Páginas

sábado, 1 de dezembro de 2018

Opacidade da saudade.


Poetizando e encantando um belo projeto da Professora Lourdes Lourdes em seu blog Filosofando na vida. Eu o convido a conhecer e participar todo fim de semana na escolha de uma imagem para poetizar aqui filosofandonavidaproflourdes e assim conhecer belos talentos de nossa poesia. Hoje minha escolha a figura abaixo. Vamos lá !


Pela rua som de passos apressados,
olhar na opacidade desta saudade,
é refazer belos momentos passados.
Soprar desencantos sobre a cidade.

É noite, lá fora chove, vejo pressa,
da janela vejo um passo desconexo,
corpo é estranho dança desconexa.
Na solidão olhar perdeu seu nexo.

Só sombras lembranças teimosas,
gigantesca melancolia num outono.
Sinto frio, faltam mãos carinhosas,
na escuridão em vã espera do sono.

Saudade é pungente pune a gente,
o corpo na chama a dor se forjava.
Da janela vem o vento sutilmente
numa canção. O coração se calava.


Toninho
01/12/2018


Um belo sábado para você.
Feliz Dezembro de paz.
Grato 

28 comentários:

  1. Participação brilhante, como sempre.
    .
    Feliz fim de semana.

    ResponderExcluir
  2. Saudade na opacidade machuca e muito na busca de um coração que possa se abrigar das dores que causa... Plena de solidão!
    Abraço.

    ResponderExcluir
  3. O coração calava e a saudade apertava, faltavam as mãos amadas para apertar! Muito linda tua inspiração! abração,tuuudo de bom,chica e desejo ótimo domingo!

    ResponderExcluir
  4. Boa noite amigo Toninho! Encontro mais um belo poema, mais uma perfeita interpretação da imagem escolhida.

    ...olhar na opacidade desta saudade,
    é refazer belos momentos passados.

    Relembrar bons momentos, envoltos em saudade, é viver e sentir a felicidade de outrora.

    Só sombras lembranças teimosas,
    gigantesca melancolia num outono.
    Lembranças assim, com certeza, fruto de um grande amor que não esta mais presente. Um amor que marcou e continua cravado no coração.
    Amigo, mais um majestoso poema que da gosto apreciar. Parabéns por mais uma vez participar e nos dá o prazer de apreciar seu lindo poetar. Seja sempre bem vindo. Tenha uma noite feliz e despertar abençoado. Abraços

    ResponderExcluir
  5. Boa noite, querido amigo Toninho!
    Uma saudade que dilacera a alma e o coração sempre. ela é opaca por isso... mas tem uma gostosa que é a que antecede o doce encontro do Amor para ser amado.
    Estes versos me levam à comoção do coração:
    "Sinto frio, faltam mãos carinhosas,
    na escuridão em vã espera do sono."
    Dói na alma a saudade não saciada e todos a sentimos de vez em quando... resta-nos a janela... como que se, por encanto, surgisse assim do nada o Amor da nossa vida e a saudade ficasse saciada.
    Que bonito e doce poetar, querido amigo!
    Tenha a alegria de flores recém regadas na Primavera!
    Bjm carinhoso e fraterno de paz e bem

    ResponderExcluir
  6. Amigo Toninho, mais um poema daqueles que enchemos os olhos de lágrimas. Tocante! Embora a saudade que dilacera a alma seja triste, seu poema é majestoso! Parabéns, bela participação.

    Saudade é pungente pune a gente,
    o corpo na chama a dor se forjava.

    Lindo demais! Abraços

    ResponderExcluir
  7. Sobre Vander Lee: quanta saudade...às vezes fico pensando por que uma vida é ceifada tão precocemente. Mas o que não seria precocemente? Pensamento tolo esse meu...
    Gosto do estilo de Vander Lee, romântico, carinhoso!
    Parabéns pela escolha, Toninho!
    O poema é muito bom, como todos que você escreve, e, parece que a dor gera beleza. "Soprar desencantos sobre a cidade", é sentido demais...
    Um abraço, meu amigo poeta. Tenha um ótimo domingo.

