Páginas

segunda-feira, 19 de setembro de 2016

Um rio dentro de mim.



Um rio nasce em pequena lamina d’água, sem forças, sem perigo, que pode ser barrado com as mãos, quem conhece a nascente do Rio São Francisco ou de outro rio pode entender o processo de aquisição forças ao longo do percurso até se tornar um imenso e logo rio para encanto e assombro dos olhos. O rio segue sua trajetória serra abaixo com inúmeras quedas, circula os vales alimenta as margens, ameniza a fome, a miséria, irriga a plantação, cria cachoeiras lindas, mas no seu caminho também há destruição de plantações e casas ribeirinhas e vidas que se perdem em suas águas. Mas quando chega perto do mar se deixa levar calmamente e morre lentamente entregas suas águas ao gigante de águas profundas.

Assim é a nossa vida, nascemos frágeis, inocentes, puros inofensivos. No processo evolutivo adquirimos energia e força, agregamos e perdemos pessoas. Nas quedas aprendemos as maldades, enraíza-se a inteligência. Mas o tempo com garras afiadas, como o rio que fura pedras na sua corrida, cria seres fracos expostos às mazelas do mundo ou os carrascos da sociedade e natureza. Mas há os que se equilibram e se tornam gratas pessoas necessárias à sociedade e à natureza, como disse Bertold Brecht, são os imprescindíveis.

Somos como este rio, por isso devemos acumular somente forças do bem, irrigar as sementes do bem e por onde passarmos, que possamos deixar apenas rastros do bem sem destruição. Que tenhamos sabedoria para armazenar e desaguar coisas belas como a gentileza, serenidade, harmonia. Incentivar a unidade pela sintonia com a sociedade e a mãe natureza, para que lá na frente possamos belamente descansar na imensidão azul deste maravilhoso segundo plano ou quem sabe repousar nossas cabeças num travesseiro a olharmos para o infinito azul do Céu e se deixar levar pelo toque suave das mãos do Criador.Um rio nasceu dentro de mim e cabe a mim guia-lo com serenidade, inteligencia e resignação até o mar.

Toninho.

18/09/2016

***********************
Uma semana de 
paz e luz.

Obs. 
O texto acima não tem ligação alguma com o acidente fatal do ator de telenovela, pois ele já estava em processo em Agosto aguardando uma agenda.Falo sempre de rio e trem, porque foram marcantes na minha infância.