Páginas

domingo, 15 de outubro de 2017

Meu pote mágico.

















Tenho de minha mãe preciosa relíquia,
levo comigo pelo resto da minha vida,
pequenina relíquia um pote de alegria,
uma herança poderosa da mãe querida.

O pote é a criança que vem me abraça,
quando adultos me impõem dissabores,
naquele momento que o chão se afasta,
evaporam-se substancias multicolores.

Precisas substâncias da interiorização,
Forjam-me no aço, revitalizam meu ego.
Com corte certeiro dilacera a decepção,
quem vem como onda roubar o sossego.

Nunca esqueço num canto empoeirado,
o pote de alegria que me faz fortalecido.
Se o génio do mal surgir descontrolado,
abro o pote magico, faço-me destemido.

Toninho
10/10/2017
Confira no outro blog: familia-silva



Inspiração veio lá da Chica aqui http://lugarescoloridos.blogspot.com.br/2017/10/bc-raio-x-n-23.html  onde ela fala de um pote da alegria, que a defende do mau humor naqueles dias que tudo conspira para ser ruim.

*************************
Meus parabéns à todos
os professores 

Sugiro uma leitura nesta postagem http://pensandoemfamilia.com.br/blog/sobre-depressao/