Páginas

sábado, 27 de dezembro de 2014

Estação 365



Quando se percebe um ano já termina,
um olhar sobre o ombro busca um ato,
perdido e ou esquecido numa esquina,
que se possa contabilizar de imediato.

Foram risos, lagrimas numa mistura,
feita de alegrias, de perdas dolorosas,
que nos provaram como a vida é dura,
para quem quer que ela seja vitoriosa.

Foram noites perdidas sem inspiração,
garimpando palavras na madrugada,
desespero em busca da melhor criação.
da poesia perfeita para a namorada.

Silenciosa a mente se despede do ano,
que leva nos braços minhas alegrias,
que me ninaram nas noites sem sono,
lendo Neruda com sua dor e poesias.

Deixo que o ano cumpra a sua sina,
despede sem sentir o cheiro da romã,
que no dia de Reis uso como cortina,
magia das sementes perfeito talismã.

Então olharei para o fiel da balança,
na emoção de um menino sonhador,
entre perdas e ganhos há confiança,
em novas bênçãos que vem do Senhor.

Toninho.
28/12/2014

visite também: http://toninhobira.blogspot.com.br/
********************************************************
Bom fim de semana amigos!
Esta vida é mesmo uma viagem de trem e belos novos amigos embarcaram nesta longa viagem, que hora chega ao seu destino na estação 365. Mas um novo trem já apita faz uma pausa até o novo trem apitar na estação.
Obrigado amigos pela boa viagem e conto  com vocês na nova viagem.

terça-feira, 23 de dezembro de 2014

Então é Natal





Então é Natal.
Aproxima-se o fim de mais um ano, conclusão de mais um ciclo junto a vocês nesta mágica companhia de troca de ideias e sentimentos de um mundo, que sonhamos melhor. Este sonho permaneça vivo, já que somos sonhadores da materialização de uma promoção social, que extermine a fome, o analfabetismo, a intolerância bem como todo tipo de mau caráter, que estropiam nossas esperanças.

Então é Natal.
Que haja pão em todos os lares, principalmente nestes dependurados nos morros, ou largados nos alagados e brejões deste Brasil. Que Deus na sua infinita bondade possa proteger estes seres desprovidos da sorte, quando então despertaremos felizes numa linda manhã como se crê na fé Cristã inserida no livro santo.

Então é Natal.
Desejo a todos que passam por aqui identificados ou anônimos, que haja ainda mais sintonia nesta grande família que formamos, no sentido de promover os mais belos e sinceros sentimentos de cooperação e amizade com colheita de bons e belos frutos.

Então é Natal nos corações e neste clima desejo a vocês Um Feliz Natal que possa inspirar um Novo Ano de sonhos realizáveis, que possam sorrir de muita alegria. Que a esperança recrie a energia em cada dia, que faça suportar e vencer as dores e adversidades, que por ventura encontrem nesta longa jornada.

Meu abraço de paz e luz.
Que a família seja o nosso porto seguro.



 Muito obrigado a todos vocês.

Veja aqui tambem: http://toninhobira.blogspot.com.br/

Toninho.
24/12/2014.

domingo, 21 de dezembro de 2014

Amor em forma de menino,



A nossa felicidade será naturalmente proporcional em relação à felicidade que fizermos para os outros.
Anjos nos visitaram nas semanas anteriores e cada um deixou uma mensagem para nos direcionar a vida. 

 



Agora que estamos na semana do Natal um anjo veio ensinar a ter o Natal no coração. Deem presentes e recebam presentes sim, mas sem amor no coração nenhum presente significará nada e será esquecido. Então faça um aeroporto para que anjos pousem em seu coração e lhe faça fazedor de felicidades. Assim finalizamos esta blogagem agradecendo a Chica o convite e lhe parabenizando pela ideia. E que os frutos do Natal sejam constantes em sua vida. Passe por lá você também, siga este link sementesdiarias.blogspot.com.br
 

 Amor de menino.
Estamos próximos de mais um Natal,
ao longe ouço as badaladas dos sinos,
não são de Belém, mas soa como o tal,
é o amor que vem em forma de menino.

Vem da bondade do Pai este presente,
como prova de amor pela humanidade,
presente que impulsiona toda a mente,
maior amor que inspira toda a verdade.

