Páginas

sábado, 22 de outubro de 2016

A moça dourada.




Quem é esta mulher que vive pela praia,
corre na areia e vem namorar o poente,
com corpo dourado oculto na minissaia?
Da minha trincheira a vi furtivamente.

Ela sempre cobre o teu rosto com o véu,
já sua pele resplandece no sol de verão.
Oculto meu olhar sob a aba do chapéu,
quando ela se vira para minha direção.

Mas quando cai a noite, ela reaparece
no farol como a deusa das águas azuis.
Um pescador solitário medra em prece,
à Iemanjá com sua manta lápis-lazúli.

Imóvel, eu observo a musa desaparecer,
sob as ondas numa pedra negra do mar,
sinto uma lagrima em meu rosto arder.
volto os olhos para o céu. É noite de luar.

Toninho

18/10/2016 

************************
Bom fim de 
semana.

28 comentários:

  1. Oi Toninho
    Achei muito lindo seu poema de hoje, a musa dos seus anseios teima em desaparecer bem diante dos seus olhos.
    Um abraço amigo.

    ResponderExcluir
  2. Que coisa linda,Toninho!Adorei mais uma vez tua inspiração! abração, ainda praianos, mas quase terminando a beleza aqui! chica

    ResponderExcluir
  3. Que lindo poema de amor, Toninho!
    Um abraço e feliz domingo!
    Amara

    ResponderExcluir
  4. Maravilhoso amigo Toninho ,uma mulher revestida de luz que enobrece tamanhos sentimentos que brotam de tão doce coração ,gostei muito ,desejo-lhe um domingo muito feliz ,um abraço.

    ResponderExcluir
  5. Toninho!
    Que poema mais gostoso de
    ser lido.
    Encantada com seus versos.
    Bjins
    Catiaho Alc.

    ResponderExcluir
  6. Uma musa que enfeitiçou teu coração, de dia dourada, à noite rainha azul e para sempre em tua poesia cores mil deus amais linda. Bom domingo!!!

    ResponderExcluir
  7. Um poema onde o sol poente inspira o poeta e o poema transborda sensualidade!
    Gostei... Bj

    ResponderExcluir
  8. Boa tarde, Toninho.
    Uma linda inspiração, misteriosa mulher, a inatingível, por isso a dor no pensamento do poeta, a tristeza de vê-la só por um segundo.
    Mulheres que assim enfeitiçam tem de ter muito cuidado e oração mesmo, rs.
    Parabéns.
    Tenha uma tarde de paz e linda semana.
    Beijos na alma.

    ResponderExcluir
  9. CHEIO DE ROMANCE NA DOÇURA DO AMAR. LINDO. BOA SEMANA. bjs

    ResponderExcluir
  10. Bom dia Toninho.
    Dando assas a imaginação, uma linda poesia meu amigo. Uma feliz semana. Grande abraço.

    ResponderExcluir
  11. Que maravilhosa esta sua visão amigo Toninho.
    Quando o amor acontece, como diz a bela canção, a inspiração aparece e faz-se poesia.
    Parabéns por mais um belo poema!

    Um beijinho e boa semana

    ResponderExcluir
  12. Toninho
    Bonito poema já devido a qualidade da literatura, ja pelo tema.
    Por favor veja e comente o post
    Amazonas e o Tratado das Tordesilhas
    http://amornaguerra.blogspot.pt/
    BRASIL: SORRISO DE DEUS.
    Abraços

    ResponderExcluir
  13. Um poema muito inspirado, meu amigo. Gostei imenso.
    Uma boa semana.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  14. Amei seu poema, cheio de mistério e no fim vem a decepção.
    Uma linda noite
    Beijos
    Lua Singular

    ResponderExcluir
  15. Muito belo!
    Um poema inspirado em Iemanjá,
    caldeando paixão, emoção e devoção
    em rimas divinamente líricas e sublimes.
    Continuação de dias serenos e inspirados.
    Terno abraço... Beijo de paz.
    ~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

    ResponderExcluir
  16. olá amigo lindo poema e bonita imagem, é muito expressivo.
    um grande abraço boa semana

    ResponderExcluir
  17. Como lhe é peculiar, poema extremamente belo e até sensual.
    A mulher, a deusa é tema e o luar beija todo o conjunto.

