Páginas

quinta-feira, 31 de maio de 2018

Varanda da poesia.






Lá que o olhar alcança o infinito,
na fusão de cores neste pôr do sol,
os olhos furtam as cores no agito,
vê Elvira encantada pelo arrebol.

Sob o Sol poente pastam os gados,
com estes os últimos raios solares.
Há uma paz reinante nos prados,
que prevê leite bom para os lares.

Na varanda é lindo observatório,
onde a poesia se acomoda silente,
para acolher o poeta merencório,
diante a beleza de um Sol poente.

Cai a noite. Na varanda solitária
com o perfume da dama da noite
o poeta se vê diante a Ave Maria
e fecha os olhos para o seu deleite.

Toninho
15/05/2018


Inspirado nesta imagem no blog da querida Elvira de Portugal. Daqui: imagensdaelvira  



Um bom fim de semana
Paz e amor 
a todos.

23 comentários:

  1. Boa noite, querido amigo Toninho!
    Que belo poema em base a uma imagem deslumbrante da amiga Elvira!
    Não há como deixar de se inspirar diante de um pôr do sol... é quase que impossível!
    Hoje, apreciei um belo e agradeci a Deus por ser tão Generoso conosco a ponto de nos brindar com um poente tão deslumbrante.
    Toda melancolia gera em bela poesia e profunda com leveza singela...
    Que a hora da Ave Maria lhe inspire sempre suaves poemas como este!
    Hoje o dia é santo e ler seu poema nesta hora em que me despeço do mundo virtual até o amanhecer foi como um momento orante. Obrigada pela partilha, amigo.
    Deus nos cubra de Proteção! Um sereno fim de feriado!
    Seja muito feliz e abençoado junto aos seus amados!
    Bjm fraterno de pzaz e bem

    ResponderExcluir
  2. Amigo muito estimado.
    Também me extasio observando um belo arrebol... Também me sinto envolvida por poesia, deleite, emoção e prece... quer a cena se passe no campo, quer se passe no mar...
    Neste belo e doce soneto de cenário bucólico há sons puros de tocante pastoral... excelente composição inspirada numa obra da Elvira.
    Em boa hora colocou o endereço desse blogue, porque ainda não o tinha recuperado.
    Sabe que não conhecia este fado? É bem interessante.
    Sinto-me sempre bem por aqui... são sempre momentos muito especiais nesta varanda da poesia...
    Não vou estar ausente, apenas menos ativa, Já corrigi a nota que não estava precisa...
    Dias iluminados, com muitos momentos agradabilíssimos.
    Abraço grande, querido Amigo
    ~~~~

    ResponderExcluir
  3. Me gusta muchísimo el olor de la dama de noche.
    Comprendo al poeta que deja rodar su imaginación desde ese tranquilo balcón donde se observa la puesta de sol y la caída de la noche.
    Has escrito otro bello poema. Felicitaciones.
    Cariños.
    kasioles

    ResponderExcluir
  4. Essa hora mágica do dia te inspirou muito bem,aliás, isso é sempre contigo! Valeu! Linda poesia!E Elvira sempre faz lindas fotos! abração, chica e feliz JUNHO!

    ResponderExcluir
  5. Amigo! esse olhar no infinito, resultou numa bela e majestosa poesia! Parabéns! Abraços

    ResponderExcluir
  6. Gostei, uma maravilhosa sexta!!

    bjokas =)

    ResponderExcluir
  7. Caro amigo Toninho,

    A começar pelo título (varanda da poesia)
    e como o mundo seria melhor se todos
    olhassem através desta varanda,
    percebessem este infinito de dentro
    (da alma...) na sintonia com um
    infinito generoso humano, pode ser
    utópico este desejo, mas me sinto tão
    privilegiada quando na varanda
    da tua bela poesia encontro:

    "Na varanda é lindo observatório,
    onde a poesia se acomoda silente,
    para acolher o poeta merencório,
    diante a beleza de um Sol poente."
    Aqui sempre encontro este excelente
    Poeta inspirado e inspirador, com
    os gestos de um coração generoso
    na partilha da bela poesia,
    acompanhada de uma bela humanidade.
    Aprecio imensamente as tuas escolhas
    musicais e esta foto da Elvira ( irei
    agora visitar o seu blog...).

