Páginas

segunda-feira, 19 de setembro de 2016

Um rio dentro de mim.



Um rio nasce em pequena lamina d’água, sem forças, sem perigo, que pode ser barrado com as mãos, quem conhece a nascente do Rio São Francisco ou de outro rio pode entender o processo de aquisição forças ao longo do percurso até se tornar um imenso e logo rio para encanto e assombro dos olhos. O rio segue sua trajetória serra abaixo com inúmeras quedas, circula os vales alimenta as margens, ameniza a fome, a miséria, irriga a plantação, cria cachoeiras lindas, mas no seu caminho também há destruição de plantações e casas ribeirinhas e vidas que se perdem em suas águas. Mas quando chega perto do mar se deixa levar calmamente e morre lentamente entregas suas águas ao gigante de águas profundas.

Assim é a nossa vida, nascemos frágeis, inocentes, puros inofensivos. No processo evolutivo adquirimos energia e força, agregamos e perdemos pessoas. Nas quedas aprendemos as maldades, enraíza-se a inteligência. Mas o tempo com garras afiadas, como o rio que fura pedras na sua corrida, cria seres fracos expostos às mazelas do mundo ou os carrascos da sociedade e natureza. Mas há os que se equilibram e se tornam gratas pessoas necessárias à sociedade e à natureza, como disse Bertold Brecht, são os imprescindíveis.

Somos como este rio, por isso devemos acumular somente forças do bem, irrigar as sementes do bem e por onde passarmos, que possamos deixar apenas rastros do bem sem destruição. Que tenhamos sabedoria para armazenar e desaguar coisas belas como a gentileza, serenidade, harmonia. Incentivar a unidade pela sintonia com a sociedade e a mãe natureza, para que lá na frente possamos belamente descansar na imensidão azul deste maravilhoso segundo plano ou quem sabe repousar nossas cabeças num travesseiro a olharmos para o infinito azul do Céu e se deixar levar pelo toque suave das mãos do Criador.Um rio nasceu dentro de mim e cabe a mim guia-lo com serenidade, inteligencia e resignação até o mar.

Toninho.

18/09/2016

***********************
Uma semana de 
paz e luz.

Obs. 
O texto acima não tem ligação alguma com o acidente fatal do ator de telenovela, pois ele já estava em processo em Agosto aguardando uma agenda.Falo sempre de rio e trem, porque foram marcantes na minha infância.

34 comentários:

  1. Querido Toninho, que texto lindo e reflexivo, de fato nascemos rio e nossa vida é um curso de aprendizado até que possamos finalmente alcançar o mar... linda analogia, lindo texto!
    Um grande bjuivo no seu coração e gratidão por estar sempre presente em minha "alcatéia" rsrsrs te desejo uma semana de luz, paz e amor.

    Loba.

    ResponderExcluir
  2. Muito lindo,Toninho e sei bem o quanto gosta desse tema:rio e trens... Ficou muito legal de ler e viajar contigo na imaginação e ver o aprendizado que podemos fazer! abração,chica( quanto ao acidente, uma tragédia)

    ResponderExcluir
  3. Toninho, que belo texto. Eu tive que reaprender a olhar para os rios. Cresci em cidade grande, com os rios entubados, como diz um grande escritor, desviados forçadamente de seus cursos e sempre via a consequência disso sem entender que fora o próprio homem que ocasionava tudo aquilo. As enchentes, as perdas materiais, os transtornos. Só muito tempo depois pude mudar esse conceito e me aproximar da beleza de um rio.
    Seu texto me aproxima ainda de tamanha beleza.
    Abraço!

    ResponderExcluir
  4. Boa noite, amigo Toninho!
    São poucos os que ficam feliz com nossa felicidade e cultivam afagos, gentilezas e amizade sinceramente!
    Vc é um dos poucos que o fazem... a gente percebe nitidmente isso... Hoje conversava com amigas sobre isso e vejo que seu post poema vem nos dar um alerta para sermos mais generosos com nossos semelhantes enquanto estamos vivos... enquanto o rio corre em nós...
    Também gosto muito de trem...
    Um lindo post na hora em que estamos para lermos e meditarmos com carinho!
    Bjm muito fraterno

    ResponderExcluir
  5. Caro amigo
    No início até achei que tivesse relação com a tragédia do ator global, mas depois percebi que não era sobre isto que você queria falar.
    Texto magnífico, espetacular, aliás, você poderia nos brindar mais com textos em prosa, você é muito bom neles.
    Um grande abraço, meu caro Toninho.

