Páginas

segunda-feira, 25 de julho de 2011

Fuja que a tampa vem aí.










 Imagem Google



Fuja que a tampa vem ai

Cada dia viver esta ficando mais perigoso, antes se fugia de cachorro e boi bravo, que circulavam pelas ruas e estradas. Mas a gente sempre conseguia uma arvore, muro ou mesmo uma porta aberta para se safar. Hoje as portas se fecharam ou gradearam, as arvores derrubadas drasticamente e sendo assim na fuga de um cachorro oi boi bravo, só nos resta rezar e se agarrar na túnica de Deus antes da certeira mordida e ou chifrada, embora este verbo incite outros comportamentos, que não vem ao caso agora especifico, mas que é, preciso ter muito cuidado também.

Com o tempo ele veio o medo de balas perdidas ou mal direcionadas, pois as balas sempre encontram um alvo e fim de carreira. Por mais que se tenha buscado uma conscientização no desarmamento, as balas continuam perdidas fazendo suas vitimas. Houve local em que as pessoas adquiriram coletes a prova de balas, mas as tais malditas balas inteligentes, conseguiram encontrar uma cabeça na sua trajetória. E aí, é só segurar na mão de Deus e seguir.

Lendo sobre os casos das tampas de bueiros, que voam pelas ruas do Rio de Janeiro e outras cidades, como já acontecera na Argentina. Agora imagine você morrer de uma tampada de bueiro em pleno passeio por Botafogo. Alem de morrer ainda vai levar consigo uma fétida mistura, de tudo que a sociedade despeja diariamente, o que nos leva para uma profunda e fétida reflexão.

O progresso desenfreado vem modificando as cidades, criando uma nova cidade subterrânea, entrecortada por todo tipo de construção e passagens. Assim foi com os cabos de alta tensão de eletricidade, os fios de telefone, o sistema de gás, o sistema de transporte e não se admire se amanhã construírem caminhos para pedestres circularem nos grandes centros. Uma vez que um bando de bandidos já fizera um percurso que os levaram ao centro do Banco Central em Fortaleza.

O que mais assusta é como as construções estão sendo projetadas e construídas, onde o quesito segurança parece não ser uma prioridade. Pois encontramos, nos mesmos caminhos, os dutos de gás, junto com cabos de eletricidade, o que para o mais leigo dos viventes, pode assegurar que o perigo está a um passo de um vazamento e um curto circuito da rede elétrica. Em caso recente uma retro escavadeira em São Paulo, atingiu o duto de gás o que provocou uma intensa evacuação de todos os moradores dos prédios da região na iminência de uma explosão. Irresponsavelmente não há um sistema inteligente de alarme, que ao ser atingido na escavação, alertaria para o perigo, como nos casos das linhas elétricas subterrâneas.

Primeira solução do governo foi criar uma central, para atender os atingidos pelas tampas e assim é mais um 0800, que nunca atenderá. Portanto, quando de passeio por estas cidades seja cuidadoso e evite transitar pela linha de perigo, pois a tampa vem aí.

Toninho
23/07/2011

14 comentários:

  1. Puxa, isso é mais um perigo,não?

    Hoje fui fazer surpresa pra Miriam e lá fiquei sabendo que és de salvador.Estamos na Praia do Forte...abração,chica

    ResponderExcluir
  2. Aonde vamos parar...beijo Lisette.

    ResponderExcluir
  3. Toninho!
    Isso é uma vergonha!
    E não tem como reclamar, ninguém assume o problema e enquanto isso o carioca ou turistas correm o sério risco de levar uma tampada dessas.
    Tudo servicinho mal feito,pra inglês ver.
    Uma correria danada por conta de olimpíadas disso e daquilo, mas quem paga o pato é o povo, coitado.
    um abraço, carioca

    ResponderExcluir
  4. Amigo mineiro querido, se não fosse trágico seria cômico, cê num acha? kkkkkk
    Beijos,
    Carla

    ResponderExcluir
  5. ...se nao fosse tao triste,eu ia rir...:))mas e verdade,e assim mesmo como vc contou..so no Brasil mesmo...hotline pra tampas de bueiro...!Mas mordida de cachorro ja levei e correr de boi e vaca e o meu pior pesadelo,hihi.
    Beijo de terca proce.Lu.

    ResponderExcluir
  6. Meu marido é arquiteto e urbanista e quando vamos andando por São Paulo ele vai comentando sobre os absurdos que vê nas construções e no crescimento desordenado. É de ficar triste e preocupado...
    São Paulo cresce, avança, destrói, invade, avassaladoramente...e sem nenhuma fiscalização ou preocupação por parte de governantes...eu fico só a imaginar o que vai ser de nós daqui uns 50 anos...se é que será preciso esperar tanto...
    Um abraço!
    Liz

    ResponderExcluir
  7. Amigo Toninho muito bem lembrado sobre bueiros........você sabe que ontem eu estava caminhando por aqui e fiquei desviando deles!! vai que explode..rsss..absurdo!!!
    amigo imaginei que fosse gostar do virado a mineira....não é virado a paulista ok? rss..
    abraço..boa semana
    titi

    ResponderExcluir
  8. Oi Toninho. Passei pra matar saudades e deixar um abraço afetuoso. Eita, menino, que esse negócio do lança bueiro no RJ já passou da conta, não? O dia que houver uma grande tragédia (que Deus nos livre guarde), aí eles tomarão providências. Isto é Brasil!

    ResponderExcluir
  9. Afffff!!!!! A coisa é feia mesmo né!! rs.

    Olá MIneiro! Saudades de vir aqui... andei meio ausente né... mas to aqui...

    bjsss meusss

    Paulistinha

    ResponderExcluir
  10. A começar pelo título, kkkkkk. Não pude me conter.
    Concordo com você, meu caro amigo, é tragico.
    Beijos

    ResponderExcluir
  11. Oi Toninho
    Não sei onde vamos para com tantos perigos nos rondando e ninguem para se responsabilizar e dar conta de melhorias.
    bjs

    ResponderExcluir
  12. Toninho em uma entrevista vi um homem dizer:
    Fugiamos de bala perdida agora é bueiro bomba!
    Triste!! Um bjo Amigo!

    ResponderExcluir
  13. Amigo boa noite e um excelente dia de sorte amanhã, livre dos perigos...kkk
    Beijos
    Carla

    ResponderExcluir
  14. Adorei sua veia satírica com esse título hehe
    Nao sabia estava desse jeito, pois entao que se cuidem que a tampa vem aí! (muito engraçado mas muito triste realidade!)

    ResponderExcluir




Obrigado pela sua visita.
Alguma dificuldade ou desconforto neste blog como tamanho de fonte, dificuldade de comentar, links maliciosos etc favor comunicar para corrigir.
Caso não tenha um blog poderá comentar como anonimo e no fim colocar seu nome ou não para que possa agradecer.
Fique a vontade!
Meu abraço de paz e luz.