Páginas

sábado, 22 de outubro de 2011

Do vazio da alma.







 Imagem Google




Do vazio da alma.

O coração nada entende do abandono,
Que vem pela manhã como vendaval,
Deposita todas as emoções no monótono,
Da inocência ferida no injusto tribunal.

Quem sonhou e deste recriou suas emoções,
Perdeu-se no caminho de suas concepções
Invadido em terra alheia e escusas intenções,
Revirada toda biografia como inundações.

São estes momentos que mortificam
Pelos desencantos de toda desconfiança,
De metralhadoras as rajadas massacram,
Como Enola Gay produziu sua matança.

Mas o coração teimoso também vive aos pulos,
Pois nada aprende nesta vida de revanche,
Ainda que desfragmentado em tantos cacos,
Cisma de plainar suavemente na avalanche.

Toninho
22/10/2011.

“Se você é capaz de tremer de indignação a cada vez que se comete uma injustiça no mundo, então somos companheiros.” Che Guevara

38 comentários:

  1. E este vazio na alma que se perpetua até a exaustão, é o que nos conduz aos versos, tão cheios de magia. Amig, passando pra matear saudades e desejar-lhe um ótimo fds. Bjs.

    ResponderExcluir
  2. <Maravilhosa e profunda tua poesia,Toninho! Adorei passar aqui e te ler! Ótimo domingo, abração,chica

    ResponderExcluir
  3. Toninho,amigo, a imagem retrata muito bem, ás vezes a balança da justiça pende para um lado,nos deixando em dúvida se seria este o lado da justiça ou a injustiça. O melhor seria aqui dizer: a justiça ás vezes pende na balança! Um lindo fim de semana para voce!
    Obrigada por seu carinho afetuoso de sempre!
    Linda noite!

    ResponderExcluir
  4. Oi Toninho!
    Andei sumida, mas voltei!
    Tentei comentar sobre sua linda poesia do post anterior, mas não consegui. Vamos ver se este vai.rsss
    Nosso coração é mesmo um pobre teimoso que não cansa de tentar e tentar, mas ele tem suas razões...rss
    Abraço e um ótimo domingo!

    ResponderExcluir
  5. Toninho,

    A perplexidade ainda se faz presente aos nossos olhos. Haverá um dia em que a justiça será feita da forma que tem ser. Assim creio!

    Um beijo carinhoso

    Tenha um lindo domingo de paz!

    ResponderExcluir
  6. Gratificante toda vez que venho aqui.

    Um lindo e abençoado domingo pra vc amigo.

    beijooo.

    ResponderExcluir
  7. Vim agradecer pela visita e por deixar suas lindas palavras de conforto, obrigada! beijos carinhosos e bom domingo!

    ResponderExcluir
  8. Bom domingo meu amigo querido!
    Vc sabe como nos emocionar ...
    essa poesia fala,fala e cobra ao mesmo tempo,kkkkk
    são os designios do amor...
    Bjs de um domingo feliz!

    ResponderExcluir
  9. Oi Toninho,poesia certa essa hoje,a injustica nos ronda e ronda...e a gente quase escorrega junto...nao to bem hoje,estouindignada com uma injustica(falsos amigos)...amanha eu volto.Bjao de domingo.PS:aqui tava um solzao de outono hoje(23 graus dizia no radio),e la fora iiiiiih!friio!hihi.Ate peguei uma corzinha...

    ResponderExcluir
  10. Oi Amigo, versos lindos , mais tristes, assim mesmo são sublimes naquilo que querem se expressar. Um abraço fraterno. Celina.

    ResponderExcluir
  11. Cantar a tua poesia é encher o coração de graça pela sonoridade, pela poética, pela percepção. É muito bom querido, poeta! Abração.

    ResponderExcluir
  12. Olá
    Ontem assisti um filme "Entre segredos e Mentiras" que se reporta as dificuldades de se chegar ao culpado quando por trás existe o poder financeiro.
    Bjs,

    ResponderExcluir
  13. Ainda bem que temos um coração teimoso, pois assim não quedamos diante de tudo que nos traz inconformismo.
    Lindos versos!

    Bjs.

    ResponderExcluir
  14. As injustiças tem o estrondo dum canhão,acelerando as batidas dum coração sensível.Temos mesmo de guarnecê-lo com escudos de valores humanitários p/ conseguirmos aumentar seus sons para mais alto do que rugem os canhões;e a poesia faz ecos retumbantes, Toninho.
    Paz e Bem!Boa semana.
    Abraços,
    Calu

    ResponderExcluir
  15. Apesar de nossos inconformismos encontrarem cada vez menos ecos, inda trememos, sim, muito. Que maravilha de grito, meu amigo! Abraço grande e uma ótima semana. Paz e bem.

    ResponderExcluir
  16. Bom dia meu amigo, e ainda bem que o coração teima em plainar sauvemente na avalanche, sinal de que o amor sempre vence.
    Lindos teus versos, beijos e uma semana iluminada pra ti!

    ResponderExcluir
  17. Alma, coração e desencantos... são verdades/indagações que exigem desencontros....


    Belo poema!

    Bjsss meusss

    ResponderExcluir
  18. Alma, coração e desencantos... são verdades/indagações que exigem desencontros....


    Belo poema!

