Páginas

sábado, 24 de novembro de 2018

Um adeus no Outono.

Participo do projeto "Poetizando e encantando" em sua 62ª edição, uma criação da professora Lourdes com proposta de interação e espalhar poesia pela blogosfera em todos os fins de semana. Sendo assim escolhi a imagem abaixo e posterior inspiração para apreciação de todos vocês.Confira mais aqui:filosofandonavidaproflourdes  



Recebo agora este teu desprezo,
como prova real de teus medos.
Partirei só com teu menosprezo
ao amor. Perdemos nos enredos.

Sinto-me de frente a uma mesa,
um vinho tinto agora já azedo,
no chão mancha da vela acesa,
como o amor derreteu tão cedo.

Na estrada não cabe a tristeza,
em meu peito só dor estancada,
morte de um amor pela frieza,
espalho minha dor pela estrada.

Afasto este cálice que embriaga.
deixo o meu adeus neste outono,
piso folhas secas nesta azinhaga,
na mala levo só dor e abandono.

Toninho
23/11/2018

*******************************************************************
Um bom domingo
de feliz semana
que desejo.


29 comentários:

  1. Boa noite, querido amigo Toninho!
    Que lindo vídeo! Não conhecia a versão. Bonito demais!
    Que delicado dar-se ao outro o que já por si só é dele!
    O poema é sublime e condiz com o nível do poeta que é.
    A dor estancada nos faz perecer em vida. Sei como é. Como o bagaço da cana moída.
    Perfeitissimas imagens metafóricas e reais do dilaceramento do Amor.
    O poeta sabe ler sentimentos de ambos os lados de uma imagem/cena. Meus parabéns, amigo!
    A cada semana uma superação você vence no desafio da nossa amiga.
    Tenha dias venturosos e abençoados com um excelente fim de semana!
    Salve Cristo Rei amanhã Lembrado!
    Bjm carinhoso e fraterno de paz e bem

    ResponderExcluir
  2. Triste mala essa recheada de dor e abandono! Linda inspiração,Toninho. Entraste bem no clima da imagem! abração,chica

    ResponderExcluir
  3. Boa noite amigo Toninho! Um lindo poema metricamente perfeito e com majestosa inspiração.
    Um amor que simbolizado neste partida se derreteu. Acabou, A "morte de um amor pela frieza,
    espalho minha dor pela estrada..."
    dói muito quando o amor acaba, ou melhor, quando se ama e viveu apenas de ilusão de amor, porque o amor verdadeiro não acaba, adormece mesmo quando a pessoa amada parte para outro plano.

    Afasto este cálice que embriaga.
    deixo o meu adeus neste outono,
    piso folhas secas nesta azinhaga,
    na mala levo só dor e abandono.!

    O abandono quem sabe, de um amor que nunca existiu. Lindo demais! Digno de um grande poeta que nos dá o prazer de participar desta BC que é uma roda de poesias encantadoras.Obrigada amigo, seja sempre bem vindo.Linda a música que complemente. Parabéns por mais essa linda participação. Abraços, feliz noite e um amanhecer de paz.

    ResponderExcluir
  4. Querido amigo Toninho, um relato triste e você poetizou lindamente! Uma partida, a morte de um amor e seus versos me encantou. Parabéns! Abraços feliz domingo.

    ResponderExcluir
  5. Brilhante inspiração, Toninho, que tão bem traduz o momento de tensão e ruptura, que emana da imagem!
    Uma excelente leitura poética! Um grande abraço! Feliz domingo!
    Ana

    ResponderExcluir
  6. Bom dia! Parabéns seu poema é brilhante e muito forte. Linda inspiração em cada versos. Deus o abençoe sempre.