    Beijos, Toninho!

    ResponderExcluir
  18. Nossa, que lindo meu amigo, um poema Divino!
    O mar sempre me encantou, uma bela homenagem a Iemanjá, a Rainha do Mar.
    Um abençoado fim de semana, beijos no coração!

    ResponderExcluir
  19. Que inspiração linda, Toninho!
    Deixo aqui meus aplausos - aliás como sempre. Criatividade e inspiração não lhe faltam. Poeta é isso.
    bjs, meu amigo!

    ResponderExcluir
  20. Mais uma de suas magníficas inspirações, Toninho.
    Aplaudindo daqui, amigo

    Obrigada por brincar conosco.
    Tenha um ótimo fim de semana.
    Abraços fraternos de
    Verena e bichinhos.

    ResponderExcluir
  21. Bom dia Toninho.
    Estou aqui de novo, agora para lhe desejar um feliz final de semana, grande abraço.

    ResponderExcluir
  22. Esta mulher pode ser apenas a inspiração para criares este belo poema... Ou a mulher que te chega em sonhos para preencher de versos os espaços da tua poesia... Ou apenas a mulher idealizada, aquela com que os pescadores sonham frente ao mar, apreciando o nascer do sol ou o seu poente, ou depois de jogar suas redes ficam a esperar as benesses de uma boa pesca, e enquanto isso sonham...
    Esta mulher, esta moça dourada, meu querido, faz parte do imaginário de todo aquele que frente ao mar deixa a alma voejar, o coração se aquietar e o olhar se perder na imensidão azul... E por isto existe sempre uma lágrima a arder nos olhos que se voltam para o céu e descobrem que estão diante de uma noite de luar...
    Toninho, ao passear pelo teu majestoso poema estou registrando a minha admiração por tão belos versos.
    Que as horas do teu final se semana venham recheadas de alegria, paz e muita diversão.
    Um beijo do meu para o teu coração, com carinho,
    Leninha

    ResponderExcluir
  23. Puro talento e romantismo, Toninho!
    Maravilhoso de ler, e reler...
    Abraço! Bom fim de semana!
    Ana

    ResponderExcluir
  24. Boa noite, amigo Toninho!
    Muitas vezes,nossos sonhos se esvaem como fumaça... lágrimas rolam em nossas faces mas Deus é mais! Nunca perder a esperanca de um novo porvir...
    Bjm muito fraternal

    ResponderExcluir
  25. Oi Toninho
    Obrigada pelos 6 comentários. Amanhã eu respondo. Vou dormir. Operei o pé, dói muito e esfriou por aqui.
    Beijos
    Lua Singular

    ResponderExcluir
  26. Toninho, “Quando o amor acontece”, é uma música magistral, com João Bosco (acho que a composição é dele, não sei se música e letra).
    Também o poema do meu amigo Toninho,"A moça dourada", é belíssimo, com versos como estes, que transcrevo:

    "Mas quando cai a noite, ela reaparece
    no farol como a deusa das águas azuis.
    Um pescador solitário medra em prece,
    à Iemanjá com sua manta lápis-lazúli."

    Ótimo final de semana.
    Grande abraço.

    ResponderExcluir




Obrigado pela sua visita.
Alguma dificuldade ou desconforto neste blog como tamanho de fonte, dificuldade de comentar, links maliciosos etc favor comunicar para corrigir.
Caso não tenha um blog poderá comentar como anonimo e no fim colocar seu nome ou não para que possa agradecer.
Fique a vontade!
Meu abraço de paz e luz.