Páginas

quinta-feira, 31 de março de 2011

No calor que causa dor.











Imagem Google





No calor que causa dor.

O corpo treme na terçã.
Na boca apenas a sequidão
A dor abraça o corpo
Suor goteja pelos dedos

 
Respirar, o ar que foge
O corpo sente o abrasar
Nesta febre que lhe aplaca.
Mosquitinho dos infernos
Que não deixa viver.

Tylenol amigo da noite.
Pela boca como salvador
Na dureza deste acoite
Escrevo sobre sua dor

Falar deste mensageiro da agonia.
Para mulher da madrugada
O que mais queria era poesia
Triste cala na febre desanimada

Na noite de serenata a voz emudece
No corpo que acaricio na dor
Apena aprecio no que padece
Mas não canto sua canção de amor.

**********************************************************************
 
imagem Google


Observação:
Na poesia carrego o meu medo de uma epidemia, num país onde uma maioria vive em guetos sem a mínima condição sanitária, os olhos frios destes que nada fazem, ou nada querem. Talvez o pior seja melhor.

Como se perdeu o controle e atenção, as pessoas que já foram contaminadas reincidem na infecção criando novos números da Dengue. Neste momento que a Dengue se assanha pelo país nomeada por Dengue 3 e 4, ficamos a mercê destas picadas que causam calor/terror e podem matar.


Deixo o meu grito, nunca tive mas sei de suas façanahas.
A responsabilidade é de todos.
 

Toninho
24/03/2011.




12 comentários:

  1. Que Deus te proteja amigo.

    Se as pessoas se conscientizasem, cuidariam mais de seus quintais, suas plantas,infelizmente ainda tem pessoas que ignoram isso e daí o resultado é uma epidemia.

    Um gde abraço.

    beijooo.

    ResponderExcluir
  2. Responsabilidade pela vida, beijo Lisette.

    ResponderExcluir
  3. Toninho, valeu a poesia, e valeu o Alerta!
    Isso vale para todos nós, para o Brasil e o resto do mundo.
    Parabéns pela iniciativa.
    E quanto ao poema sobre Salvador, parece que revivo nela, a época da tropicália, Gilberto Gil, Caetano, e os grandes mestres da refinada arte da musicalidade brasileira.
    Um abraço fraternal, bom final de semana.

    ResponderExcluir
  4. Bom dia Toninho

    Passei apenas para deixar um bom dia, comentar sua obra é chover no molhado.

    Um abraço, paz e bem
    GERALDO RIBEIRO

    ResponderExcluir
  5. Bom dia.
    Até um mosquito danadinho desse, causou uma bela poesia.

    Um abraço.
    Maria Auxiliadora (Amapola)

    ResponderExcluir
  6. Fui lendo e me dando conta que falava do dengue. Genial forma de alerta.
    Já tive, há muitos anos, quando começou a surgir e posso lhe dizer é muito ruim.
    bjs

    ResponderExcluir
  7. Toninho,

    E que belo , embora triste , este teu grito ...
    Grito contigo !


    Bjo e um Final de Semana de Paz.

    ResponderExcluir
  8. A dengue não escolhe espaço. Ela quer o sangue. E ela segue tristemente, em sua bela poesia!
    Espero algo para resolver este problema tão contagiante!

    Grande Abraço, amigo!

    Vamos à luta!

    ResponderExcluir
  9. Anjo poeta, você conseguiu transmitir uma importante mensagem de alerta sobre algo tão polêmico e perturbador, através de versos belíssimos...
    Seu dom é iluminado, suas inspirações são divinais!
    Aplaudo-te com a alma e coração!!!

    Que você tenha um exelente e inspirado final de semana!
    Deixo pra ti meu real e sincero carinho...
    Beijos

    ResponderExcluir
  10. OI TONINHO,PASSEI PARA TE DESEJAR UM BOM FINAL DE SEMANA. LI OS TEUS VERSOS, DESTA VEZ EM PROL DE ALGO ÚTIL, QUE É O INCENTIVO DO COMBATE A DENGUE,MUITO BOM, UM ABRAÇO CELINA

    ResponderExcluir
  11. Boa tarde!
    Ao ler este seu texto entendi que não retratavas aqui um calor e suor do corpo causado pelo sentir de uma grande paixão... .
    No entanto não me era bem claro que você referia-se a esta enfermidade. Muito importante então esta nota explicativa.
    Que seja ouvido por muitos este seu grito de alerta!

    Vi que você deixou algumas informações lá na minha página no RL. Ando um pouco sem aspiração por lá! Mas sempre apareço!...

    Vejo aqui que sua imagem do Palácio Tomé de Souza agora está normal...
    Bem, um lindo fim de semana para você!
    Lembranças..

    ResponderExcluir
  12. Caro amigo Toninhobira!
    Faz um tempo que não vinha te vesitar, por motivos de ocupação de trabalhos escolares! Mas vim, e logo encontro este belo escrito poetico seu, parabéns!

    Conheça meu novo blogue e comenta lá.

    http://transpondo-barreiras.blogspot.com

    Um abração e bom fim de semana.

    ResponderExcluir




Obrigado pela sua visita.
Alguma dificuldade ou desconforto neste blog como tamanho de fonte, dificuldade de comentar, links maliciosos etc favor comunicar para corrigir.
Caso não tenha um blog poderá comentar como anonimo e no fim colocar seu nome ou não para que possa agradecer.
Fique a vontade!
Meu abraço de paz e luz.