Páginas

domingo, 20 de janeiro de 2019

De volta ao começo.



Uma inspiração para a imagem abaixo oferecida pela Lourdes em seu projeto Poetizando e encantando na 3ª edição . Na época estava impossibilitado de participar, mas salvei a imagem, que agora posto com minha inspiração. Convido a conhecer o filosofandonavidaproflourdes que de recesso, volta em Fevereiro. 


O menino corria pela terra trincada,
nos pés os dedos feridos pelos espinhos.
O menino zeloso daquela flor rosada,
a quem dedicava todos seus carinhos.

Todos os dias era dele a tarefa nobre,
aguar a flor e também as hortaliças
carregar na lata única água salobre,¹
que tirava da cacimba sem preguiça.²

O sol parecia, apiedar-se da roseira,
sempre a florir em todas as estações,
alivio dos olhos da seca sobre a leira,³
onde os sonhos se perdiam de ilusões.
  
Olhou para o Céu abriu-se no sorriso,
para um belo desfie de nuvens pretas.
A chuva milagrosa vê como um aviso.
Vida nova na roseira com borboletas.

Toninho
19/01/2019

Nota:

   1-    Salobre: água com um gosto de sal como a do mar.
   2-    cacimba: buraco que se cava para tirar água.
   3-    Leira: marcas do arado na terra onde se planta os grãos.


Grato pela
presença.
Feliz semana com 
paz.

16 comentários:

  1. Inspiração linda e final maravilhoso! Bom estares preenchendo a tua coleção com as que faltavam lá da Lourdes! Valeu! abração praiano,chica

    ResponderExcluir
  2. Bom dia de Domingo, querido amigo Toninho!
    Interessante, na segunda estrofe, como pude entrar na cena e ver o menino como se eu estivesse presente na cena...
    Tarefa sagrada é ser jardineiro fiel a regar sua flor com carinho, diariamente.
    O cuidado, o zelo faz da tarefa um prazer e nem os espinhos que ferem os pés lhe fazem desistir da Rosa.
    Agora, lembrei-me do Pequeno Príncipe.
    Muito bonito e a querida amiga Lourdes vai gostar muito da sua participação, amigo.
    Tenha um Domingo lindo de serenidade!
    Seja muito feliz e abençoado junto aos seus amados!
    Bjm carinhoso e fraterno de paz e bem
    P.S. Milton Nascimento escolher é acertar na escolha para bem ilustrar sua participação, amigo.
    Tive um córrego limpo pertinho da Fazenda onde as moças lavavam as coisas e eu observava curiosa a água a correr. Boa lembrança para este domingo que se inicia com paz.
    🙏🙏🙏

    ResponderExcluir
  3. Bom dia. É sempre bom recordar:))

    Hoje:- Na incerteza da minha alma abandonada

    Bjos
    Votos de um óptimo Domingo (:

    ResponderExcluir
  4. Que maravilha ler mais uma de suas apaixonantes e belas inspirações. Parabéns por mais esta pérola, grande poeta.
    Um feliz domingo meu amigo
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  5. Uma linda abordagem dessa luta pela água, plea vida, para ver florescer o sertão. Lindo Toninho. Um ano cheio de boas chuvas pra gente

    ResponderExcluir
  6. Boa tarde Toninho,
    Sempre muito inspirado!
    Adorei este poema que me leva às reminiscências da infância!
    Um beijinho e uma semana muito abençoada.
    Ailime

    ResponderExcluir
  7. Adoro o som e a sua inspiração proporcionou um belo texto !!! Bj

    ResponderExcluir
  8. Querido Amigo.
    Um poema baseado na vida real de um menino do sertão.
    Para uns, nuvens escuras são sinal de mau tempo, para outros, são sinal de vida nos campos e sobrevivência no lar.
    Foi uma perfeita inspiração para a gravura.
    A canção do Milton é muito triste... onde estuda um, estuda dois... Felizmente, as mentalidades hoje são diferentes e há quem tenha o discernimento de valorizar a amizade... Talvez o doutor nunca mais encontre um amigo como o companheiro de infância... que também podia ser doutor...
    Graças a si, já aprendi que poetas não podem ficar muito tempo sem fazer poesia. Sorrsss...
    Uma semana de paz e contentamento.
    Para si, uma rosa de Amizade regada a carinho.
    Abraço grande. 🌹
    Um par de beijos carinhosos.
    ~~~~~~~~~~~~

    ResponderExcluir
  9. Meu querido amigo, parece que estou a ver o menino atarefado na rega. E a roseira não o deixava ficar mal... Por fim, a chuva que tanta falta faz quando a seca é muita… Muito belo, o seu poema.
    Uma boa semana.
    Um beijo.

    ResponderExcluir
  10. Oi Toninho. Pude ver toda a cena descrita numa ambiência poetizada e cheia de vida. Os versos finais coroaram o poema com delicadeza e beleza. Grande abraço, amigo poeta.

    ResponderExcluir
  11. Parabéns pela belíssima inspiração, querido amigo.
    Tenha uma excelente semana.
    Um fraterno abraço de
    Verena

    ResponderExcluir
  12. A foto é muito reflexiva e a sua poesia bela e realista!...
    Participou com excelência, Toninho...
    Um abraço nesta tarde tão quente por aqui... Que venham novas chuvas...

    ResponderExcluir
  13. Suas lindas poesias nos levam com vc a viajar no tempo do menino saudoso da sua terra. bjs

    ResponderExcluir
  14. Que ternura de poema.
    Maravilhosa e inspirada participação.
    Beijinhos
    Maria
    Divagar Sobre Tudo um Pouco

    ResponderExcluir
  15. Um poema maravilhoso, e uma homenagem tocante, às gentes do Sertão... sempre tão atingidas pela seca...
    Uma emocionante inspiração, que me fez imaginar, o tal menino... de olhos postos no céu... aguardando a tão esperada chuva... Parabéns, Toninho! Gostei imenso!
    Beijinhos
    Ana

    ResponderExcluir




Obrigado pela sua visita.
Alguma dificuldade ou desconforto neste blog como tamanho de fonte, dificuldade de comentar, links maliciosos etc favor comunicar para corrigir.
Caso não tenha um blog poderá comentar como anonimo e no fim colocar seu nome ou não para que possa agradecer.
Fique a vontade!
Meu abraço de paz e luz.