Páginas

sábado, 4 de agosto de 2012

Homenagem










Desejo um dia de muita alegria,

Que o carinho familiar seja real.
A cada abraço recebido, a magia,
Festa no seu coração maternal.

Que seja o dia pleno de felicidade
Com flores soltas pelos caminhos
Na alegria que traga a docilidade
Com todos os merecidos carinhos.

Que tenha uma vida de glorias
Que nos revela na sua inspiração
Com seus versos belos nas poesias
Assim como numa linda canção.


A nossa amiga poetisa do Recanto das Letras e do blog :http://blogpoesiaflordavida.blogspot.com.br/
no seu aniversario em 04/08/2012.

Parabens com votos de felicidades sempre.

Toninho.










quarta-feira, 1 de agosto de 2012

Encantadora de palavras.




Foto Google.




Encantam-se súditas palavras,
Com leve toque de seu cajado.
A pastora de versos certos
Arrebanha poema desgarrado.

Cada suspiro dessa escritora,
Reveste-se de impar beleza,
Vem Deus na ação criadora,
Coloca suas mãos com certeza.

Vive pelo jardim em harmonia,
Nobre poetisa como jardineira,
Poda versos floresce a poesia.

Cascata de poesias na sua galeria,
Inspiração que rompe fronteira.
Assim, perpetua em sua magia.

******************************************************
Homenagem à amiga poetisa Tânia Meneses do Recanto das Letras, mas que se aplica a muitas que sigo e leio pela blogosfera.
.
Toninho.


segunda-feira, 30 de julho de 2012

Crime na escuridão.













Morte na escuridão.

Foi numa noite chuvosa com raios e trovões na cidade pé de serra. A presença de minerais faz com que lá os raios sejam intensos. Coisa de dar medo com a sequência de trovoadas vibrando as janelas das casas. Rua deserta com enxurrada parecendo rio. Por um momento a cidade ficou numa escuridão, após um raio riscar o céu descendo á terra. Com o apagão os sons da natureza se fizeram perceptíveis. Ouvia-se com nitidez o som das águas sobre objetos no quintal. Em meio à fúria da natureza, ouviu-se um grito vindo do fim da rua. Naturalmente devia ser alguém a correr e procurando se esconder da chuva, que não cessava. 

Com o fim da chuva e retorno da energia elétrica, a vizinhança logo procurou empurrar as águas, que acumularam nos alpendres das casas, que eram curtos e com parapeitos, onde as crianças e mesmo adultos gostavam de sentar para conversar e ou namorar. Neste instante alguém gritou, sobre a presença de um morto próximo à garagem da ultima casa. Foi correria geral, mas não era gente conhecida. O sangue e água se misturavam, pela calçada. Uma vizinha cobriu o corpo com um lençol. Podia se ver perfurações de balas de arma de fogo. Todos estranharam não ouvir o tiroteio, pois se notava pelo sangue, que era coisa bem recente.

Junto ao cadáver, uma tampa das baterias de controle remoto e duas baterias pequenas, além das capsulas de calibre 32 foi, que foram recolhidas pela policia técnica. Os moradores em depoimentos negaram ouvir sons de arma de fogo alegando a ocorrência de muita chuva com fortes trovões naquela noite além da falta de energia. 

Pelas perfurações excluía a hipótese de queima de arquivo com execução, pois as balas atingidas ao corpo, não foram direcionadas à cabeça. Não poderia ser assalto, pois a perícia encontrou relógio no pulso e carteira com algum dinheiro e um celular no bolso do defunto. Então diante das evidencias, direciona-se a investigação para roubo, perseguição e morte do ladrão. A polícia com as evidencias e material colhido, estava convicta, que o criminoso era da rua, vitima de assalto à residência durante o apagão, viu o assaltante e o perseguiu, recuperando o aparelho, mas ficando para trás o controle remoto. 

Sigilosamente a policia conseguiu o mandato de busca nas casas próximas. Assim nas incursões em uma delas observou que o aparelho de DVD estava com o controle remoto sem tampa e sem baterias. Diante da coincidência, fizeram uma busca no quintal daquela casa e encontrou no meio da bananeira, o revolver calibre 32 com três balas deflagradas. Mas as pessoas presentes na investigação, afirmaram que não sabiam de nada sobe aquela arma. O caso foi levado para o delegado titular para prosseguir com inquérito e intimações dos suspeitos.

Toninho.

Exercício: Criar um conto policial:
 -Criminoso
- como crime se deu 
- causas