Páginas

quinta-feira, 10 de outubro de 2019

Um rio vai devagar



Poetizando e encantando completa sua 100ª edição numa bela festa da querida amiga Lourdes e o convido a participar deste momento maravilhoso de uma dedicação em 100 semanas superando os próprios problemas para vir nos inspirar com suas imagens meticulosamente escolhida para o sucesso ora coroado. Meus parabéns Lourdes e a todos, que aqui vieram com suas inspirações no poetizar e encantar. Vamos festejar aqui: filosofandonavidaproflourdes minha imagem escolhida para esta edição e a inspiração.



Um rio vai devagar.

O rio nasce inocente como uma criança.
Sequenciam quedas no seu curso natural
na direção certa do mar. É uma aliança
da natureza, a leva-lo até o mar colossal.

Sou rio fraco a ganhar no tempo energia,
sobrevivo às quedas à poeira do caminho,
atravesso rochedos, vales sem a fantasia.
Sigo pela vida como o menino passarinho.

O rio leva um pouco de mim na corrente.
na curva mergulho com volta ao passado.
revejo meu rio mudar de rota indiferente.
Sou o rio, nas veias meu sangue apresado.

Ele leva, lava minha mágoa do progresso,
com sua fúria louca poluiu toda nascente.
Há desespero do sabiá no cantar possesso.
Choro ao meu rio que deságua na mente.


Toninho
10/09/2019 

Grato Lourdes pela linda lembrança

Minha gratidão pelas 100ª edição.

domingo, 6 de outubro de 2019

Aflorar da intolerância.



Botando a cabeça para funcionar é a BC da Chica de todos os dias 5,15 e 25 para uma imagem e nossos olhares. Conheça e participe mesmo nos comentários sobre a imagem abaixo. Confira aqui chicabrincadepoesia. Abaixo minha reflexão na imagem.













Aflorar da intolerância.


Não fosse este imenso vazio do ser humano,
não fosse o excludente olhar aos diferentes,
o mundo poderia ser mais leve não insano.
A natureza exemplifica aos intransigentes.

Se assim procedesse com um olhar amistoso,
ver à sua volta todos como filhos do criador,
com a potencialidade de um ser portentoso,
como numa colmeia com o objetivo doador.

Continuamente nos isolamos do semelhante,
somos avestruz, no vazio cabeça escondida,
um medo reina vem desta gente arrogante.
Perdem-se vidas na violenta mão bandida.

Haverá o momento que haverá a evolução,
desde que o homem busque um sincronismo.
Ou veremos o conflito como no Armagedão,
sem louvar o hino da paz, viver o ceticismo.





Toninho
05/10/2019 



Feliz semana
para você.
Grato.

Hoje meus parabéns é 
para nossa amiga Anete

Ciranda de frases

sexta-feira, 4 de outubro de 2019

A unção dos fortes.

Vamos hoje ao bem-sucedido projeto da Lourdes em sua edição 99, depois de uma leve pausa. Assim vamos escolher uma imagem como inspiração e assim conhecer os participantes e incentiva-los aqui  filosofandonavidaproflourdes.

Minha escolha de imagem e inspiração abaixo. A ilustração musical não poderia ser outra do que este hino na voz do maior representante musical do gênero.


A unção dos fortes.


A casinha esquecida no meio do sertão,
simboliza resistência de todo sertanejo,
que sonha todos os dias ouvir o trovão,
mas nada de chuva cair neste lugarejo.

Da janela um olhar vivo de esperança,
perde-se pela imensidão do céu celeste.
No canto dos olhos vaza desesperança.
é assim em cada cantinho do nordeste.

A sombra de um resistente umbuzeiro,
ali de pé guardião do fundo da tapera,
abrigo do fiel caçador cão perdigueiro,
prontidão para a caça no pé da serra.

A noite cai sobre aquele tórrido chão,
o sertanejo se põe em oração no terço,
liberto do hórrido, sente-se em unção,
cochila na tarimba, sente-se no berço.

Toninho
04/10/2019

Grato pela visita
Bom fim de semana.

segunda-feira, 30 de setembro de 2019

Na palma da mão.




Na palma da mão.



Tenho um M no centro da mão,
que cabe todas dores do mundo.
Onde não cabe dores da solidão.
Suaviza um perfume profundo.


Estendo a mão a todos amigos,
uma energia vem com resposta,
sinto o afago recrio os abrigos,
onde adormeço com mão-posta.

Tenho um M de mãe na palma,
que me afaga nas adversidades,
diante dores que ferem a alma.
Mãe recria horas de felicidades.

Vê o M na minha mão aberta,
vem a leitura da Quiromancia,
não quero ver da linha incerta,
basta-me o colo de uma poesia.



