Páginas

segunda-feira, 15 de abril de 2013

Estranha forma de amar.












Como pode a força bruta vingar
Em canteiros onde morre a flor
Trajetória feita para amargurar
Limita em plantar apenas dor.

Estranha forma violenta de amar
Sob a toga negra da impunidade
A semear o terror neste chorar
É a forma truculenta da maldade.

Nada se pode fazer para evitar
A lagrima que inunda o rosto
Diante da força impera a magoar
Nesta alma cheia deste desgosto

Estranha feia forma de amar
Quem espalha tanto o sofrimento
Quem espanca a ferida a sangrar,
Apenas o choro ecoa no momento.


Toninho.
14/04/2013

O texto é mais uma indignação com relação a toda forma de violência em nome do amor, principalmente contra a mulher.
 
Agradeço a todos vocês que carinhosamente passaram por aqui e me afagaram o coração e ao mesmo tempo me inspiraram para a volta mais rapida.



A vocês o meu carinhoso abraço.
E vamos que vamos como diz a nossa querida Chica (Joaninha).
 

31 comentários:

  1. Que bom que voltou Toninho, as suas poesias nos faz bem...
    Tenha uma semana de paz... luz e bençaos...

    ResponderExcluir
  2. Bom dia Toninho.
    muitas vezes refletir é preciso em alguns momentos. Em outros refletir com ombros que nos amam é muito melhor, porque estaremos sendo sustentados por esteios de amor.

    Triste e real o seu poema.
    Enquanto não houver entendimento de que a violência não constrói laços. E que ela não precisa estar entre os homens, isso infelizmente irá acontecer.

    Só o amor edifica tudo.
    Beijinho !

    ResponderExcluir
  3. Oi Toninho
    Bom que você voltou, espero que o coração esteja mais conformado.
    Seja bem vindo
    Abração

    ResponderExcluir
  4. Olá, querido Toninho!
    Belo e forte poema! Infelizmente uma trágica realidade a nos assombrar.
    Parabéns pela inspiração.
    Estou feliz com o seu retorno.
    Seja bem vindo de volta, estava com saudades de te ler.
    Tudo de bom ,querido.
    A Chica ta certa! "VAMOS QUE VAMOS" rsrs.
    Beijos, uma linda semana.
    Lis

    ResponderExcluir
  5. Toninho, fico feliz em te ver de volta! Vamos que vamos é mesmo um empurrão tantas vezes usado até mesmo pra levantar da cama ,quando sabemos que teremos algo chato pela frente no dia. mas, encarar é preciso.


    Tua poesia, linda e verdadeira. Que forma de amor é esse? E que forma de amor pode dar o direito de matar? abração, linda semana,chica e obrigada pelo carinho!

    ResponderExcluir
  6. Bom dia amigo seja sempre bem-vindo. Existe amores de diversas formas , este eu diria é o amor egoísta, o amor que mata não é amor,o psicopata que encontra alguem que o aceita sem saber quem ele é e depois cai na armadilha e termina presa como uma aranha na sua armadilha. Um abraço fraterno. Celina

    ResponderExcluir
  7. Saudades de você e dos teus versos, querido amigo!
    Versos indignados, bem escritos e com razão...triste vermos que há pessoas , que eu diria ser insanas, que amam de forma tão estranha.
    Boa semana, beijos,
    Valéria

    ResponderExcluir
  8. Quem ama não magoa, não fere, não maltrata, não mata. O amor é sublime, é grandioso só quer o bem. Fico muito feliz com teu retorno querido, seja bem vindo de volta, bjusssss
    => Gritos da alma
    => Meus contos
    => Só quadras

    ResponderExcluir
  9. Olá, Toninho. Lindo, o teu poema! Dessa forma de amar tão estranha, eu fujo!

    ResponderExcluir

  10. Olá Toninho,

    Vim aqui para lhe deixar um abraço e tenho a grata surpresa de ver seu retorno.

    Esta forma estranha de amar é mesmo inconcebível e a imagem a representou muito bem.

    O poema é realista em sua composição e reflete a indignação de todos nós.

    Meu carinhoso abraço.

    ResponderExcluir
  11. Obrigada amigo pelo lindo comentário com a graça de Deus serão felizes, saúde e paz e um final de semana bem legal, abraços Celina.

    ResponderExcluir
  12. A tua sempre linda expressividade poética, traça em versos pungentes toda o repúdio a uma situação de fato abominável.Parabéns, amigo Toninho.
    Saúde, alegria e muita paz.
    Abraços,
    Calu

    ResponderExcluir
  13. Infelizmente existem loucos...
    Abraço Lisette.

    ResponderExcluir
  14. Muito bom tê-lo de volta ao nosso convívio com suas palavras poéticas e sempre muito atuais nas questões sociais.
    Bjs.

