Páginas

sábado, 17 de novembro de 2018

Lamento no degredo.













Participação no projeto "poetizar e encantar" que a professora Lourdes nos convida nos finais de semana. Vá lá conheça e participe de uma bela roda de poesias encantadoras. Siga-me: filosofandonavidaproflourdes, belas imagens são oferecidas, eu escolhi esta e assim construí.


Nos corredores sombrios sobra medo,
os pés sangram, como pisar espinho,
os olhos cegos à maldade do degredo.
Vive na solidão, há falta de carinho.

Morre-se a cada minuto no niilismo,
apena sonha, o pôr do sol é sustento,
passa na corda bamba sobre abismo,
suas noites se traduzem no lamento.

Já não sabe aonde ir, fica no vacilar,
sonha os anjos noturnos, que acalma. 
Aconchega-se na lua, faz ressuscitar.

Ah, como pode sofrer tanto na alma,
na luta diária num desejo de voltar?
Só angustia no reconstruir da calma.

Toninho
10/11/2018  


Boa e feliz nova semana
Grato sempre.




25 comentários:

  1. Boa Noite, querido amigo Toninho!
    Um poema que revela muita dor na alma...
    Tinha certeza de que escolheria essa imagem, amigo!
    A solidão voluntária é fecunda pois nos leva ao mundo dos sonhos belos e nos acrescenta memórias que valham a pena deixando o que não conta mais para trás, sem tristeza alguma. É um doce alívio!
    Um sentir dolorido do poeta que lê o homem da imagem oferecida pela amiga Lourdes.
    Muito bonito seu poetar como se entrasse na alma do homem, inexplicavelemente transformado em versos reais e sentidos, ganham alma e vida seus versos.
    Deus é nossa Força para voltarmos... para recomeçarmos.
    Só Ele pode mudar nossa direção quando não há uma sinalização para seguir em frente.
    Tenha dias venturosos e felizes junto aos seus, amigo!
    Bjm carinhoso e fraterno de paz e bem

    ResponderExcluir
  2. Boa noite amigo Toninho!
    Que bom poder manter o poetizando e nessa roda de poesia ter um grande poeta como você participando. Desde sempre, obrigada!

    Amigo, a solidão muitas vezes dói como se fosse espinhos cortantes nos p[es e no coração. A dor da solidão machuca e deixa a alma sombria. Que bom amigo que nas horas que nos sentimos s´p, solitários, temos a poesia em nossa alma e esta nos serve para enfeitar nossa vida. É a mesma coisa, o bom leitor, nunca está só, sempre está em contato com grandes escritores.

    Morre-se a cada minuto no niilismo,
    apena sonha, o pôr do sol é sustento,

    A solidão mata aos poucos. A pessoa solitária, ai defiando como como tão lindamente escreveste poetizando.
    Parabéns amigo pela majestosa poesia, uma participação que merece aplausos. O sol poente, apreciando esta beleza de poesia e ouvindo Gonzaguinha, é tudo de bom. Obrigada por participar, seja sempre bem vindo. Abraços, feliz noite e um amanhecer de paz.

    ResponderExcluir
  3. Olá Toninho querido


    De tirar o folego teu poema.
    Simplesmente lindo...

    Beijos
    Ani

    ResponderExcluir
  4. Cercado com a solidão, um poema que versa sobre a mesma e, ameniza dores e tristezas, buscando lenitivo em um novo pôr do sol... E, claro com a trilha sonora soberba de Gonzaguinha! Fantástico!
    Abraço.

    ResponderExcluir
  5. UFA! Toninho,me fizeste sofre junto tamanha a tua capacidade de nos colocar no cenário da inspiração! Sofrimento, dor numa linda poesia! Beleza! abração,chiuca

    ResponderExcluir
  6. Boa noite grande poeta! Mais um majestoso poema, um relato triste por se tratar da solidão que dói na alma, mas uma bela poesia. Parabéns amigo pela maravilhosa participação. Uma poesia digna do poeta encantador que és. Abraços

    ResponderExcluir
  7. A solidão acorrenta a alma e o coração.
    Brilhante participação.
    Bom fim de semana
    Beijinhos
    Maria
    Divagar Sobre Tudo um Pouco

    ResponderExcluir
  8. A suam participação é brilhante:)) Adorei demais. Parabéns.

    Hoje com: Sussurras-me, beijas-me com o teu olhar. [Poetizando e Encantando]

    Bjos
    Votos de um óptima Noite.

    ResponderExcluir
  9. Boa noite meu amigo. Parabéns seu poema é forte e magnífico... Eu vi anjos voando por cada versos... Já não sabe aonde ir, fica no vacilar,
    sonha os anjos noturnos, que acalma.
    Aconchega-se na lua, faz ressuscitar. Maravilhoso poema. Um grande abraço.

    ResponderExcluir
  10. Poetizou e encantou num versar forte que nos faz sentir e pensar.

    Um abraço. Tudo de bom.
    💗 Vasto jardim, o coração.

    ResponderExcluir
  11. Una foto que acompaña perfectamente a este bello poema donde, el sentir del poeta, se traduce en versos que expresan la tristeza del alma cuando se siente en soledad a reflexionar.
    Tu profesora estará encantada al recibir y leer tu profundo poema.
    Cariños.
    Kasioles

    ResponderExcluir
  12. Bom dia Toninho!
    O medo,difícil de explicá-lo e acho que todos nós um dia assim nos sentimos.
    Você construiu um soneto,para refletirmos muito.
    Amei a sua participação.
    Bjs-Carmen Lúcia.

