Páginas

terça-feira, 15 de agosto de 2017

Parada da fé.





Todos os dias por aquele caminho via passar umas crianças pobres do lugarejo das Duas Pontes, seguiam felizes cantavam canções, que aprenderam com seus pais. Era um caminho de pedras soltas no sopé de uma serra, várias vezes cortado por um regato, onde troncos de madeira serviam como rudes pontes.

No meio destas crianças tinha uma menina, que se destacava pelas longas tranças douradas, era muito clara e franzina, parecia doente. Muitas vezes parava pelo caminho como a recuperar a respiração, mas sempre apoiada pelos amigos, conseguia vencer a distancia para chegar até à escolinha numa fazendinha, onde a filha do fazendeiro alfabetizava as crianças daquela região.

Um dia da margem do regato onde pescava, vi o grupo de crianças, seguiam silenciosas na rotineira caminhada de volta para suas casas. Intrigado e curioso gritei para saber da falta da menina, a de tranças longas. Um garoto me observou e olhou para o céu dizendo, que ela foi morar com Nossa Senhora. Fiquei mudo e emocionado e baixei os olhos.

Algum tempo passou, voltei àquele lugarejo como de costume, para dias de folga longe da cidade e junto à natureza, pois lá morava minha avó. Numa manhã de volta da pescaria, notei que havia uma gruta bonita junto a uma nascente onde as crianças paravam para beber água. Percebi uma linda imagem de uma santa com manto azul.

Em conversa com a avó, soube que ali num dia após forte temporal, várias pedras deslizaram da serra, no momento que as crianças passariam, mas que uma forte luz surgiu na frente deles e no meio da luz, a figura de uma menina de trança com braços abertos os impediu de seguir, justamente quando as pedras no caminho. Desde aquele dia as crianças colocaram aquela imagem de Nossa Senhora na gruta.

Agora os moradores do lugarejo passam pela gruta e se benzem. Outros levam a água em garrafinha, pois creem num milagre de Nossa Senhora a pedido da menina franzina de longas tranças douradas.  Já as crianças todos os dias param junto à gruta, cantam o que a menina mais gostava , depositam flores brancas. E seguem na feliz cantoria, pois acreditam piamente, que no céu alguém cuida delas com carinho.

Toninho
15/08/2017 

Inspiração para a BC_botando a cabeça para funcionar projeto da Chica nos dias 5, 15 e 25. Conheça e viaje na imagem aqui: chicabrincadepoesia





19 comentários:

  1. Uma bela história, da qual gostei muito, a sua "Parada da fé", sobre a menina de tranças longas douradas, franzina menina, que você conheceu numa região perto de onde morava sua avó. Impressionou-me o milagre ocorrido na região, quando a menina, que já havia morrido, apareceu no céu para impedir que as crianças da escola continuassem a caminhada, salvando-as. Parabéns amigo escritor e poeta.
    Um grande abraço.
    Pedro

    ResponderExcluir
  2. Emocionante história, Toninho, principalmente por serem crianças as personagens. Abraços.

    ResponderExcluir
  3. Arrepiei aqui! Tão emocionante, tocante tua história e inspiração. E sabes, na certa, essas crianças recebem a proteção não só ali, mas por onde forem. Adorei e parecia estar ali. Na verdade aconteceu algo bem parecido na minha infância, tempos depois que minha irmã faleceu jovenzinha...

    ADOREI! Obrigadão! Num dia em que já cedinho de manhã estou muito cansada, ler algo assim faz muito bem! abração,chica

    ResponderExcluir
  4. Bom dia Toninho, confesso que ao ler tão bela historinha fui tomada pela emoção,foi como se eu estivesse presente implorando socorro. Sua participação tão bela e tocante merece todos os aplausos. Pra vc , tiro meu chapéu!
    Tenha um grande e iluminado dia!

    Agradecida pelas gentis palavras em seu comentário deixadas em meu blog.
    Bjs no core.