    ResponderExcluir
  15. Mineirinho, querido, poxa vida, eu estava em férias e depois fiquei doente, por isso não sabia do ocorrido contigo e sua mãezinha!
    Espero que seu coração esteja mais forte e voltemos a nos visitar.
    um mega abraço carioca


    ResponderExcluir
  16. Obrigada querido amigo Toninho, pela invocação do sofrimento da mulher, que sofre em silêncio a sua fragilidade perante quem a tortura numa desmedida e cobarde força física. Em nome das que sofrem o meu emocionado obgrigada.
    E que bom este retorno cheio de inspiração poética.
    Como sempre deixa flores em palavras tão carinhosas!Obrgada
    Desejo um fim de semana cheio de paz e alegria
    Fraterno abraço

    ResponderExcluir
  17. Caro amigo
    Só agora tomei conhecimento da sua perda.
    Sinto muitíssimo, que Deus dê a você e toda família muito conforto; certamente sua mãezinha está nos braços do Senhor.
    Mas um belo poema pra refletirmos sobre a triste situação de muitas mulheres.
    Um grande abraço e fique bem

    ResponderExcluir
  18. Te abraço e te espero mais forte ainda,ok?
    Obrigada pelo reconhecimento do valor das mulheres no mundo ,
    fique bem e volte depressa,

    ResponderExcluir
  19. Mineirinho
    Fico feliz por vê-lo aqui, onde é por todos muito querido. Sua sensibilidade possibilita que traduza em versos essa indignação que compartilhamos. Não há amor na imposição de dor e sofrimento.
    Espero que esteja com o coração em paz e que seja sempre iluminado. Bjs.

    ResponderExcluir

  20. Olá Toninho,

    Passando para desejar a você um final de semana com muita serenidade e luz.
    Fiquei feliz com sua visita.

    Grande e carinhoso abraço.

    ResponderExcluir
  21. É exatamente nas mãos de Jesus que devemos nos colocar quando as coisas não vão bem.
    Se a luta está pesada, busque auxílio nele.
    Somente em Jesus encontramos a verdadeira segurança e a verdadeira paz.
    Agradeço o carinho e compreensão pela demora,
    em retribuir sua visita tão carinhosa.
    Deus abençoe seu final de semana .
    Beijos no coração e meu eterno carinho,Evanir..

    ResponderExcluir
  22. Bom dia de sábado de Sol!!
    ♫♫♫ (¸.•❋

    Vim deixar um abraço ,desejar um belo
    final de semana, ver e gostar do seu
    post.
    Termino com uma frase que adoro.

    Eu poderia suportar, embora não sem dor, que tivessem morrido todos os meus amores, mas enlouqueceria se morressem todos os meus amigos!

    (Vinicius de Moraes)

    Abraços com carinho
    Rita!!!!
    ♫♫♫ (¸.•❋

    ResponderExcluir
  23. Adorei o blog e é claro passei a seguir !
    Sou uma blogueira nova, fiz um blog feminino, mas aceito leitores do sexo masculino. Nós, a mulherada do blog estamos a procura de um "bom partido", mas não significa que queremos dar o golpe do baú. Queremos um homem, bom, rico em caráter e que nos trate com respeito! Queremos vencer na vida e mostrar para a sociedade o nosso poder.
    Se quiser fazer uma visitinha: http://comoencontrarumbompartido.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  24. OI TONINHO!
    ASSINO EMBAIXO!
    MAS, FALAR-SE QUE É AMOR, É UMA UTOPIA,
    PARA MIM, QUEM AMA NÃO FERE,CURA, NÃO BATE, ACARICIA, NÃO FAZ CHORAR, ENXUGA AS LÁGRIMAS...
    BELEZA, AMIGO, UMA DENÚNCIA QUE SEMPRE VALE Á PENA SER LEMBRADA.
    ABRÇS
    http://zilanicelia.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  25. Isso não é amor. Nunca foi.
    Jesus ensinou o caminho... mas o mundo não quis e poucos querem.

    ♪♫ Boa semana!
    ღ° Beijinhos ღ
    ¸.•°♡♡⊱彡

    ResponderExcluir
  26. Boa noite meu amigo.
    Como você está?
    Que Deus te conforte do seu mais bonito jeito.
    Um beijinho.

    ResponderExcluir
  27. Lindo poema, amigo!
    Sinto muito por sua perda. Que o Senhor console você e toda sua família. Abraços.

    ResponderExcluir
  28. Olá, Toninho

    Muito bom, isto não é amor, é simplesmente posse.
    Estou sentindo falta dos seus comentários.

    Um abraço,paz e bem

    ResponderExcluir
  29. Olá poeta!
    Perdoe-me, mas preciso lhe dar bronca!
    O que acontece? Cadê os poemas??? Já passou da hora de vermos coisas novas por aqui!
    Amanhã venho ler algo novo e brilhante, assim como todos que advém de ti.

    Beijos floridos.

    ResponderExcluir
  30. Todo tipo de violencia nos deixa revoltados,com certeza!Ficou perfeita sua poesia!bjs,

    ResponderExcluir
  31. É verdade, amigo!
    Os assassinos ou os violentos são machistas com seu orgulho ferido. Nada tem a ver com amor. É apenas uma desculpa esfarrapada.
    Infelizmente, há muitas mulheres que não se separam mesmo assim. Mas está mudando aos poucos.
    Beijocas!

    ResponderExcluir




Obrigado pela sua visita.
Alguma dificuldade ou desconforto neste blog como tamanho de fonte, dificuldade de comentar, links maliciosos etc favor comunicar para corrigir.
Caso não tenha um blog poderá comentar como anonimo e no fim colocar seu nome ou não para que possa agradecer.
Fique a vontade!
Meu abraço de paz e luz.