    ResponderExcluir
  6. Que linda metáfora que pode ser um belo percurso para todos que seguem sua trilha norteados pelo desejo de buscar ser sempre melhor.
    bjs

    ResponderExcluir
  7. Nasci lá em Nanuque, Toninho. No vale do rio Mucuri; Lindo e atualmente assoreado rio.

    Lá também tem muitos morros, lindas montanhas, pedras enorme: Bueno, Fritz, dos Aimorés...

    Entendo também destes teus sentimentos, ares e belas vistas!

    ResponderExcluir
  8. Que linda metáfora que pode ser um belo percurso para todos que seguem sua trilha norteados pelo desejo de buscar ser sempre melhor.
    bjs

    ResponderExcluir
  9. Belissimo texto... é um ensinamento...

    Que vc tenha uma semana de paz...

    Beijos, Toninho...

    ResponderExcluir
  10. Sabe Toninho que só depois de adulta vim compreender pq muitas vezes passava por uma ponte com nome sobre rio e não via água, ai minha mãe explicava são rios temporários, só aparecem nos tempos de chuva. Assim mesmo a vida, uma hora a gente está vazio, quase morto, mas basta uma gota de vida, uma benção do céu,a chuva a nos encher e brotar renovo. Há tanto que se aprender com a natureza. Boa noite. No blog novidades

    ResponderExcluir
  11. Bom dia Toninho,
    Que texto magnífico. Você é exímio na prosa.
    Sei o que é sentir o rio a correr-nos nas veias, pois bastaram-me os meus primeiros treze anos de vida para o sentir dessa forma.
    Adorei a analogia com a nossa vida e assim é na verdade. Nascemos pequeninos, limpos e puros e tantas vezes nos transformamos saltando fora das margens.
    Que a nossa vida se pactue sempre por contenção no sentido de irmos semeando o bem, o amor e a paz ao longo do nosso trajecto.
    Deixar que a serenidade se entranhe em nós como rio na confluência do oceano.
    Parabéns, Toninho! Magnífico como sempre.
    Um beijinho e continuação de uma repleta de paz.
    Ailime

    ResponderExcluir
  12. Aos amigos da Leninha (blog MULTIPLICIDADE DE MIM – http://helena.blogs.sapo.pt), peço que passem pelo seu blog para se inteirarem de uma notícia.
    Grata
    Aninha

    ResponderExcluir
  13. Um belíssimo texto que bem retrarta a vida.Um abraço, Élys.

    ResponderExcluir
  14. Lindo e reflexivo texto, Toninho
    Um abraço de paz de
    Verena e Bichinhos.

    ResponderExcluir
  15. Maravilhoso texto, que possamos acumular só forças do bem, o ser humano precisa aprender muito ainda.

    Bela semana!

    abraços amigo!

    ResponderExcluir
  16. Toninho, muito bonito o texto! Pleno em suavidade e desejos sinceros... O rio sempre associo à quietude, tranquilidade e ação... Gosto de lembrar que Jesus é o Rio da Vida!...
    Abraços e muita pazzzzzZ

    ResponderExcluir
  17. As metáforas do poeta que nos encantam sempre. O caminho nunca é isento de sobressaltos, mas devemos buscar a serenidade, nossa e dos outros que nos rodeiam, neste curso da vida.
    E assim o vejo, amigo mineiro, um rio grande e generoso, que segue o seu caminho regando as flores das margens com muito cuidado.
    Um abraço
    Ruthia d'O Berço do Mundo

    ResponderExcluir
  18. Belo texto, Toninho! Eu nunca vi de pertinho onde nasce um rio, vi em documentários. De uma pequena fonte, nascia, andava seu percurso e caia em cachoeira! E lá embaixo continuava... Você comparou muito bem com nossas vidas, com nosso percurso, sua força de destruição ou calmaria. Também vi o vídeo.
    Tudo show, querido amigo.
    Beijo, um ótimo restinho de semana.

    ResponderExcluir

  19. Essa crônica, escrita com maestria, levou-me a acompanhar o rio desde a nascente, passando por tantas terras, na sua incansável luta contra as margens, até sumir-se no mar.
    Parabéns, amigo Toninho.
    Um abraço.

    ResponderExcluir
  20. A nascente do rio uma preciosidade ... acompanhar o leito é fascinante ... e o desaguar brilhante!!!
    Adorei...bj

    e se gosta de ler:
    http://mgpl1957.blogspot.pt/2016/09/antonio-alcada-batista.html

    ResponderExcluir
  21. oi Toninho, seu texto ficou um primor. Parabéns!

    "Que tenhamos sabedoria para armazenar e desaguar coisas belas"... Que assim seja!

    um abraço/!