    Bjsss meusss

    ResponderExcluir
  19. Versos intensos, profundos meu querido... a indignação nos consume, mas que nosso coração não se canse e continue a insistir.
    Boa semana amigo, fique na paz e na alegria..beijos
    Valéria

    ResponderExcluir
  20. Toda vez que venho te ler fico sem palavras, Toninho, pois sua poesia é enorme.Saio sempre de alma cheia, extasiada por tão belas palavras... Um antídoto para as mazelas de gente pequena e injusta... só assim vou mantendo minha inocência, ou o pouco que resta dela.

    Tenha uma semana linda, querido.

    Bjs

    ResponderExcluir
  21. Toninho,quanta sensibilidade ao escrever sobre esse vazio que acomete nossas almas algumas vezes!Muito lindo!Grata pelo carinho de sua visita em meu niver!Bjs e boa semana!

    ResponderExcluir
  22. Recomeçar sempre, lindo poema. Parabéns.

    ResponderExcluir
  23. Oi Toninho, que beleza esse versos.A injustiça trás esse vazio na alma. Acreditar na justiça esta ficando difícil a cada dia. Mas ainda carrego no meu coração um pouco de fé, que um dia a justiça vai fazer presente nesse mundo."Eu espero".Um ótimo começo de semana meu amigo. Bjs grande no coração!

    ResponderExcluir
  24. Vim te agradecer pelo lindo comentário que deixaste no meu blog.Saúde e muita paz para vc.Abraços Celina.

    ResponderExcluir
  25. Meu amigo poeta,
    o vazio da alma é preciso, senão se perderiam poemas e poesias como essa pérola.
    Beijos

    ResponderExcluir
  26. Toninho
    Não pode mesmo haver conformismo diante de todas essas injustiças que assistimos a cada minuto. Maravilha de poema!Contundente e envolvente, como um grito que clama a harmonia e a justiça. Só você mesmo, meu amigo, pra escrever versos tão incríveis quanto esses. Bjkas e uma linda semana!

    ResponderExcluir
  27. O coração é teimoso porque nunca perde a esperança amigo.
    Belo poema criaste!!
    Beijos e boa semana!!

    ResponderExcluir
  28. Nossa...mais um para ser aplaudido de pé e ir para concurso.
    Como no outro que gostei muito, não falo do tema em si, mas da maneira poética, lírica como consegues passar temas tão complexos, conflitantes, violentos.

    Ma ra vi lho so, poeta!
    Beijos com carinho (venho com prazer visitar seu blog...).

    ResponderExcluir
  29. Olá Toninho,
    Trememos ,sim, de indignação diante das gritantes injustiças que nublam nossos dias, mas a fé em dias melhores não nos deixa sucumbir.
    Maravilhoso!
    Meu abraço mineiro.

    ResponderExcluir
  30. Ola Toninho,

    Cientificamente, o coração se divide em duas aurículas e dois ventrículos, mas tem muitos mais compartimentos, que nem nós sabemos.
    O coração, o nosso coração é um doce abrigo, que guarda tantas coisas.
    Às vezes, é teimoso, mas nós, pessoas, também somos.
    Dizia Pascal, "O coração tem razões, que a Razão desconhece.
    É bem verdade.

    Beijos de carinho e de luz.

    ResponderExcluir
  31. Amigo Toninho bom dia!! tudo bem com vocÊ? espero imensamente que sim...linda sua poesia..diz muito...a injustiça anda tomando conta do mundo e gostei da balança. Pois depende muito de como se vê a injustiça,temos que colocar na balança..
    Vamos insistir na justiça..
    abraço e boa semana amigo mineiro.
    titi

    ResponderExcluir
  32. Toninho,
    Concordo, o coração nada entende de abandono, mas também não se acomoda pois ninguém vive sem amor. Obrigado, meu amigo, pelo seu carinho. Um dia lindo pra você, bjs
    Ivana - Reserva de Emoções

    ResponderExcluir
  33. Bom dia,Toninho!!

    Puxa meu amigo...que poesia linda!!Com consciência social!!Versos intensos e perfeitos!!!Toca no fundo da alma!!
    temos que tremer sempre diante da injustiça e manter a fé de que um dia tudo será diferente!!
    Beijos pra ti!!!Com muito carinho!!
    Obrigada sempre por sua presença e gentileza!!

    ResponderExcluir
  34. Toninho

    Contestar, contestar sempre.
    Não nos deixar levar pela insensibilidade que ronda no nosso planeta.
    Lindos versos.

    Um abraço

    ResponderExcluir
  35. Quanto mais leve o coração, mais sente-se o pendor!

    Uma ótima noite!

    ResponderExcluir
  36. Olá, meu amigo Toninho.

    Coração tem que ser como peão, pular de todo o jeito para se moldar a quem ama.
    Obrigado por comentar no meu blog

    Um abraço, paz e bem

    ResponderExcluir
  37. Um belo e intenso poema! Confesso que logo que li a palavra "abandono", lembrei-me logo do nosso governador. Em Conquista, professores doaram seu sangue pela educação: http://lutesindicato.blogspot.com.br/2012/05/blog-post_25.html#comment-form

    Abraços.

    ResponderExcluir




Obrigado pela sua visita.
Alguma dificuldade ou desconforto neste blog como tamanho de fonte, dificuldade de comentar, links maliciosos etc favor comunicar para corrigir.
Caso não tenha um blog poderá comentar como anonimo e no fim colocar seu nome ou não para que possa agradecer.
Fique a vontade!
Meu abraço de paz e luz.