Páginas

quarta-feira, 7 de junho de 2017

Voa coração.















Eu teimo em seguir meu coração,
que nada sabe destas artimanhas,
que pela vida entre o sim e o não
do beija-flor às flores nas manhãs.

Vai coração cantarolar a canção,
que fala dos amores já esquecidos,
no poema inspirado na desilusão,
com versos melancólicos esvaídos.

Vai coração pelos jardins floridos,
espalhe sobre folhas secas sua dor,
como anjinho do coração de Cristo
arranca espinhos, implanta a flor.

Ah, coração que não se sintoniza,
com meus lamentos nesta agonia,
saber que, o que esboça a pitonisa,
voa nas entrelinhas desta poesia.

Toninho
20/05/2017

******************************
Tem sempre coisas novas lá Mometos e Inspirações