Páginas

sexta-feira, 27 de agosto de 2010

Com a bandeira na mão

Com a bandeira na Mão.

















Não tinham caras pintadas no final dos anos 70, pois não se escondia.
Mas sim o engajamento enraizado, ódio ao terror em pura destilação
Nas escolas, bares as movimentadas reuniões naquela fase sombria
Traçando a próxima etapa de externar a insatisfação


Em Belo Horizonte nas escadarias da Igreja São Jose se reuniam.
A estudantina de bandeiras vermelhas, de gritos enfurecidos
Gritava liberdade fim do terror dos artefatos que explodiam.
O Regime agonizante ainda fazia suas vitimas de tão endurecidos.


Bombas estouravam direcionadas de norte a sul pelo Brasil
Os dragões da maldade matavam,mutilavam, os descontentes.
Bancas, instituições nada resistia ao terror do grupo tao servil.


Foi um tempo de maldade, contra os queriam apenas a claridade.
Calaram covardes na bomba que explodiu uma simples senhora.
Toda nação entendeu, que já não podia conviver com tal crueldade.






Homenagem ao aniversário da morte para nunca se repita:

Lida Monteiro da Silva (?, 1920 - Rio de Janeiro, 27 de agosto de 1980) foi uma secretária brasileira, morta em atentado terrorista patrocinado pela Ditadura Militar, contra a sede da Ordem dos Advogados do Brasil

  “Foram como aqueles que na Roda Viva, espancaram os artistas pelas costa.”




Toninhobira.
Postado no Recanto das Letras em 25/02/2010

7 comentários:

  1. Uma profunda e emocionante homenagem!
    Parabéns meu amigo!
    Chuvinha de carinho pra ti, viu? Bjsss

    ResponderExcluir
  2. Toninho, bom dia! Eu acabei de ler um livro que uma vizinha me emprestou. Coincidentemente ela é de Araxá, me contou umas histórias e me falou sobre uma senhora muito sua amiga que falaceu no ano passado e que foi uma lutadora. Largou tudo e foi para a militância junto com os dois filhos. Foi presa, torturada e exilada junto com eles. Perdeu ambos, mas não perdeu a dignidade nunca. O livro é arrepiante do início ao fim. Chama-se COMPANHEIRA CARMELA. Tentei encontrá-lo para adquirir, mas parece que foi uma edição limitada que alguém mandou fazer para presenteá-la. Vou procurar em sebos pra ver se encontro. Se encontrar lhe aviso. A gente não pode deixar a história se perder na fumaça dessa modernidade sem memória. Adorei a homenagem. Abraços. Paz e bem.

    ResponderExcluir
  3. Toninho, muito bem vinda tua homenagem, que quero abraçar e dizer que tu é muito feliz nas palavras iluminadas!
    Aliás, até agora, os fáscinoras do terror não deram as caras.
    Repudio com veemencia qualquer ato de terrorismo, seja ele, político, seja oriundo do narcotráfico, seja ele oriundo de anti-semitismo, ou seja ele praticado contra qualquer povo por qualquer nação.
    Abaixo a insanidade, abaixo o fanatismo, abaixo o terror e seus mentores!
    Parabéns Toninho, pois que lembro bem de tal episódio.
    Deixo a ti um abraço, e um bom final de semana.

    ResponderExcluir
  4. A responsabilidade por um mundo melhor é de todos, paz.
    Um abraço Lisette

    ResponderExcluir
  5. Obrigada por seu carinho, paz.
    Beijo Lisette

    ResponderExcluir
  6. Grande homenagem meu querido.
    Bjs.

    ResponderExcluir
  7. Heróis e pessoas q lutam por uma causa não morrem, pq plantam uma luta, e merecem serem lembradas e homenageadas.

    ResponderExcluir




Obrigado pela sua visita.
Alguma dificuldade ou desconforto neste blog como tamanho de fonte, dificuldade de comentar, links maliciosos etc favor comunicar para corrigir.
Caso não tenha um blog poderá comentar como anonimo e no fim colocar seu nome ou não para que possa agradecer.
Fique a vontade!
Meu abraço de paz e luz.