Páginas

quarta-feira, 16 de julho de 2014

Impunidade










Sabem dos desmandos,
Que geram corrupção,
Estes políticos nefandos.

Código Penal obsoleto,
Para inocentar ladrão,
Extermina pobre preto.

Corruptos sem medo,
Para nefasta missão
Votação em segredo.

Toninho
12/06/2014
**************************************************
 

14 comentários:

  1. Estava desligando, te vi entrar!!!
    Nem me fale,Toninho!! Sei bem o quanto injusta é nossa justiça...Belos versos fizeste, ainda que o tema seja forte e triste, pois uma realidade assim ninguém merece! abração,tudo de bom,chica e boa noite!!

    ResponderExcluir
  2. Olá, amigo Toninho
    De impunidade estamos todos saturados...
    Hoje fui ao fórum pra começar os trâmites contra quem publicou meus dois livros e não me pagou (são beneficentes)... não vou desistir pois tenho o Senhor comigo...
    Ele é a minha Justiça!!!
    Bjs fraternos de paz e bem

    ResponderExcluir
  3. Injustiças e impunidade, um país sem leis e os que têma cesso a ela mais corruptos ainda. Bom texto. Vim te convidar para participar d eum sorteio , se vc ganhar pode presentear alguma criança da família lá as regras bem fáceis, bjs

    ResponderExcluir
  4. Ah Toninho quão verdadeira é tua poesia, quando morava em SP não tinha tanto acesso a certas injustiças, apenas ouvia falar, aqui uma cidade menor é incrível os desmandos, mas tão pouco podemos fazer, a não ser tentar fazer o melhor no mundo a nossa volta, bjos Luconi

    ResponderExcluir
  5. Fortes e profundos versos!
    Haja paz e justiça verdadeiras!!

    Abraços

    ResponderExcluir
  6. Nem me fale,Toninho! Estou tão decepcionada com os políticos brasileiros e nossa justiça que nem sei o que falar! Só que a poesia disse tudo e ficou linda! bjs,

    ResponderExcluir
  7. Tema triste transformado em poesia alivia a crueza da verdade.
    bjs,

    ResponderExcluir
  8. Em Portugal meu amigo, também a impunidade é lei.
    Vivemos tempos muito injustos.

    beijinho

    ResponderExcluir
  9. O código penal e tantos outros estão obsoletos não é mesmo?
    Bom dia Toninho, beijos

    ResponderExcluir
  10. Obrigado poeta Toninho! Seus coomentários (sem sobra de dúvida) valoriza meus textos. Sobre o seu texto tudo corroba para a sensação de impunidade.
    Abraço.

    ResponderExcluir
  11. ES UNA GRAN PENA, QUE QUIENES DIRIGEN LAS CORPORACIONES DE LOS ESTADOS, SEAN LOS MÁS INEPTOS. EXCELENTE SU TEMA.
    UN ABRAZO

    ResponderExcluir
  12. Ah poetinha, como entristece nosso coração diante das injustiças que vemos a cada dia grassando no país!
    E é como você bem disse em verso e prosa, talvez para amenizar mais as palavras, mas é uma verdadeira falta de interesse político e dos homens das leis para que mudem este cenário. Este código penal obsoleto, cheio de brechas e que só coloca atrás das grades, os pobres e pretos.
    Um grande abraço carioca.

    ResponderExcluir
  13. É triste mas esse poema disse tudo.
    Mas sempre há dias melhores.
    Adorei conhecer.
    janicce.

    ResponderExcluir
  14. Querido Toninho
    Esta vai ser a minha terceira tentativa para comentar.
    Não sei se vou conseguir reproduzir fielmente tudo o que já tinha escrito antes.
    Um belo poema que, infelizmente,reflecte a realidade!
    Gostei de ver a imagem da balança,que normalmente significa justiça! Confesso que,ultimamente,penso que esta nem sempre funciona...
    Quem não tem ou não teve castigo,após ter prejudicado muitas pessoas,não merece a menor consideração.
    Um beijinho
    Beatriz

    ResponderExcluir




Obrigado pela sua visita.
Alguma dificuldade ou desconforto neste blog como tamanho de fonte, dificuldade de comentar, links maliciosos etc favor comunicar para corrigir.
Caso não tenha um blog poderá comentar como anonimo e no fim colocar seu nome ou não para que possa agradecer.
Fique a vontade!
Meu abraço de paz e luz.