    ResponderExcluir
  8. Boa noite amigo Toninho!
    Estou passando para lhe dar meus parabéns por mais um delicioso poema, tal como outros a que você já nos habituou...Amei!
    Desejo-lhe um mês de Dezembro com muita Paz e Amor! Um Beijo Fraterno, e um Final de semana Abençoado.

    ResponderExcluir
  9. Estimado Toninho.
    Logo na primeira leitura capta-se harmonia, delicadeza e elegância que muito contribuem para a beleza da sua poesia.
    Aplaudo a criatividade na interpretação pessoal da gravura e construção do tema que se desenvolve com perspicácia, humanidade, numa acuidade de sentires de quem muito viveu, soube viver, vencer e possuir uma vida bem resolvida.
    Registo sempre o seu lado terno e os valores éticos presentes nos seus trabalhos que muito me agradam.
    Ainda espero - e não vou desistir - ter a alegria de ver a os seus encantadores textos ritmados em perfeitos decassílabos poéticos...
    A canção também tem um texto expressivo e comovente, opção na qual também se projetam os seus valores.
    Uma postagem com classe que é uma ótima participação nesta 63ª edição do Poetizando e Encantando da autoria da Lourdes Duarte.
    Um Dezembro agradável e bem vivido.
    O meu terno abraço.
    Beijo
    ~~~

    ResponderExcluir
  10. Um poetar repleto de saudades e tristezas,mas completo na obra poética.
    Amei Toninho.
    Bjs e obrigada pela visita.
    Carmen Lúcia.

    ResponderExcluir
  11. Essas lembranças teimosas criam em nós para sempre uma saudade na janela de nosso olhar, na alma e no coração uma sombra do que foi, ou poderia ter sido, mas que vivem amor ainda que distante. Lindo Toninho. Bela e criativa construção. Obrigada amigo pelas visitas sempre com tanto apoio ao meu trabalho, que bem árduo as gratificante, conto apenas com ajuda das crianças, por aqui não se valoriza nem cultura nem literatura meu amigo. Sei que poderia fazer mais se houvesse investimento e apoio de todas as partes.

    ResponderExcluir
  12. https://poemasdaminhalma.blogspot.com
    Olá amigo Toninho!
    Obrigada pela gentileza do seu comentário.
    Chego e observo: um belíssimo e maravilhoso poema, apesar de um pouco solitário, é de excelente inspiração poética, Parabéns amigo, Deus lhe deu um dom de poetizar e poder expressar alegrias e tristezas... isso de louvar. porque nos leva a expressar tudo o que nos vai na alma e no coração.

    Saudade é pungente pune a gente,
    o corpo na chama a dor se forjava.
    Da janela vem o vento sutilmente
    numa canção. O coração se calava.

    Adorei Toninho, é um majestoso poema!
    Beijinho de paz e bem.
    Boa continuação de Domingo.
    Luisa

    ResponderExcluir
  13. Boa tarde Toninho,
    Magnífico poema nesse sentir saudoso!
    Parabéns pela excelente participação no Poetizando.
    Um beijinho e uma semana de paz e muito abençoada.
    Ailime

    ResponderExcluir
  14. Coração se cala...mas sente e em belo poema...o poeta isso nos mostra!
    Bj e gostei de ler !!!

    ResponderExcluir
  15. Do sentir saudoso, entendo bem. Sempre brilhas! Abraços!

    ResponderExcluir
  16. Da janela uma saudade, versos presentes da ausente presença. Mas, a poesia atodos os sentimentos abraça e ainda que triste, poetiza e encanta.

    Um abraço. Um dezembro com tudo de bom.
    😊 Um outro fim. Um novo começo.

    ResponderExcluir
  17. O seu poema, meu Amigo, tem a mágoa da ausência e da saudade. Você escreve de uma forma muito delicada, que me comove…
    Uma boa semana.
    Um beijo.

    ResponderExcluir
  18. Oi Toninho,
    Uma linda participação
    Sua poesia é ímpar como sempre.
    Essa, então, me traz muitas lembranças
    Parabéns
    Lua Singular

    ResponderExcluir

  19. Parabéns pelos lindos versos nesta participação, Toninho!
    Saudade, lembranças... e UM LINDO POEMA!
    Abraço grande e boa terça-feira

    ResponderExcluir
  20. Saudade em passos apressados, em momentos reflexivos, na solidão em versos. A imagem e a poesia parecem uma única coisa representando um único sentimento. Belas palavras poeta. Abraços literários.