    Grata por este momento aqui e tua
    presença amiga com lindos generosos
    comentários no meu blog, fiquei
    muito tocada, viu?!...
    Um feliz final de semana na
    paz, meu amigo.
    Beijo grato.

    ResponderExcluir
  8. A poesia que se sente, viva, no olhar , no coração. Lindo

    ResponderExcluir
  9. Uau! Sinto que este soneto parece um clássico. Épico, Toninho!

    ResponderExcluir
  10. Boa noite Toninho, este seu olhar que foi além do que seus olhos puderam ver lhe arrancou de ti versos de rara beleza. Lindo de se ler e aplaudir de pé!
    Tenha uma feliz e abençoada noite extensiva a um ótimo fim de semana.
    Bjss no coração e na palma da mão!

    ResponderExcluir
  11. Dama da noite - flor que exalava pelo jardim de minha infância... Varanda, onde o bate-papo era a alma das pessoas... Havia interação humana!
    Abraço.

    ResponderExcluir
  12. Uma poesia que é puro deleite para nossa alma, adorei!
    Beijos e feliz sábado!

    ResponderExcluir
  13. Boa tarde Toninho,
    Magnífico poema inspirado nas fotografias da Elvira.
    Ela tem mesmo uma boa vista lá da sua varanda!
    Uma linda homenagem a uma pessoa que muito merece. Gosto muito da Elvira que já conheci pessoalmente quando Anete veio segunda vez a Lisboa.
    Beijinhos e abençoado fim de semana.
    Ailime

    ResponderExcluir
  14. Querido Toninho
    Nem sabe como fiquei feliz ao ouvir esse fado!Bem haja!
    O seu poema é um hino ao pôr-do-sol, com base numa bela imagem!
    A sua sensibilidade faz-me percorrer caminhos encantados como só a Natureza descrita por si nos pode proporcionar:obrigada.
    Um beijinho
    Beatriz

    ResponderExcluir
  15. Boa noite!
    Amo poesia , já sigo o blog da Profª Lourdes Duarte e o da biblioteca da escola em que estudo. Sou a Vanessa que escreve algumas poesias e já participei do Poetizando, muito feliz com os comentários que recebi . Obrigada! e vim conhecer e apreciar os participantes desta BC que encanta!
    Seguindo o seu que amei, não sou blogueira, sou um estudante que ama poesia! Parabéns pela linda participação! Bjuss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Vanessa. Sim eu tenho lido as participações da turma da Elza e lembro de você. Espero que logo possam voltar a participar pois vejo talentos por lá. Grato pela visita e volte sempre que puder. Logo poderá ter um blog onde aninhar suas inspirações belas.
      Carinhoso abraço
      Beijo amiga.

      Excluir
  16. Sou aluna que sigo os blogs da prof Lourdes e o da biblioteca, já participei com meus rabiscos e hoje navegando vim apreciar sua participação e seguir seu lindo blog. Parabéns pela bela participação que me encantou. beijinhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Stheffane grato por vir ler. Espero que vocês não desanimem e continuem a soltar as inspirações num próprio blog. Goto muito de ver as participações por lá.
      Carinhoso abraço.
      Beijos

      Excluir
  17. Vim lá do blog da prof Lourdes, amo poesia e sou aluna da escola que ela é professora. Linda sua participação. Seguindo seu blog. Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que lindo Sabrina, muito obrigado pela presença e volte sempre. Logo você terá um blog e apreciaremos suas poesias com certeza.
      Carinhoso abraço

      Excluir
  18. Um belíssimo momento poético, que presta uma inspiradora homenagem... a essa visão magistral, que a Elvira partilhou, da sua varanda...
    Gosto imenso dos espaços da Elvira, embora por questões de tempo, acompanhe mais assiduamente o seu blogue de fotografia...
    Beijos e abraços para ambos!
    Ana

    ResponderExcluir
  19. Oi Toninho
    Você é mestre em fazer poesias
    Obrigada por tudo.
    Beijid
    Lua Singular

    ResponderExcluir




Obrigado pela sua visita.
Alguma dificuldade ou desconforto neste blog como tamanho de fonte, dificuldade de comentar, links maliciosos etc favor comunicar para corrigir.
Caso não tenha um blog poderá comentar como anonimo e no fim colocar seu nome ou não para que possa agradecer.
Fique a vontade!
Meu abraço de paz e luz.