Páginas

sábado, 24 de março de 2018

Ponto de encontro.

















Estrada florida de meus sonhos à frente,
meus olhos não alcançam o ponto finito,
e sinto apenas cair lagrimas docemente,
deslizam pelo rosto e meu coração aflito.

O sonho com a última curva da estrada,
lá no pé da serra parece agora distante,
ver de novo o casebre ponto de largada,
como coração apertado o guri confiante.

Agora nesta estrada com olhar inverso,
sem o olhar de mãe a injetar confiança,
no retrovisor vejo passar meio disperso,
todas coisas não findas das lembranças.
Sigo com o silencio pela estrada florida.
Inebriado do perfume sinto a distância,
que me leva a reviver o início da vida,
ponto de encontro com minha infância.

Toninho
24/03/2018

Inspiração no projeto Poetizando e encantando da professora Lourdes. Confira outras participações aqui: filosofandonavidaproflourdes


Uma boa nova semana
com paz e alegria.

Nota:

Toninho.Li seu comentário no meu blog.Estou afastada porque encontro-me com meu marido internado após cirurgias e estou no hospital com ele.Retornarei ao blog somente quando ele se recuperar por completo. Obrigada pela preocupação e carinho. Pode compartilhar essa mensagem com nossos amigos blogueiros,
Trata-se de nossa amiga Donetzka Cercck, que sumida me causou preocupação.

36 comentários:

  1. Magnífico esse "ponto de encontro" com a infância! Excelente e tocante seu poema em mais essa participação! Valeu mesmo!
    Abraço.

    ResponderExcluir
  2. Olá, querido amigo Toninho!
    Meu sábado ficou desolado ao ler sua poesia (linda e triste) pois me remeteu, imediatamente, ao meu pai amado e saudoso.... Nada de vir saudade gostosa como uma tia me disse para me consolar, na ocasião...
    Muita dor da saudade...
    Eu te digo, amigo: não passa! Não esqueço e já se passaram quase 9 anos...
    Por outro lado, saber que eles estão bem no Céu é um grande consolo...
    Escrevo este comentário em meio às lágrimas, pois amor de pai e mãe é inigualável, ímpar e diferenciado...
    "De algum jeito vai passar"!... que assim seja! Deus nos console!

    Hoje é o dia em que ela subiu ao Céu... estará intercedendo por você meu amigo. Não fique triste! Sinta saudade, mas console seu coração, é dolorido assim mesmo, bem sei! Doi na alma da gente... demais! Um nó na garganta ao lembrar do meu pai amado agora... ele me tinha amor assim como você descreve no poema... ele existia e tudo ia bem...

    Vou me silenciar para orar pelo seu sentimento totalmente pertinente...
    Fique bem! Deus o console com seu Amor de Pai!
    Seja muito consolado neste dia e abençoado pela intercessão materna da sua mãezinha tão amada!
    Bjm de paz e pesar

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. *amqanhã, é o dia da sua passagem pois você nos disse no dia do seu anivesário que Março é um mês de festa e de tristeza, não me esqueci, amigo. Para mim, é assim o Agosto! Deus o console!

      Excluir
  3. Olhar atras e ver o caminho da infância o colo de mãe, o afeto faz a gente seguir confiante, e lá na frente mesmo com saudade ansiar viver dias melhores. Linda participação Toninho. No Poesia interação e teatrinho das crianças com livro que mora dentro da gente

    ResponderExcluir
  4. Mais uma majestosa poesia amigo poeta! Linda interpretação da imagem, que por sinal foi a mesma escolhida pela aluna que participa pela primeira vez do poetizando. Parabéns , abraços

    ResponderExcluir
  5. amigo, mesmo com uma saudade que dói na sua alma, sua poesia, é inegável ficou linda!

    ResponderExcluir
  6. Amigo Toninho, quando a saudade aperta, tudo nos faz lembrar. Sei bem o que é esse sentimento. Meu amado par já não está mais aqui e embora o tempo passe, a saudade fica. Grande poeta, sua poesia está perfeita e a imagem condiz com seus pensamentos. Obrigada por mais uma vez participar. Quanto ao meu cunhado, ainda não foi operado, estamos angustiados na espera, mas confiantes que tudo vai da certo. Obrigada amigo pela atenção. Abraços

    ResponderExcluir
  7. Toninho!
    Além da bela inspiração de uma estreda linda e florida, o fundo musical a la Osvalso Montenegro.
    Fantástico!
    Parabéns!
    Bom domingo de luz e paz!
    “Não acredite em tudo que ouvires! Há mentiras que sempre serão ditas, e verdades que jamais serão pronunciadas...” (Eliane Azevedo)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/2018/03/divulgacao-cultural-40-28-poetizando-e.html

    ResponderExcluir
  8. Flores, caminho, poesia; infância transitando entre lembranças, inspirando mais essa participação de poetizar e encantar.

