcluir
  8. Muito belo, o poema, meu Amigo. O fascínio de ter asas não larga nunca o Poeta...
    Que o ano de 2018 lhe traga muitas emoções, muito Amor, muito bem-estar.
    Um beijo.

    ResponderExcluir
  9. Boa tarde, amigo.
    Sim, vamos junto mais uma vez.
    Obrigada por brincar por lá.
    Fiquei feliz.
    Um grande abraço neste segundo dia do ano.
    Verena e Bichinhos

    ResponderExcluir
  10. Toninho
    muito belo e melodioso este poema que apetece cantar.
    a foto de suporte está em completa sintonia com as palavras.
    agradeço e retribuo os seus votos de Bom Ano, também lhe desejo o mesmo e que este ano nos voltemos a encontrar por aqui neste mundo que embora virtual nos deixa partilhar emoções e amizades.
    beijinhos
    :)

    ResponderExcluir
  11. Num tempo em que teima em passar incessantemente é bom demais partilhar tão bela amizade que muito me enriquece caro amigo Toninho ,desejo-lhe a si como a todos quanto ama um 2018 cheio de felicidade

    ResponderExcluir
  12. Que belo poema você compôs para nos presentear meu amigo. Agradecendo a sua visita no meu blog bem como o comentário lá deixado, venho aqui retribuir e recebo este belo presente. Um abraço.
    E que o seu trem passe por muitas belas estações e embarquem novos personagens para sua viagem. Lindo também o vídeo com Amália Rodrigues.
    http://verdadesdeumser.com.br

    ResponderExcluir
  13. "Voo como uma águia em sua mutação,
    sabedora dos tempos de recolhimento,
    naquele isolamento que faz reparação,
    para seu retorno livre dos sofrimentos."

    Certíssimo, Toninho! Precisamos desse tempo, dessa reciclagem, desse olhar e de novas buscas. Vamos, sim, embarcar para outra viagem, com alegria e que possamos ter em nossas vidas mais esperança, mais paz e mais disposição nesse ano que está começando.
    Um ano pleno pra você.
    Beijo.

    ResponderExcluir
  14. Honrada com a escolha da minha imagem para emoldurar a voz da cantora e do belo poema que nos presenteou nesse ultimo dia de 2017.
    'Minhas asas me levam para o infinito' _ diz tudo que queremos Voar pelas palavras pelas imagens pelos abraços e carinhos dos amigos que conquistamos ao longo do tempo.
    Obrigada Toninho e que seus 'planos de voo' sejam alçados em segurança alegria e Paz.
    Com afeto da
    lis

    ResponderExcluir
  15. Assim vamos voando e pousando nas estações e depois novamente voar.
    Grata por sua companhia constante e poética, que estejamos unidos neste mundo da blogosfera. bjs Feliz 2018

    ResponderExcluir
  16. Que o seu voo seja sempre pleno de paz e luz.
    Meu amigo maravilhoso poema.
    Que 2018 lhe traga tudo o que mais desejar.
    Beijinhos
    Maria de
    Divagar Sobre Tudo um Pouco

    ResponderExcluir
  17. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  18. Que você sempre voe nas asas da poesia meu amigo. Lhe desejo um feliz 2018 repleto de bençãos. Obrigado por fazer parte da tripulação do trem da sensibilidade . Obrigado pelo carinho! Um grande abraço poeta de minas!

    ResponderExcluir
  19. Que seus voos esse ano seja acompanhado das mais belas poesias oriundas dessa inspiração fértil que fervilha no seu lindo interior.
    Beijos afetuosos!

    ResponderExcluir
  20. Boa tarde Toninho,
    Um poema lindo para finalizar 2017 e sentir a emoção de iniciar o Novo Ano com muita esperança na liberdade de ser.
    Obrigada pelo seu carinho no canto meu. Perdi meu Pai no Dia de Natal e como dói a sua ausência.
    Um beijinho, Amigo, e um grande 2018 para si e sua Família repleto de paz, amor, saúde e muitas alegrias.
    Ailime

    ResponderExcluir
  21. Bonito poetar, amigo Toninho!
    Um novo tempo nas mãos temos para voar em cada estação que vem pela frente...
    Boas inspirações p você em 2018...
    Com um grande abraço...

    ResponderExcluir
  22. Olá, Toninho
    Este poema tem a qualidade de sempre, ou seja, é muito bom!
    Que as nossas asas nunca fraquejem, antes pelo contrário, tenham forças para nos deixar voar ao longo dos dias.

    Um muito feliz 2018!

    Beijinhos
    MARIAZITA / A CASA DA MARIQUINHAS

    ResponderExcluir
  23. Oi Toninho,
    Lembro-me com se fosse hoje já há muitos anos entrei de seguidora sua, lhe fiz um comentário tão lindo, talvez por distração você não respondeu.
    Um dia fiquei tão feliz quando entrou no meu blog, colocou-se de seguidor e me fez um comentário.
    Coisas que o tempo marca.
    Adorei a sua postagem
    Beijos
    Lua Singular

    ResponderExcluir
  24. Uma poesia que enternece meu coração, muito bela, a mensagem da chegada do novo ano com palavras sábias, que incentivam como se duas mãos se estendessem e dissessem: vamos vamos nova viagem começam, finalizando com a música perfeita, grata e que o novo novo venha com nos trazendo paisagens belas que tragam alegria aos nossos corações, abraços

    ResponderExcluir
  25. Gostei muito, amigo Toninho, deste teu excelente poema, "Voar entre estações", no qual peguei uma carona para, nesse voo, encontrar o que deixei de bom em ouras estações. Encontrei muitas coisas boas realizadas, amigos que fiz e que se dispersaram, as escolas em que frequentei, onde saciava minha sede de conhecimento, já no antigo primário. Como vês, é um poema que carrega os leitores nessas asas mágicas
    .Desejo mais uma vez ao amigo poeta um ano de 2018 com todas as realizações que foram planejadas, com muita saúde e paz.
    Um grande abraço.
    Pedro

    ResponderExcluir
  26. Bonito voo, esse.
    Um Feliz 2018, Toninho.

    ResponderExcluir
  27. Uma inspiração maravilhosa... que assinala este prosseguir de viagem... neste ano de 2018!
    Que ele nos permita um belíssimo e promissor percurso, sem sobressaltos... e que nos leve, onde mais desejamos...
    Que seja um ano bom para todos nós... já que 2017, não me deixou muitas saudades... devo confessar!
    Um grande abraço!
    Ana

    ResponderExcluir




Obrigado pela sua visita.
Alguma dificuldade ou desconforto neste blog como tamanho de fonte, dificuldade de comentar, links maliciosos etc favor comunicar para corrigir.
Caso não tenha um blog poderá comentar como anonimo e no fim colocar seu nome ou não para que possa agradecer.
Fique a vontade!
Meu abraço de paz e luz.