    ResponderExcluir
  21. La imagen solitaria en la ventana, la sensación de tristeza que se deja patente en la luz, todo un ambiente de angustia y soledad. Versos limpios y delicados. Precioso poema. Un abrazo.

    ResponderExcluir
  22. Olá Toninho,
    muito boa interpretação da foto que inspira sentimentos de saudade, de ausência de calor humano,
    que nos deixa tristes e angustiados,
    fiquemos com sentimentos de esperança, porque onde há saudade, há esperança !

    aqui vai a explicação:
    https://www.youtube.com/watch?v=R6Dh8KDlokc

    abraços
    Angela

    ResponderExcluir
  23. Toninho!
    Acredita que essa ilustração escolhida parece com você? Só não me pergunte porque... talvez por seus poemas melancólicos, parabéns!
    Desejo uma ótima semana!
    “A melhor mensagem de Natal é aquela que sai em silêncio de nossos corações e aquece com ternura os corações daqueles que nos acompanham em nossa caminhada pela vida.” (Desconhecido)
    cheirinhos
    Rudy
    https://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com/2018/12/divulgacao-cultural-155-63-poetizando-e.html

    ResponderExcluir
  24. Olá! Bom dia!
    Só hoje foi possível participar desta BC.
    Projetos, o Sarau e início das provas dos alunos complicou um pouco, mas como os alunos gostam de participar comigo, o Guilherme escreveu sua prosa poética e está linda! Espero que goste.
    Amei sua inspiração, uma bela poesia. a saudade as vezes dói e muito! Mas só quem amou de verdade ou quem deixou marcas de um grande amor deixa saudade assim. Linda poesia amigo!
    Abraços, e já em clima de Natal, que venha um Natal de muita paz, saúde e harmonia para todos nós. Abraços.

    ResponderExcluir
  25. Com a chuvinha lá fora a janela deixa a gente mais melancólica e a saudade aumenta.
    Feliz de quem tem esse doce jeitinho com as palavras e faz desse momento uma poesia que chega aquecendo o coração dos amigos.
    Sempre,belas suas participações.
    Meu abraço grande

    ResponderExcluir
  26. Olá, Toninho, mas báh, amigo, saudade é coisa sofrida, foi algo bom que passou, que ficou num cantinho do coração esperando à espera de algum dia se manifestar, e assim vamos tocando a vida, às vezes com alegria, outras com tristeza, outras com saudades, e essa é a pior, sabemos que a saudades teve seu reinado numa época de glória. Sinto saudades de muitas coisas, e logo sacudo as lembranças de cima, pois algumas são doloridas, exatamente porque nunca voltarão.
    Muito belo teu poema, aquela sensibilidade própria do Toninho.
    "Soprar desencantos sobre a cidade". Olha que lindo isso...
    Beijo, amigo, uma linda semana!

    ResponderExcluir
  27. Convite para mais uma edição do Poetizando e Encantando que acabei de postar.
    Sei que o desafio é grande a cada edição, mas o amor pela poesia tem nos conduzido a chegar nas 64 edições. O sucesso pertence a cada um dos participantes. Vamos poetizar!

    Hoje deixo esse pensamento para refletirmos.

    Deixe que a vida ande na sua própria velocidade;
    você não pode controlar o tempo.
    As coisas fora do lugar saberão para onde ir.
    São tantas as possibilidades escondidas na rotina ...
    É preciso apenas um olhar puro e um coração atento para
    encontrar os tesouros escondidos por aí .

    Abraços, com desejos de um abençoado fim de semana.

    ResponderExcluir
  28. Nostalgia, saudade e recolhimento, num mix perfeito, nesta sentida inspiração... e participação!
    Adorei cada palavra, Toninho!
    Um grande abraço
    Ana

    ResponderExcluir




Obrigado pela sua visita.
Alguma dificuldade ou desconforto neste blog como tamanho de fonte, dificuldade de comentar, links maliciosos etc favor comunicar para corrigir.
Caso não tenha um blog poderá comentar como anonimo e no fim colocar seu nome ou não para que possa agradecer.
Fique a vontade!
Meu abraço de paz e luz.