    Um abraço e bom fim de semana.

    ResponderExcluir
  9. Bom dia. Como sempre, leio aqui um poema encantador. Lembrando a infância eu doce fascínio poético- Gostei demais.
    .
    * Mulher de Pedra, dormindo entre a Verdura. (Poetizando e Encantando). *
    .
    Cumprimentos poéticos.

    ResponderExcluir
  10. O que te dizer? Simplesmente lindo! ADOREI tudo, desde a música! abração, lindo dia! chica

    ResponderExcluir
  11. Belíssima participação caro amigo Toninho ,desejo-lhe um domingo de ramos muito abençoado ,um grande abraço felicidades

    ResponderExcluir
  12. Viajei nesta belíssima estrada tão perfuma e florida da sua belíssima poesia amigo Toninho
    Um domingo pleno de alegrias e sorrisos
    Beijos

    ResponderExcluir
  13. Toninho é muito triste quando perdemos alguém muito querido.
    Eu perdi mamãe e papai há 20 anos,mas a saudades ainda consta em meu coração,principalmente da minha infância ao lado deles.
    Amei a sua participação.
    Bjs de luz e um ótimo domingo.
    Carmen Lúcia.

    ResponderExcluir
  14. Maravilha de poema, Toninho! Ah, infância... quando mais distante, mais valorizada se torna. Nossa recordação da infância, parece, cada vez mais, que foi a etapa mais linda, pois só cabia nela cuidados, segurança, brincadeiras, amor. Mesmo que possa não ter sido sempre assim, nossa mente dá um jeito de manipular a realidade. O tempo é sábio! Porém não há dúvidas que a saudade dói um pouco! A compreensão que passamos a ter da vida, cada vez mais complicada, com mais temores, não dá alternativa para pensarmos diferente daqueles tempos de inocência.
    Beijo, querido amigo.

    ResponderExcluir
  15. Bela participação! Saudades boas e felizes... Como é bom saber que, o que ficou p trás, conduziram-nos a voos esperançosos...
    Abração neste domingo

    ResponderExcluir
  16. Flores, caminho, poesia; infância transitando entre lembranças, inspirando mais essa participação de poetizar e encantar.
    กำถั่ว
    Gclub

    ResponderExcluir
  17. Os caminhos de nossa vida... nem sempre sao floridos...mas o importante é manter a esperança em cada passo...

    Toninho, meu querido... que vc tenha uma semana abençoada junto aos seus...

    Beijos...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom saber de você e vê-la de volta amiga.
      Bjs

      Excluir
    2. Tenho andado com alguns problemas de familiares doentes, que estao me impedindo de dar a atençao necessaria ao blog e aos amigos, mas sempre que posso deixo um recadinho rs...
      Obrigada querido, pela atencao e carinho...
      Uma feliz pascoa pra vc e sua familia com muita paz
      Beijos...

      Excluir
  18. "Sigo com o silencio pela estrada florida.
    Inebriado do perfume sinto a distância,
    que me leva a reviver o início da vida,
    ponto de encontro com minha infância."
    Gostei tanto desta última quadra, meu Amigo Toninho.
    Uma boa semana.
    Um beijo.

    ResponderExcluir
  19. Mineirinho, a maioria dos seus poemas me emocionam e este foi mais um que me tocou de um modo especial, pelas memórias de um tempo lindo que cala fundo no seu coração. As serras, os caminhos floridos descobrindo o mundo em escapadelas fugazes aos olhos de sua mãe... emocionada estou.
    Foi uma excelente participação, com um poema de marcante sensibilidade.
    Grande abraço. querido Amigo.
    Uma suave Semana Santa de Paz e Luz.
    Beijos
    ~~~

    ResponderExcluir
  20. Añoranza, saudade inevitable muchas veces, que nos hace volver al pasado y retomar la infancia.
    Tu participación en ese proyecto de poesía me parece de lo más bonita y entrañable. Felicitaciones de corazón.
    Cariños.
    kasioles

    ResponderExcluir
  21. Uma inspiração que toca no coração!
    Quão doces são as lembranças da infância.
    Parabéns pela tocante participação, Toninho!!