Toninho
30/09/2019 


Uma semana feliz amigos.
Hoje tivemos o aniversário
da querida amiga Majo de Portugal.
A ela nosso carinho 


quarta-feira, 25 de setembro de 2019

Colírio dos retirantes.


Botando a cabeça para funcionar nossa BC de hoje, que acontece todos os dia 5, 15 e 25 de cada mês, uma ideia da Chica para sacudir nossa inspiração, onde ela trás uma imagem para que livre de estrutura poética expressem um sentimento, um olhar sobre esta figura como a abaixo e logo apos meu olhar.Conheça e participe e leia os amigos aqui: chicabrincadepoesia


Colírio dos retirantes.


Do mandacaru da caatinga sou a prima,
dos cactos Irmã mais ativa nas florestas.
Pelos campos vivemos no adverso clima,
e alimentamos seres em áreas funestas.

Minhas flores encantam olhar de aridez,
sob este sol causticante sou a reluzente.
Flor de todas estações naquela escassez,
Tão bom seria a humanidade onisciente.

Quando o tempo da seca tudo entristece,
dissemina morte no campo, é desolação.
O sertanejo que é forte, vê-se no estresse,
então eu floresço como única consolação.

Mas hoje vivo nesta restinga replantada,
sou o encanto aos olhares de passantes,
sou musa a caminho da praia propalada,
outrora fui o colírio dos bravos retirantes.


Toninho
24/09/2019 


Grato pela visita.



segunda-feira, 23 de setembro de 2019

Então é Primavera.



Então é Primavera.


O João de barro num poste canta,
bem-te-vi salta alegre pelo jasmim,
pardais numa euforia me encanta.
O sabiá canta mavioso no jardim.

Vejo flores coloridas em profusão,
no encantamento vem Primavera,
vejo um beija-flor em voo precisão,
saciar a sua sede da longa espera.

A rosa amarela ainda orvalhada
garbosa, destaca-se pelo canteiro,
sob os raios de sol sente-se beijada
pelo colibri azulado no voo ligeiro.

A Primavera vem e inspira tanto,
que cada palavra floresce mágica,
com o perfume que vem do campo,
faça o florir sobre a lama trágica.  


Toninho
23/09/2019   



Feliz Primavera
boa semana
a todos.
E aos nossos amigos de além de mar
Aquele Outono aconchegante
pisando em folhas secas
em linda sinfonia.


  







quinta-feira, 19 de setembro de 2019

Inquilinas lembranças.



Vamos hoje ao bem sucedido projeto da Lourdes em sua edição 98 e assim escolher uma imagem como inspiração e assim conhecer os participantes e incentiva-los aqui filosofandonavidaproflourdes
Minha escolha de imagem e inspiração abaixo.

  












Inquilinas lembranças.

Elas vêm em forma de canções e visões,
são bolinhas de sabão no céu azul anil,
Reminiscências vivas, minhas emoções.
olho este mar dominado por um arrepio,

São lembranças de sete ondas na praia,
mãos atadas vivendo todas as alegrias.
Tu cobertas no lindo branco cambraia,
molhada teu corpo inspirava ousadias.

As noites hoje são frias com saudades,
revejo o retrato a praia de Amaralina,
viajo nas memorias pelas sublimidades,
miro este baú da lembrança inquilina.

Quisera não ter a insistente lembrança,
no vira e mexe, giro com esta sensação.
Há a ardência no peito como herança,
Teu corpo colado ao meu. É veneração.


Toninho
18/09/2019 


Grato pela visita

sexta-feira, 13 de setembro de 2019

Asa partida



Hoje estou na edição de número 97 do belo projeto Poetizar e encantar da querida amiga Lourdes no blog filosofando na vida. Conheça e participe com sua poesia. Confira aqui filosofandonavidaproflourdes os participantes os incentivando. Abaixo minha escolha de imagem para a inspiração.














Queria não viver nesta hora,
quando a noite se faz vazia.
Solidão noturna me apavora,
atropelando versos da poesia.

Perdida esquecida pelo sono,
embriagada de lamentações,
deixo-me levar no abandono,
melancolia, dor em emoções.

Vem com o vento os trovões,
furiosa implosão da letargia.
que tanto dilacera corações,
a comutar dores em poesia.

Metamorfose na pedra fria,
sente dura gélida despedida,
como borboleta na barbaria,
presa por uma asa partida.


Toninho
13/09/2019

Grato pela visita.
Lindo fim de semana.

Estou a brincar por lá 
momentos de inspirações 

segunda-feira, 9 de setembro de 2019

Desejo-te Douro.


Sem uma descrição clara da imagem, devaneei pelos lugares de conhecimento via imagens de amigos lusitanos. É só uma poesia para o desafio proposto pela Marta do blog Escrever com amor, onde ela apresenta esta imagem. Confira aqui os desafiados e que postaram escrevercomamor




Desejo-te Douro.