    ResponderExcluir
  7. Um poema forte e bonito, Toninho! Poetou profundamente...
    O meu abraço neste domingo

    ResponderExcluir
  8. Caro Toninho, inspirou-me essa imagem da separação
    que também "adivinho" na cena do amor que ficou ferido, existiu? não existiu?
    o amor derreteu tão cedo ?
    Toninho tudo muito bem preparado, lindas palavras adaptadas à situação, gostei imenso !!!
    parabéns e feliz domingo,
    Angela

    ResponderExcluir
  9. Caro Toninho, inspirou-me essa imagem da separação
    que também "adivinho" na cena do amor que ficou ferido, existiu? não existiu?
    o amor derreteu tão cedo ?
    Toninho tudo muito bem preparado, lindas palavras adaptadas à situação, gostei imenso !!!
    parabéns e feliz domingo,
    Angela

    https://poesiesenportugais.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  10. Um poetar triste falando sobre uma despedida.
    Bem elaborado como sempre em palavras fortes.
    Parabéns Toninho pela participação impecável e um ótimo domingo.
    Bjs-Carmen Lúcia.

    ResponderExcluir
  11. Boa tarde:- Quando o amor derrete qual vela acesa, são tortuosos os caminhos, que se seguem. Só quem não ama ou nunca amou, é que não sabe entender o desgosto da separação.
    .
    * Porque partes em desatino ( Poetizando e Encantando ) *
    .
    Votos de um Domingo Feliz.

    ResponderExcluir
  12. Bom dia, Toninho,
    primeiramente quero agradecer por sua visita ao meu espaço e tão ricos comentários, me fez bem.
    Quanto ao seu poema, a imagem já nos fala de tristeza.
    Metáforas bem construídas para falar de um amor que derreteu, deixou a tristeza. Belíssimo poema. Parabéns, grande abraço!

    ResponderExcluir
  13. Mais im de seus maravilhosos poemas Toninho.
    É doloroso quando o amor assim acaba.
    Um abraço carinhoso.
    Verena
    Escrevo enquanto espero, ansiosa, a familia.

    ResponderExcluir
  14. https://poemasdaminhalma.blogspot.com/
    Olá amigo Toninho!
    Obrigada pelo seu belíssimo comentário, depois de tanto tempo ausente, aqui estou novamente participando.
    Ainda bem que vim e encontrei este maravilhoso poema imensamente imaginativo, pena que esse amor tenha acabado de uma forma tão triste e tão azedo.
    Sendo bastante doloroso, poetizou e encantou lindamente... mas o amor tem destas surpresas desagradáveis.
    Adorei amigo Toninho, os meus sinceros parabéns, uma poema muito bem construído e bem articulado, alusivo à imagem escolhida.
    Beijinho de paz e bem... bom início de semana.
    Luisa

    ResponderExcluir
  15. Triste, mas, belo e forte versar. Um pequeno grande poema a poetizar e encantar.

    Um abraço. Tudo de bom.
    💗 Querer você.

    ResponderExcluir
  16. A ausência ou o abandono trazem sempre muita mágoa, como bem diz este belo poema, meu Amigo.
    Uma boa semana.
    Um beijo.

    ResponderExcluir
  17. Um belo poema de tristeza e lamento muito bem acompanhada pela melodia do fundo musical. Boa semana. bjs

    ResponderExcluir
  18. O Outono cria no poeta a nostalgia e a criatividade como foi o caso!
    Adorei a partilha... Bj

    ResponderExcluir
  19. Solo sabemos del amor lo que el otro nos manifiesta y, a veces, seguramente muchas veces, un mal entendido orgullo, le lleva a callar y a no decirnoss qqué es lo que realmente espera recibir de nosotros. En definitiva que las quejas finales, cuando llega la ruptura, no sirven más que para hacer más amarga esa ruptura. Tendríamaos que aprender en alguna escuela algo que nos enseñara a conocer el amor real del fingido y, cómo no, si nos ezstamos engañando por no querer ver lo que está a la vista de todo el mundo.

    Creo que has conseguido elaborar un poema muy bello que dice muchas cosas sin mencionarlas y nos cuenta muy bien el vacío que dejan los finales.

    Un abrazo.