    ResponderExcluir
  13. Olá meu amigo
    Hoje nos trouxe um poema forte em toda a sua concepção trazendo-nos para o lirismo triste que acometeu o poeta ao versar sobre as dores que ferem e faz sangrar a esperança de dias mais leves e iluminados. Aplaudindo-te daqui
    Beijos e que a semana seja leve e iluminada

    ResponderExcluir
  14. Todos passamos por momentos na vida em que nada parece fazer sentido. Mas é preciso persistir, porque nada dura sempre. Nem o desespero.
    Bom domingo
    Ruthia d'O Berço do Mundo

    ResponderExcluir
  15. caro Toninho, um poema perfeita que se integra muito bem na imagem, sim pode ser do degredo, da solidão, da saudade do pais que nos viu nascer,
    esse homem bem pode ser um exilado que sofre e sonha para atenuar o sofrimento da alma,
    abraço,
    Angela

    ResponderExcluir
  16. Boa tarde, Toninho
    Um poema lindíssimo embora muito triste.
    Parabéns, amigo.
    Um terno abraço de
    Verena.

    ResponderExcluir
  17. Amigo Toninho ninguém sabe mais falar das dores do exílio do que o poeta, e são muitos os exemplos que temos na nossa literatura. Muitos poetas brasileiros já cantaram estas dores que a distância as dimensiona, como tu fazes com maestria neste teu belo poema.
    Parabéns ao poeta amigo de minas Gerais.
    Uma boa semana com paz.
    Grande abraço
    Pedro

    ResponderExcluir
  18. Bom dia!
    Só hoje foi possível participar do poetizando com a aluna Vanessa Oliveira. Semana de atividades fica difícil para os alunos, mesmo assim a Vanessa nos oferece uma linda poesia.
    Quanto a sua participação, merece aplausos. Apesar da sua poesia destacar arredores sombrios, uma certa tristeza... você nos encantou com seu majestoso poetar. Parabéns!

    Uma feliz e abençoada semana para você e os seus
    Grande beijo

    ResponderExcluir
  19. Meu Amigo, que soneto profundo e sentido e muito belo!
    Uma boa semana.
    Um beijo.

    ResponderExcluir
  20. Boa tarde amigo Toninho!
    Lindo, e muito profundo no sentimento!
    Como sempre está de parabéns!... Amei.
    Beijo de Paz e Luz... Votos de uma feliz e abençoada semana junto de todos os seus!

    ResponderExcluir
  21. Não falta verve, sensibilidade, romantismo
    e ritmo...
    Gostei da canção de Gonzaguinha.
    Uma semana muito agradável e inspiradora.
    Paz e Bem.
    Abraço afetuoso.
    ~~~~

    ResponderExcluir
  22. Toninho!
    Gonzaguinha trouxe um tom melancólico ao seu belo soneto, carregado de expressão poética e que tica fundo ao coração.
    Uma semana pleno de luz e paz!
    “Oh, faz-nos felizes, e nos terás feito bons.” (Robert Browning)
    cheirinhos
    Rudy
    https://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com/2018/11/divulgacao-cultural-148-61-poetizando-e.html

    ResponderExcluir
  23. Um aconchego da lua faz ressuscitar, é verdade...quando não se sabe mais pra onde ir, mais ou menos isso.
    Seus versos são sensíveis e melancólicos. Gonzaguinha fez a segunda voz com maestria. Adorei!
    Um, agora, final de semana, ótimo pra você e todos os seus!

    ResponderExcluir
  24. BOA NOITE!
    CONVITE PARA O POETIZANDO E ENCANTANDO

    Chegando com o convite e o comunicado que acabei de postar a 62 edição do poetizando e com carinho lhe convido a amis uma vez fazer parte dessa interação poética que já é um sucesso. A cada semana um desafio, mas as imagens estão lindas e prazerosas para o poetar.

    “Mais do que meros passos , eu quero
    a certeza do meu caminhar
    firme , pela leveza dos caminhos do meu viver”.

    Desejo a você que esse fim de semana lhe traga leveza para sua vida e que seja repleto de felicidade e paz. Abraços da amiga Lourdes Duarte

    ResponderExcluir
  25. Solidão... um dos sentimentos mais corrosivos para o ser humano... mas que pode abrir um universo de inspiração para os poetas...
    Um tema muito bem abordado... e que me veio lembrar o universo denso e fascinante de Pessoa, sub dividido em tantos heterónimos... tendo por base o seu espírito depressivo e solitário... que em cada um, ousou viver, o que a vida não permitiu...
    Mais uma excelente inspiração, Toninho!
    Beijinho
    Ana

    ResponderExcluir




Obrigado pela sua visita.
Alguma dificuldade ou desconforto neste blog como tamanho de fonte, dificuldade de comentar, links maliciosos etc favor comunicar para corrigir.
Caso não tenha um blog poderá comentar como anonimo e no fim colocar seu nome ou não para que possa agradecer.
Fique a vontade!
Meu abraço de paz e luz.