    ResponderExcluir
  22. Beleza! Até o sangue que corre em nossas veias é um rio, deságua e jorra do coração. o coração é ao mesmo tempo nascente e mar. Vamos fazer nesse rio naveguem boas intenções.

    ResponderExcluir
  23. A sua grande metáfora é excelente e o modo
    como a descreveu está sublime, Toninho.
    Um texto de rara beleza,de grande humanidade
    e respeito por valores éticos que são os que
    realmente tornam as pessoas nobres, notáveis
    e especiais.
    A sua prosa agrada-me tanto como agradam-me
    os seus poemas, porque na realidade os seus
    textos revelam uma alma de sensibilidade
    poética profunda.
    Desejo para a sua vida muita harmonia e paz.
    Abraço, querido amigo.
    ~~~~~~~~~~~~~~

    ResponderExcluir
  24. Que belo texto meu querido amigo! Realmente algumas pessoas apesar de tudo que passaram na vida, ainda tem o dom de se equilibrar para viver no bem, e digo...eu sou uma delas,sempre tive que arrumar forças para seguir...resignada até chegar ao mar e cumprir meu destino.
    Uma feliz noite, beijos no coração!

    ResponderExcluir
  25. Bom dia meu amigo amado, passei para deixar um forte abraço pois agora passarei com mais contenção a cada dia vai aumentando em mim o que não preste para ocupar o lugar de boas coisas que já lá vão,
    Deixo os meus beijinhos de luz e muita paz,

    ResponderExcluir
  26. Bom dia meu amigo amado, passei para deixar um forte abraço pois agora passarei com mais contenção a cada dia vai aumentando em mim o que não preste para ocupar o lugar de boas coisas que já lá vão,
    Deixo os meus beijinhos de luz e muita paz,

    ResponderExcluir
  27. Olá Toninho,
    Que linda reflexão, que possamos viver e ser como um rio de paz sempre.
    Acredita que nunca andei em trem de viagem? Preciso fazer isso.
    Grande beijo

    ResponderExcluir
  28. O amigo Toninho fez uma metáfora excelente.
    Comparou a vida de um rio com a nossa vida, chegando a uma conclusão muito pessoal que tem a ver com a sua bondade e desejo de paz e fraternidade entre todos.
    Comovente mesmo!

    Um beijinho grato e bom fim de semana

    ResponderExcluir
  29. Simplesmente cativante caro amigo Toninho ,pois para quem tem esse dom de escrever como você é maravilhoso ,pois nos prende do princípio ao fim com tão belas palavras ,um grande abraço

    ResponderExcluir
  30. Amigos meus e da Leninha: apenas para agradecer por todas as demonstrações de afetividade manifestadas no seu blog e pela solidariedade a mim e toda a nossa família.
    Estamos bem, dentro do possível. A Leninha postou uma mensagem lá no seu espaço, e quero dizer que ela visitará a todos oportunamente, apenas o tempo de se organizar nesta nova vida que a espera.
    Nosso carinho a todos, e nossa gratidão a cada um.
    Aninha

    ResponderExcluir
  31. Boa noite querido Toninho.
    Um texto excelente, mostrando a importância de se manter como um rio, transparente e mantendo a sua trajetória, mesmo entre inúmeras quedas, circula os vales alimenta as margens, ameniza a fome, a miséria, irriga a plantação, cria cachoeiras lindas, mas no seu caminho também há destruição de plantações e casas ribeirinhas e vidas que se perdem em suas águas. Mas quando chega perto do mar se deixa levar calmamente e morre lentamente entregas suas águas ao gigante de águas profundas. A cada texto que eu lia a minha admiração aumentava. Pois se pensamos bem é assim que devemos viver, fazendo o bem, enfrentando os obstáculos e seguindo sempre em frente. Um lindo domingo. Abraços

    ResponderExcluir
  32. Uma analogia perfeita entre o percurso de um rio e a vida...
    Foi por esta semana, que fiquei sabendo do acidente com o actor de novela, e como seus colegas de gravação haviam ficado em choque, com tão inesperado e trágico acidente...
    Mais um post excelente, Toninho!
    Parabéns, pela inspiração!
    Abraço
    Ana

    ResponderExcluir




Obrigado pela sua visita.
Alguma dificuldade ou desconforto neste blog como tamanho de fonte, dificuldade de comentar, links maliciosos etc favor comunicar para corrigir.
Caso não tenha um blog poderá comentar como anonimo e no fim colocar seu nome ou não para que possa agradecer.
Fique a vontade!
Meu abraço de paz e luz.