Há amor que nasce dentro do coração,
guardado pela humildade lá no fundo,
cria a caridade em perfeita comunhão,
com a fraternidade gerindo o mundo.

Abra o coração para o seu Natal real,
sinta na proclamação do sacramento,
no batismo de João contra todo o mal.
Então será o Natal um renascimento.

Toninho.
20/12/2014

Plante alegria em sua vida, viva um eterno clima de Natal.
Permita que seu coração seja doador, verdadeiro fazedor de alegrias.
Tenha um Feliz Natal de paz e amor no coração e que toda esta emoção possa contagiar todos os dias do Novo Ano.
Obrigado pela companhia e assim fica renovada minha vontade de seguirmos em mais um ano de interação e sintonia.
                                       
 Meu abraço com carinho.

****************************
 
Também aqui estou  http://toninhobira.blogspot.com.br/

quinta-feira, 18 de dezembro de 2014

Blogagem Coletiva da coluna Mi.


Um projeto da amiga Mi aqui:  colunadami.blog  pode acessar as regras bem como ver o que os amigos pensam sobre o Natal. É a primeira blogagem da Mi então vamos lá prestigiar e soltar a inspiração, por certo ela ficará muito feliz. Vamos?

                            O meu Natal.

 Falar de Natal vem a imagem do velho barbudo de roupas vermelhas com o saco de presentes. A real festa se perdeu na correria consumista dos presentes, sejam  simples ou sofisticados. Então é Natal dos cartões de créditos loucos para atender a demanda. Há engarrafamento de solicitações, desespero dos lojistas. Isto é Natal na nova versão 6.0. Difícil fugir à pressão, até os mais radicais cedem. 

Mas há um Natal de presépios feitos por crianças com orações nas novenas com reflexões. Há reunião de famílias nas casas ou em uma igreja ou recinto qualquer. Eu vivi o Natal das novenas em oito casas alternadas sorteadas. Era uma festa bonita e alegre de agradecimento ao Pai pelo ano que findava e comemorar o nascimento de seu filho amado. O ultimo dia da novena era na igrejinha em conjunto com a missa do Galo, que terminava à meia noite religiosamente.

 A ceia familiar era servida após a missa. Após a ceia familiar algumas pessoas saiam em turnê pela vizinhança desejando paz e deliciando com as guloseimas tradicionais, sempre servidas com vinho tinto suave, Guaraná, Grapette e Qsuco e ou bebidas alcoólicas doces da época. Não me lembro da presença do Peru, mas galinha assada, lombo de porco e pernil. Eram pessoas simples da vila operária da Vale do Rio doce, que sempre presenteava os funcionários com uma grande cesta em forma de caixote, para nós eram a Cesta da Vale, coisas que só víamos no Natal. As castanhas e nozes eram quebradas entre a porta e o portal, ou com martelo e pedra mesmo.

No dia 25 as crianças exibiam seus brinquedos, isto após a missa matinal dedicada às elas e nada de faltar, pois havia orientação do catecismo aonde ir à missa é coisa sagrada aos domingos. Confessar e comungar eram para os crescidinhos. Todos tinham medo misturado com respeito pelo padre José Lopes, que conhecia a todos da vila. Nós o chamávamos de padre Zé Lopão.


O meu Natal vem daquelas ruas de pedras e poeira vermelha, mas deixou em mim uma fé inabalável que está enraizada nas pedras do cruzeiro que fica sobre o Pico do Amor ao lado da igrejinha, lá aonde a gente diante de uma critica falta d’água, fomos em procissão jogar agua e flores aos seus pés cantando Ave Maria, pedindo chuva para a cidade.

O meu Natal que é a maior festa brasileira, é uma mistura de lembranças do passado e a realidade do cotidiano com toda sua crueza de injustiças sociais, que entra ano e sai ano e continua cada vez mais gritante e parece sem causar estranheza. E ficam sempre meus pedidos e mais pedidos de um mundo melhor e mais justo, de um mundo mais humano e igual em condições para todos, que seja banida a usura e implantada a fraternidade real e que haja comunhão. Enfim um Natal sem sobras, mas que haja pão em todos os lares.

Toninho
16/12/2014

Sucessos Mi na sua primeira blogagem coletiva.