Páginas

segunda-feira, 10 de outubro de 2011

Infinitivo amor.












Imagem Google






Infinitivo do substantivo amor.

Se não se vive no amor plenos prazeres,
Larga-te no abandono de seus valores,
Mata-te na vida apenas nos afazeres,
Relega-te então à carência de amores.
Perca-te no amor na falta dos quereres.  

Viver como um pássaro de asas feridas,
Arriscar-te pelos movimentos suicidas,
No cantar de lamento sem guarida,
No mais silencioso frio de tua partida.

Quisera crer na sintonia dos quereres,
E professarias todo este amor de poderes,
Mas encontraste apenas malmequeres,
No amor sucumbiste em frívolos dizeres.  

Siga na tua jornada de vida esquecida,
Que em teu coração não sente a guarida,
Assim, atira-te em bocas desfalecidas,
Que te faça esquecer as horas perdidas.


Toninho
30/09/2011.

Apenas uma inspiração.



31 comentários:

  1. Puxa! E que inspiração,Toninho! Palavras fortes, cortantes nessa linda poesia! abração,tudo de bom,chica

    ResponderExcluir
  2. Que triste sina essa,
    perder-se de si em meio às ilusões
    e afogando as mágoas em fantasias,
    deixar-se murchar
    no ritmo das incompreensões.
    Que jamais saibamos dizer o que isso realmente significa, não é amigo Toninho?
    Bjos,
    Calu

    ResponderExcluir
  3. ahh o amor...o amor traz coisas boas e nos faz sofrer..mas vale a pena...muito linda a poesia ...maravilhosa e essa musica aqui linda....ana carolina?? não sei..
    Estamos em sintonia..postei hoje sobre o amor..
    boa semana amigo..
    titi

    ResponderExcluir
  4. Meu querido amigo, o amor é para ser cantado, falado, e promovido além dos céus infinitos.
    Como diz o título, o amor é infinitivo.
    É sempre bom estar aqui compartilhando desse amor generoso que meu amigo tão bem externa.
    Um abraço afetuoso, deste leitor que tanto o admira.

    ResponderExcluir
  5. Palavras duras?
    Talvez...
    Mas quando se ama é tudo ou nada, não há meio termo...
    Poema instigante e reflexivo.
    A mim só cabe te aplaudir poeta, e isso faço com muito gosto!

    Belíssima música...

    Carinhos de flor pra ti.
    Beijos de Luz

    ResponderExcluir
  6. É ótima reflexão "Assim, atira-te em bocas desfalecidas, Que te faça esquecer as horas perdidas.
    Só aalma de poeta para alinhavar o infinitivo amor.
    bjs

    ResponderExcluir
  7. Nossa Toninho, que lindeza.
    Amei seu poema.

    Beijinho amigo querido.

    ResponderExcluir
  8. Um dos poemas mais bonitos que já escreveu e que já li...

    Sem o amor a vida engana...

    Realmente, de tirar o chapéu e aplaudir de pé...belíssimo, poeta...alma de luz...
    Beijos com carinho e um lindo dia!!

    ResponderExcluir
  9. Bom dia meu querido amigo!
    Sabia que já te amo!Por sua gentileza e seu carinho de amigo...
    Vim agradecer os elogios que depositastes sobre a minha pessoa lá no blog da Emíliana e no meu blog tbm.Fiquei tão emocionada que falar de agradecimento é muito pouco.Mas se eu falar de gratidão com certeza minha alma se iluminarar de amor,e eu poderei clarear a alma de muita gente...
    Grata querido pelas palavras lindas!
    Nem sei se sou tudo aquilo que vc deixou escrito,mas irei tentar atingir um pouco,para ver se chego mais perto dos amigos.
    bjsssssssssssssssssssssssssssss

    ResponderExcluir
  10. Meu querido !
    Voltei para ler e dizer que suas escritas se torna um presente para quem gosta de letras...poesia linda e reflexiva por falar desse amor substantivo...nossa!Viajei...
    bjssssssssssssssss

    ResponderExcluir
  11. Oi amigo que versos, deves está triste, mais muito bonito, tenho piedade de quem te inspirou ja pensase nisto, muito paz Celina.

    ResponderExcluir
  12. É prazer intenso ao abrir esse blog e ver esse mar de montanhas. Como eu as amo!!! Assim como sua poesia,, embora a de hoje seja mais um dolorido lamento. Bjbjbj!!!

    ResponderExcluir
  13. E bota inspiração nisso, meu amigo! Que espetáculo de poesia! Até o Benito mandou um recado: "Mas se não for amor
    Não diga nada por favor
    Não apague esse sonho
    Pois meu coração nunca sofreu de amor"

    Apaixonante! Abração. Paz e bem.

