Páginas

sexta-feira, 26 de janeiro de 2018

Ditadura do corpo.















I
A moda cria sua perversa ditadura
de seres esqueléticos. É falsa alegria,
que dizima as meninas da candura,
perdidas sob as garras da anorexia.

II
O que é que queres linda menina,
diante este espelho tão torturante?
É falsa a imagem na tua retina.
Quebre-o, viva, pois tu és alucinante.

III
Espelho meu existe menina como eu?
Sim. Existiu apenas numa estação.
Viveu infeliz falsa beleza e morreu
esquálida e feia antes do novo verão.

Toninho
26/01/2018

Mari com seu projeto #umaimagemem140caracteres trouxe a chocante imagem para nós e diante da questão acabei por criar três leituras da imagem. Participe deste belo exercício, aqui: devaneiosedesvarios
A ditadura do corpo é perigosa e merece atenção de todos os familiares para com as meninas e meninos.

Um bom fim de semana
com paz e alegria.

domingo, 21 de janeiro de 2018

Fria tradução do amor.




Se não vives no amor puros prazeres,
perde-se no abandono dos reais valores.
É morte em vida relegada aos afazeres,
morre-se carente, viver-se-á pelas dores.

É viver como o pássaro de asas feridas,
que se arrisca pelas suicidas manobras.
Seu canto de lamento como na partida,
soa com triste fria tradução. É soçobra.

Crias na sintonia de teus bons quereres,
professavas todo teu amor de poderes,
mas encontraste apenas malmequeres,
no amor sucumbiste, sobra desprazeres.  

Se nesta vida amorosa vives esquecida,
que não sentes guarida em teu coração,
atiras a fria rosa vermelha desfalecida,
para não criares a tua própria prisão.

Toninho
20/01/2018

Participação na BC_poetizando e encantando projeto de Lourdes de todos os domingos para uma imagem oferecida. Conheça e participe.

Um bom domingo
e feliz semana.