    ResponderExcluir
  20. Perdona los errores que se han producido al escribir mi comentario, te prometo que la próxima vez, repasaré tanto las palabras como el modo de redactar.

    ResponderExcluir
  21. Se uma imagem vale por mil palavras , aqui valeu pelo tema porque as suas palavras, Toninho, estão de tal forma articuladas com a imagem que a sua poesia vale a visualização dessa imagem , com todos os pormenores que ela tem.
    Depois há a sensibilidade poética onde dissolve toda a amargura numa estrada, quem sabe , que leva o poeta para novos lugares onde se esconderá a desesperança
    Parabéns , querido amigo
    Beijinho

    ResponderExcluir
  22. Boa noite, Toninho!
    Não desmerecendo a imagem, mas seu texto está muito, mais muito acima dela.
    Meus parabéns!

    ResponderExcluir
  23. Estimado Toninho.
    Um excelente interpretação do retrato num texto pleno de criatividade e sensibilidade.
    De facto, só uma situação drástica pode levar a um desfecho tão radical e não há dúvida que o 'amor era pouco e se acabou'...
    A foto é de um filme que não teve sucesso. A menina parte porque, entre dois, concluiu que era o outro que amava. Também me senti tentada por ela...
    A foto de um final triste muito bem poetizado, com uma imagética muito adequada.
    É um prazer tê-lo como companheiro destas atividades criativas.
    Uma semana boa e linda, querido Amigo.
    Abraço afetuoso.
    ~~~

    ResponderExcluir
  24. Olá, Toninho.

    Muito bom esse poema. O amor é algo que não conseguimos explicar. Um abraço, paz e bem.

    ResponderExcluir
  25. Toninho!
    Versos lindo para uma separação dolorola, por que embriagar-se? A vida é para ser superada e ir em busca do novo amor.
    "Pai, afasta de mim esse cálice..."
    Boa semaninha!
    “Felizes são os que ajudam os pobres, pois o Senhor Deus os ajudará quando estiverem em dificuldades.” (Bíblia)
    cheirinhos
    Rudy
    https://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com/2018/11/divulgacao-cultural-153-62-poetizando-e.html

    ResponderExcluir
  26. Caros leitores,
    convidamos-vos a ler o capítulo 2 do nosso conto escrito a várias mãos "Ecos de Mentes", que esta semana nos chegou pela mão da Luísa Vaz Tavares, interpretando Gabriel.

    Sempre com o mesmo carinho por vós
    saudações literárias!

    ResponderExcluir
  27. Oi Toninho,
    Não conheço a dor do abandono e sim a separação pela morte.
    Tenho convicção que a dor do abandono dilacera e o medo de um novo amor se faz presente.
    A morte entrou no meu casamento, mas foi doença, fiquei com um filho (negro,adotivo de 1 mês)) lindo com 2 faculdades públicas, 2 pós e vai fazer mestrado na USP o ano que vem.
    Casei-me novamente era muito jovem e sou feliz.
    Beijos no coração
    Lua Singular

    ResponderExcluir
  28. Desculpa:
    O filho tinha 3 anos
    Acho que já estou gá..gá.. kkk
    Lua Singular

    ResponderExcluir
  29. BOA NOITE!
    A natureza dá a cada época e estação algumas belezas peculiares; e da manhã até a noite, que uma sucessão de mudanças tão gentis e suaves que quase não conseguimos perceber os seus progressos.
    Amigo, a noite é uma criança por isso, mesmo no adiantado da hora chego com o convite para mais uma edição do Poetizando e Encantando.
    Tenha uma noite de paz e um amanhecer feliz.

    ResponderExcluir




Obrigado pela sua visita.
Alguma dificuldade ou desconforto neste blog como tamanho de fonte, dificuldade de comentar, links maliciosos etc favor comunicar para corrigir.
Caso não tenha um blog poderá comentar como anonimo e no fim colocar seu nome ou não para que possa agradecer.
Fique a vontade!
Meu abraço de paz e luz.