Páginas

sábado, 15 de dezembro de 2018

Segredos de amantes





Poetizando e encantando. é um projeto poesia da professora Lourdes  que eu gosto muito participo e assim o convido a conhecer e participar  aqui: filosofandonavidaproflourdes . Ela oferece um grupo de imagens para escolha e a minha esta semana é esta abaixo 



De tuas mãos sedosas é viagem,
devassam pelo corpo deslizante,
vem sem freio como carruagem
invasão dos segredos de amante.

Um fogo nas mãos flamejantes,
Como a lavareda na plantação,
na tua língua é algo fumegante,
desce pelo corpo, faz a ebulição.

Fusão dos corpos já inflamados,
na deliciosa relva como o cetim.
Adormecem abraçados saciados,
sedados pela flechada querubim.

Relaxam-se com as mãos dadas,
caricias pausadas calor latente,
mas um beijo vem como picadas.
É reinicio de amar vorazmente.



Toninho
15/12/2018
Uma reedição poema com mote da amiga Lu no Instagram


Grato pela visita
Bom fim de semana



quinta-feira, 13 de dezembro de 2018

IX Interação Fraterna de Natal.



Interação Fraterna de Natal é uma iniciativa da amiga Roselia (embora internada a blogagem prossegue pela blogosfera) de todos os anos nos dias, que precedem a grande festa do Natal. Assim viemos para a IX Interação com nosso sentimento.Confira outras inspirações lá : Espiritualidade



 Então é Natal, queria falar de amor e alegrias tão comuns ligadas à data. As famílias reunidas, alimentam-se como se estivessem na festa de Babete ou numa “La grande abbuffata”Uma farta contradição para a festa de nascimento do Salvador do mundo, nascido na mais pura simplicidade.

Mas é Natal. Um menino nasce em meio a todo conforto e luxo sua vida fora assistida desde a concepção. Do outro lado da cidade outro morre no ventre de uma mãe jogada numa maca do posto de atendimento superlotado, faltava médico, amor, solidariedade e responsabilidade.

Então é Natal, alguns esquecidos num hospital do governo, clamam atenção dos familiares. É Natal, vejo um grupo sair pela noite, com alguns brinquedos e alimentos, são os anjos do Natal, seres movidos pelo amor, que levam um pouco de alegria aos esquecidos, sob os viadutos e marquises da cidade, aliviam a solidão dos invisíveis moradores de rua. Há uma caridade a perfumar a noite destes infelizes.

É noite de Natal uma criança chora vindo ao mundo e recebe o nome de Natalino, ou mesmo José Jesus, quem sabe Natanael. Vem como esperança para a família, escondida num barracão, no alto do morro. Nesta noite há uma carga emotiva, confraternização pelos lares, bares, ruas e vilas. O sorriso largo no rosto do menino com o presente na mão é a tradução da alegria contagiante.

Na minha igrejinha os sinos tocam harmoniosos, anunciam a hora do nascimento do Menino. É noite estrelada, desliza uma Estrela Guia, que anuncia a novidade. Famílias reunidas à mesa entoam músicas seguidas de uma oração de agradecimento. No meio da festa há solidão, vem das lembranças, dos que partiram ou dos ausentes, é inevitável este momento.

Então, deixo que o meu menino, durma seu sono de paz e fantasias de um Natal, que já não existe mais, que nem em fotografias consegue rever. Olho para o presépio, olhar fixo no Menino Deus e vejo, que seu olhar ainda tem o mesmo ar de piedade e de amor infinitamente lindo. Durma menino e acorde feliz para brincar, que o Menino Deus está a lhe guardar.

Enfim
 Feliz Natal amigo (a)
Assim renovo a minha alegria
de estar em sintonia todo o 2019.
Para empreender uma bela viagem.



Toninho
13/12/2018

Participando da proposta da amiga Rosélia no seu blog idade-espiritual