Páginas

sexta-feira, 27 de julho de 2012

As estações.






Foto Google.







As estações.

O coração não entende de estações.
Mas sente o perfume da primavera,
Quando enfim brotam as emoções,
Alimentos dos sonhos em aquarela.

Chuva fina que a terra molha,
Brotam belos botões no jardim.
Vejo colibris na dança lá fora,
Lindo baile da natureza por fim.

E sofre o jardineiro no outono,
Olhar flores mortas pelo jardim,
Como vidas se apagam num sono,
Fragmentos da saudade sem fim.

Quatro estações que giram a terra.
Vários sentimentos na mudança,
Mas que o perfume da primavera,
É que mais nos afaga a esperança.

Toninho.
*******************************************************
Um bom fim de semana com alegria e paz.

terça-feira, 24 de julho de 2012

Lagrimas escorrem.











Lagrimas escorrem.

Se com beijos secam as lagrimas.
Embebeda-se nelas todo o desejo,
Que cresce e atinge as máximas,
Pulsações do coração neste latejo.

Cada gota nos trás as lembranças,
De tudo quanto juntos criamos,
Que agora nestas desconfianças,
Sobram cacos de tudo que juntamos.

Assim é o ciúme na sua trajetória,
Que sempre desagrega as relações,
Com o triste fim de uma historia.

E se perde com estúpida oratória,
Deixa órfão o amor com privações,
Para uma desilusão sem escapatória.

Toninho.

Um texto nem sempre traduz a vida do autor, este é criador de situações e emoções como se elas as sentissem. Alguém já disse isto.

********************************************

Peço uma corrente de orações pela filha de nossa amiga Celina, do blog "seráquefuieu" que hoje a noite passará por uma cirurgia com as bençãos do Senhor.