Daqui de cima eu te adoro,
neste seu desaguar já lento,
Oh, belo poético Rio Douro,
leve e lave o meu tormento.

Das suas águas peixes tive,
que saciaram minha fome,
era festa lançar o algerife,
hoje esta saudade carcome.

Do verde ver-te dos Belém
entre belas exóticas flores,
Daqui do alto vejo-te além,
vem a saudade do Açores.

Navegar-te é o meu desejo.
Reverencio bela Arrábida,
leva-me a Gaia no lampejo,
ver o pôr do Sol extasiada.


Toninho
08/09/2019   

Semana maravilhosa 
para você.
Grato.

sábado, 7 de setembro de 2019

Quando ele vem.




Poetizando e encantando nosso belo projeto semanal da querida amiga Lourdes em sua 96ª edição com belas imagens, para inspiração. Hoje venho com uma versão feminina inspirado na imagem abaixo. Vamos lá visitar e ler as outras inspirações de nossos amigos, aqui filosofandonavidaproflourdes 



Quando ele vem.

No topo da serra é minha janela
avisto o vale de meu bangalô,
onde floresce a rosa amarela
na sombra daquela mangalô.

Na noite de intenso inverno,
angustiante espera amorosa.
Fogueira como colo materno
aquece meu corpo carinhosa.

Deste ponto é linda a espera,
com o cantar suave do vento,
ver vir o bem feito uma fera,
para viver infinito momento.  

Vivo no sonho maravilhada,
com alegria me faço luzente,
sou a luz para ele na estrada.
Guio-o, com o corpo fremente.

Ouço o crepitar secas folhas.
Meu corpo fervilha emoção.
Sinto-o envolver-se na bolha,
no meu corpo se faz ebulição.

Toninho
06/09/2019  
Coisa nova no outro blog toninhobira.blogspot



Um feliz feriado aos brasileiros
Bom sábado aos de além mar.
Grato pela visita.
************************************
**********************
*********

quinta-feira, 5 de setembro de 2019

Um bode expiatório.

Botando a cabeça para funcionar é uma BC de nossa amiga Chica de todos os dias 5,15 e 25 ond ela trás uma imagem do seu cotidiano para livre inspiração, hoje vou com um pouco de humor para participar. Vamos ver aqui chicabrincadepoesia como nossos amigos se inspiraram nesta imagem abaixo e logo apos minha brincadeira. 




Era uma casa muito engraçada,
naquele canto de rua da cidade.
Com fachada suja e desbotada,
nela mora Jovelina da caridade.

Um papagaio falante no telhado,
repetia tudo, que ouvia pela rua.
Na janela um bode endiabrado,
que vê tudo de dentro da cafua

Quando bode via vir o carteiro,
mugia como bicho ensandecido,
papagaio verdadeiro fofoqueiro,
imitava o bode no maior alarido.

Quando vi este bode expiatório,
pensei naquela minha vizinha,
da janela faz seu observatório,
da vida alheia, é erva daninha.  

Se é verdade o ditado do povo,¹
este bode expiatório não é bom,
pois seu berrar irrita, é estorvo.
Mas para a velha sine qua non.²


Toninho
05/09/2019


Notas
              1-    Ditado que surgiu em meio aos criminosos do estado do Rio de Janeiro, ganhando muita popularidade. Na linguagem dos prisioneiros, o verbo “berrar” possuía o mesmo significado de “delatar”, entregar o companheiro.

             2-    Extremamente importante, essencial; que não se pode nem se consegue dispensar; indispensável.

                                                     Grato pela visita.



terça-feira, 3 de setembro de 2019

Infinitude da noite.


Desafio Nº 1

Poema ou prosa

2 - A ser publicado no vosso blog
3 - Tema a vosso gosto
4 - Obrigatoriamente terá que ter uma destas palavras: lenda, brisa e voz»
Veio do blog da Marta Escrever com amor, vi, li e gostei, parrticipo com a inspiração abaixo, visite e conheça, quem sabe participe também, pois está aberto aqui: escrevercomamor


Adormece com a canção.
Vendo flores pelo jardim,
Ouve voz feitio de oração,
tudo reluz, noite sem fim.

Oh, Pai tende na piedade,
bênçãos ao pobre pecador.
Acalmai a sua ansiedade,
neste seu coração sofredor.

Que tenha sonhar silente,
na proteção do Querubim,
a brisa sopre suavemente
com perfume do alecrim.

Assim no feliz amanhecer,
possa sentir benquerença,
com linda fé no efervescer,
creditar a sua renascença. 


Toninho
02/09/2019 


Que a semana esteja 
a fluir belamente.
Grato sempre.