    ResponderExcluir
  22. Na estrada da vida a saudade traz encontros significativos conosco mesmos, essas são partes importantes da caminhada!

    Parabéns pela inspiração amigo Toninho, maravilhosa participação.

    A minha está neste link:

    Borboletas Comigo

    Aguardo sua visita e impressões ;-)

    Grande Abraço e boa semana!
    Nick

    ResponderExcluir
  23. Boa noite querido amigo Toninho
    Que linda poesia. A saudade só permanece no nosso coração por quem amando ou algo de bom que vivermos É na sua poesia foi pela duas coisas. A saudade doe, mas é a certeza que vivemos a vida com amor. Uma linda noite. Grande abraço.

    ResponderExcluir
  24. Bom dia mineirinho! Chego e me deparo com o encanto da poesia. As vezes eu mesmo faço essa viajem, rumo à inocência. Tantas estradas, e essa e´a que nos lembra de tudo. Um grande abraço mineiro.

    ResponderExcluir
  25. Bom dia. Lindo seu poema, repleto de lembranças que ao serem transmutadas em versos espalham amor. Bjs

    ResponderExcluir
  26. Que os nossos caminhos sejam sempre percorridos por estradas floridas.
    Maravilhoso poema
    Desejo-lhe uma Páscoa muito Feliz
    Beijinhos
    Maria de
    Divagar Sobre Tudo um Pouco

    ResponderExcluir
  27. UM poema que me encanta, pois gosto muito de recordar meu tempo de infância.

    Feliz Páscoa.
    Élys.

    ResponderExcluir
  28. Amigo, amanhã sexta feira Santa, de acordo com minha fé cristã, é celebrada a Paixão de Cristo.
    Neste dia, Sexta-feira Santa, que os antigos chamavam de “Sexta-feira Maior”, quando celebramos a Paixão e Morte de Jesus, o silêncio, o jejum e a oração devem marcar este momento, com muito respeito.
    Mesmo sabendo e acreditando que Ele vive, fazemos nesse dia orações e jejum e o jejum ao meu ver não é só comidas ou carne. Também compete a nós cristão buscar outras formas de Jejum, por isso nas horas vagas buscarei está mais contrita com Deus, com minha família e amigos que me visitam.
    Por este motivo, vim com o convite do Poetizando que postarei amanhã a noite, depois das oito horas quando retornar das cerimônias da igreja.
    Indicarei várias fotos, para que a possibilidade criativa poética de cada um seja direcionada no comando do seu coração.
    Respeito a crença de cada um, mas Deus é único e sem Ele não somos nada! Que Jesus esteja no coração de cada um, transbordando amor, paz e felicidade, nesta Sexta-feira Santa e sempre!

    ResponderExcluir
  29. Oi Toninho
    Linda poesia e vídeo
    Só a noite respondo alguns comentários. Não posso nem andar direito, tomo remédios fortes e durmo para não sentir a dor.
    Talvez eu feche o blog
    Desculpa
    Beijos
    Lua Singular

    ResponderExcluir
  30. Independentemente da publicação, que gostei:
    O Brincando com as palavras DESEJA-VOS: UMA SANTA E FELIZ PÁSCOA, EXTENSIVO AOS VOSSOS FAMILIARES E AMIGOS.
    .
    Bjos com carinho e estima.

    ResponderExcluir
  31. Você acha que eu ia deixá-
    lo comer todos os bombons
    dessa caixa sem antes de-
    sejar-lhe boa páscoa? Pois
    se enganou, meu caro.

    Toninho, uma feliz Páscoa
    e um grande abraço.

    silvioafonso

    .

    ResponderExcluir
  32. Um ponto de encontro... que nos remete para o passado, neste belo poema... e para boas recordações... Adorei em especial a parte final... que tão bem descreve a estrada da vida... que todos percorremos...
    Mais uma encantadora inspiração, Toninho, que adorei apreciar!
    Um grande abraço!
    Ana

    ResponderExcluir




Obrigado pela sua visita.
Alguma dificuldade ou desconforto neste blog como tamanho de fonte, dificuldade de comentar, links maliciosos etc favor comunicar para corrigir.
Caso não tenha um blog poderá comentar como anonimo e no fim colocar seu nome ou não para que possa agradecer.
Fique a vontade!
Meu abraço de paz e luz.