    ResponderExcluir
  5. Olá, amigo Toninho!
    A Proteção de Maria Santíssima se manifesta aqui pela menina de trança... na certa é uma intercessora no céu...
    Como vi a presença de anjos de luz nas crianças...
    Só é protegido desta forma linda que nos emociona quando alguém tem o coração puro e receptivo às bênçãos celestiais...
    O cenário bucólico e o conto lindo está todo repleto de singularidade ímpar que me acalmou muito ontem à noite quando li seu conto sublime...
    Vim só hoje comentar para me deixar sentir o sabor de ontem até aqui...
    Agora, invoco os anjinos de Deus a a Poderosa intercessão maternal e vou viver a manhã com fé, muita fé de um dia feliz e abençoado.
    Que o seu seja assim!
    Bjm de paz e bem

    ResponderExcluir
  6. Toninho, uma inspiração muito bonita e comovente. Como é bom Botar a Cabeça Pra "Funcionar" e construir vivas narrações... Parabéns, amigo.
    Um abç grande

    ResponderExcluir
  7. Este desafio levou a sua imaginação bem longe. Gostei tanto do conto. É maravilhoso e comoveu-me.
    Um beijo.

    ResponderExcluir
  8. Boa tarde Toninho,
    Brilhante a sua inspiração!
    Adorei o conto que desenvolveu a partir dessa imagem bem bonita.
    Os meus Parabéns!
    Beijinhos e continuação de uma semana muito abençoada.
    Ailime

    ResponderExcluir
  9. Um conto muito belo e comovente, amigo Toninho Bira.
    Muito bem imaginado e descrito... perfeito.
    Gostei muito de tão agradável leitura.
    Só não concordo com o facto dos anjos serem sempre louros... apesar da minha filha ser loura, na fase infantil...
    Porém, consolo-me que tenhais como padroeira Nossa Sª da Aparecida...
    Parabéns, poeta e contista talentoso.
    Abraço e beijo de grande e sincera Amizade.
    ~~~~~~~~~~~

    ResponderExcluir
  10. Uma inspiração que vem da fé, que da luz, as crianças. Tão lindo é ter a fé viva.

    ResponderExcluir
  11. Amigo querido, comovente história por ti criada. Geralmente as gruta perfazem esse lidar com a vida! Meu carinhoso abraço!

    ResponderExcluir
  12. Meu caro amigo
    Uma descrição na mais perfeita riqueza de detalhes onde a fé foi exaltada. Nos momentos mais dolorosos da vida temos a certeza absoluta do amor daquela que nos guia e nos orienta levando-nos para os caminhos do bem. A crença num milagre aumentou a fé do povo do lugar e como agradecimento erigiram a gruta com a imagem da Mãe protetora. Lindo e emocionante
    Beijos

    ResponderExcluir
  13. Plá, Toninho, que conto lindo! Não só lindo, mas tocante, comovente. Você passeia muito bem pelos contos, crônicas e a poesia, lógico!
    Aplausos, meu amigo!
    Beijo, um ótimo restinho de semana!

    ResponderExcluir
  14. Emocionada com sua inspiração que nos brindou com essa linda história. Nossa Senhora sempre presente, abençoando e protegendo seus filhos e derramando graças em nossa vida.
    Beijos no coração.

    ResponderExcluir
  15. Que linda história 1 Muito criativa e emocionante . Bem de acordo com o cenário imaginário que o inspirou . A ponte , as pedras , as águas do regato . A menina franzina .... o caminhar diariamente para a escola . Parabéns ! Um belo conto !.

    ResponderExcluir
  16. Que linda inspiração, fiquei emocionada.
    Grande beijo e desde já um ótimo final de semana.

    ResponderExcluir
  17. Que bela história de crianças e de uma Santa de tranças longas é linda e sua perfeita blogagem dá para emocionar, parabéns amigo beijinhos e um forte abraço

    ResponderExcluir
  18. Um desafio, plenamente superado em talento e encanto!... Um texto lindíssimo que me emocionou! Adorei cada palavra!
    Um grande abraço!
    Ana

    ResponderExcluir




Obrigado pela sua visita.
Alguma dificuldade ou desconforto neste blog como tamanho de fonte, dificuldade de comentar, links maliciosos etc favor comunicar para corrigir.
Caso não tenha um blog poderá comentar como anonimo e no fim colocar seu nome ou não para que possa agradecer.
Fique a vontade!
Meu abraço de paz e luz.