Páginas

sábado, 1 de dezembro de 2018

Opacidade da saudade.


Poetizando e encantando um belo projeto da Professora Lourdes Lourdes em seu blog Filosofando na vida. Eu o convido a conhecer e participar todo fim de semana na escolha de uma imagem para poetizar aqui filosofandonavidaproflourdes e assim conhecer belos talentos de nossa poesia. Hoje minha escolha a figura abaixo. Vamos lá !


Pela rua som de passos apressados,
olhar na opacidade desta saudade,
é refazer belos momentos passados.
Soprar desencantos sobre a cidade.

É noite, lá fora chove, vejo pressa,
da janela vejo um passo desconexo,
corpo é estranho dança desconexa.
Na solidão olhar perdeu seu nexo.

Só sombras lembranças teimosas,
gigantesca melancolia num outono.
Sinto frio, faltam mãos carinhosas,
na escuridão em vã espera do sono.

Saudade é pungente pune a gente,
o corpo na chama a dor se forjava.
Da janela vem o vento sutilmente
numa canção. O coração se calava.


Toninho
01/12/2018


Um belo sábado para você.
Feliz Dezembro de paz.
Grato