    ResponderExcluir
  14. Bom dia,Toninho!!

    Mas Bah!!Que belíssima inspiração!!
    É triste mas é bem assim...e teus versos ficaram perfeitos!!Fiquei emocionada com a intensidade!!
    Beijos pra ti meu amigo!!Tudo de bom!!
    Que Deus te abençõe sempre!

    ResponderExcluir
  15. Olá, Toninho!

    Bela inspiração!
    Que o amor seja de fato nosso enlevo, a nossa completude, a nossa fonte de prazeres, e de bem querer...

    Um abraço, amigo
    Socorro Melo

    ResponderExcluir
  16. Poeta, bota inspiração nisso! O amor intensamente recheado com palavras fortes. Viajei!!! Abração.

    ResponderExcluir
  17. Bravo! Lindeza de poema!
    Para esquecer as horas perdidas, esse beijo faz renascer.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  18. Aplausos a ti meu amigo e Poeta... que sublime, intensa e profunda sua inspiração!
    Doce seja sua tarde, que a paz esteja em ti...beijos
    Valéria

    ResponderExcluir
  19. Seguindo a recomendação da Elisa , vim conhecer o seu blog.Gostei e devagar vou admirando os poemas e contos.
    Muito bom Toninho,quisera também crer na sintonia dos quereres porque da natureza já temos a todas as manhãs.
    um abraço

    ResponderExcluir
  20. Fez bem em ir me buscar, querido... um dos mais bonito e intenso que li aqui.Palavras poderosas para definir a dor alucinante da rejeição.... mas se o outro não nos percebe, é melhor esquecer.Perfeito!

    Beijos, querido e ótimo feriado.

    ResponderExcluir
  21. Olá amigo,
    Que arraso! Lindo poema!
    Com razão, se o amor não for pleno, não basta por si.
    Grande abraço mineiro para você e para a criança que existe em você.

    ResponderExcluir
  22. Oi, amigo! Que belo poema!
    Ah, o amor! Que graça tem a vida sem ele, né?

    Agora mudando de assunto, fiquei salivando só em imaginar aquele seu pão de queijo sovado (ai, ai)...rs
    Aliás, você poderia enviar algumas das suas receitas mineiras pra gente postar lá no blog, hein!

    Bjos ;)

    ResponderExcluir
  23. Quem só pensa nos afazeres está fugindo dos seus problemas e não tempo pra nada, muito menos para o amor, e sem amor não há vida, sem vida não há amor. O amor é sua maior inspiração, não é? A minha é, sem ele nada escrevo, bjo grande!

    ResponderExcluir
  24. Linda Noite Toninho*Profunda poesia,reflexiva.Parabéns.Bjus\Flor*

    ResponderExcluir
  25. Toninho

    Amor que canta tristeza,abandono ,mas muito lindo.
    Bela inspiração.

    Um abraço

    ResponderExcluir
  26. Boa noite Toninho.
    Vim deixar um beijo querido e te parabenizar pelo dia de amanhã.

    Nunca crescemos totalmente.
    Nossa criança permanece sempre dentro de nós.
    Beijinho

    ResponderExcluir
  27. O AMOR é o mote da VIDA.
    Lindo poema e carregado de muita ternura,mesmo que de maneira meio triste.
    Mas é belo, mesmo assim...
    Abraços

    ResponderExcluir
  28. Lindo Toninho!
    Nunca devemos descrer de amar... com certeza.... andaremos até de coração partido.... mas cabeça erguida....
    Beijos querido!

    ResponderExcluir
  29. ...ai que inspiracao!mas se perder em amores?sei nao...hihi.brincadeirinha.Amar e bao demaiiis!Mas doi...!Bjao de quarta proce,uai!Luciene.

    ResponderExcluir
  30. Toninho... estou a um tempao lendo seus posts bem antigos... me deparei com esse que achei maravilhoso...
    Vim tbm lhe agradecer por tamanho carinho com meu blog e comigo...
    E voltar ao blog como era antes... nao voltei... mas de vez em quando tenho vontade de postar...
    Meu querido amigo... que Deus lhe abençoe...

    ResponderExcluir




Obrigado pela sua visita.
Alguma dificuldade ou desconforto neste blog como tamanho de fonte, dificuldade de comentar, links maliciosos etc favor comunicar para corrigir.
Caso não tenha um blog poderá comentar como anonimo e no fim colocar seu nome ou não para que possa agradecer.
Fique a vontade!
Meu abraço de paz e luz.