Páginas

segunda-feira, 8 de setembro de 2014

Olhando estrelas

Olhando estrelas.


O menino em pé no banquinho.
Daqueles que ficam nas portas das casas
aponta o dedo na direção e conta a primeira,

que é tão bela.

A cada uma um nome inventa e isso o encanta,
há uma magia na ponta do dedo, que mira.
 Uma estrela cai aos seus olhos aflitos,

bem brilhantes.

Olha o dedo, não vê a verruga,
que sua mãe supersticiosa afirmava.
Não lhe importa o medo diante do prazer?

Apenas encantamento.

Queria ser este menino dono do imenso azul,
que nas noites de lua namora estrelas,
exausto cai num sono a sonhar

adormece feliz.

Pela janela lateral.
vagalumes iluminam o menino.
Há no seu semblante uma infinita alegria.

Vê a ultima Zelação.


Toninho
30/08/2014
*********************************************************************
Meu outro blog das blogagens coletivas e mensagens:  toninhobira.blog

Nota Crendices: NÃO APONTAR PARA AS ESTRELAS
Apontar para uma estrela, segundo o conceito popular, poderia causar o surgimento de uma verruga na extremidade do dedo infrator. Qual a origem dessa crendice? É fácil de entender. O calendário judaico é regido pela lua e o despontar da primeira estrela marca o início de um novo dia, especialmente se esse dia for o Shabat (3). Antes da expulsão da Espanha de 1492 e da conversão forçada de Portugal de 1497 era comum que as crianças judias, ao entardecer das sextas-feiras, ficassem procurando no firmamento o brilho da primeira estrela, indicativa da chegada de um dia muito especial. Era a Estrela D’Alva, também conhecida como Vésper, mas que, na realidade, não é exatamente uma estrela, mas sim o Planeta Vênus, que por brilhar com mais intensidade se destaca dos outros corpos celestes. Quem apontasse primeiro provavelmente ganharia a admiração dos mais velhos e, quem sabe até, algum presente. De uma hora para outra esse gesto simples passou a ser denunciador da condição judaica e a primeira coisa que as precavidas mamães fizeram foi assustar seus filhos com a possibilidade do surgimento de uma baita verruga na ponta do dedo. A Inquisição, felizmente, já acabou há bastante tempo, mas a crendice ainda persiste em muitas regiões desse imenso país. Por isso, não se preocupe quando vir uma criança ou adulto apontando para o céu. Mesmo porque já se sabe que as verrugas são causadas por vírus e os dermatologistas dispõem de eficazes tratamentos para erradicá-las.

fonte: http://eduplanet.net/mod/forum/discuss.php?d=4289