Páginas

quinta-feira, 25 de abril de 2019

Memórias de Outono.


Botando a cabeça para funcionar um projeto de leitura de imagens criado pela Chica e Neno seu neto, que acontece todos os das 5,15 e 25.
Conheça e participe e veja os amigos cm suas inspirações: chicabrincadepoesia



Um canto triste de Piedade Senhor,
vem da mangueira de galhos secos,
ali o sabiá olha atento ao seu redor,
lago poluído onde nadam marrecos.

As arvores da praça são despojadas,
de suas folhas verdes na renovação,
no chão folhas secas amarronzadas,
há o crepitar das aves de arribação.

E o canto melodioso corta a manhã,
clemente seduz as chuvas fugidias,
assediadas choram aos pés de tupã.
Então o trovão ecoava, logo chovia.

Para longe voou pássaro solitário,
mas seu cantar ficou na memória.
Era Outono com seu típico cenário,
Cerro os olhos. A Deus toda Glória.

Toninho
25/04/2019


******************
Grato pela visita.


14 comentários:

  1. Boa tarde de Oitava de Páscoa, querido amigo Toninho!
    Que vídeo mais lindo para esta tardezinha outonal por aqui mesmo com sol ligeiro e calor um pouco mais ameno. Bonito de se ouvir e inspira muito bem como a linda imagem que a querida Chica nos ofertou no dia de hoje.
    Sua poesia é um cântico de louvor ao Deus Amado que merece todo nosso calor humano e dedicação à Poesia reverenciada.
    Estive olhando minhas fotos da Serra da Piedade nestes dias onde Deus falava alto com o grupo em retiro.
    Recordei-me agora aqui.
    Louvo a Deus, com seu poema, nesta hora vespertina: A Deus todo glória, meu amigo!
    O Outono é lindíssimo!
    Tenha dias felizes!
    Bjm carinhoso, fraterno e pascal

    ResponderExcluir
  2. UAU!!!A Deus toda a glória! Magnífica tua inspiração, mesclando a tristeza do galho seco, o olhar do pássaro pelo cenário. Lindo vídeo! Obrigadão! Adorei! abração, levei teu link! chica

    ResponderExcluir
  3. Era Outono com seu típico cenário,
    Cerro os olhos. A Deus toda Glória.
    muito bonito Toninho !feliz tempo de outono, no cenário dourado criado por Deus!
    nós por aqui, no renascimento da Primavera
    e assim rodam as estações :)
    abraço
    Angela

    ResponderExcluir
  4. Olá, Toninho!
    Uma participação perfeita, muito fiel à imagem e também muito bonita!

    Abraços!

    ResponderExcluir
  5. Que poema lindo :))

    HOJE, DO NOSSO GIL ANTÓNIO :-Meu amor: Eu estou aqui.

    Bjos
    Votos de uma óptima noite

    ResponderExcluir
  6. O som é fantástico... A imagem inspiradora e o poema lindo de se ler!!! Bj

    ResponderExcluir
  7. Uma conclusão lindíssima: “A Deus toda Glória!”
    Participação muito bonita, Toninho! Poetizou com graciosidade e sentimentos harmoniosos...
    Abç

    ResponderExcluir
  8. Boa tarde, Toninho. Mais uma encantadora participação.
    Muito bela e detalhista ficou a tua inspiração.
    Eu me senti lá.
    Toda a glória a Deus por suas transformações de cenários da natureza.
    Parabéns.
    Tudo de bom.
    Beijos na alma.

    ResponderExcluir
  9. O meu amigo Toninho escreveu este belo poema, "Memórias de Outono", que tem belas estrofes como esta:

    "As arvores da praça são despojadas,
    de suas folhas verdes na renovação,
    no chão folhas secas amarronzadas,
    há o crepitar das aves de arribação."


    Um ótimo final de semana, amigo Toninho, com alegria e paz.
    Grande abraço.
    Pedro

    ResponderExcluir
  10. Toninho vim te ler e ganhei momento único, tua inspiração belíssima, que dentro da destruição da natureza pelo homem incauto, conseguiu ainda visualizar as belezas que o Criador oferece para os sensíveis como você que reconhece as Graças Divinas. Gratidão meu amigo. Abração!

    ResponderExcluir
  11. Oi Toninho. Para começar, gosto muito de Eric Clapton. Seu belo poema e´suave e muto gostoso de ler. Aqui também nosso legado indígena se faz presente, com tupã ecoando seus trovões ao cair da chuva. Poesia repleta de simbologias e metáforas lindíssimas, meu caro amigo poeta de minas. Grande e carinhoso abraço.

    ResponderExcluir
  12. "Cerro os olhos. A Deus toda Glória." Magnífico! Chave de ouro para finalizar seus lindos versos que assim como eu, olha com certa melancolia o clima típico da estação!Imensamente lindo e a minha 1ª frase sou eu agradecendo sua presença em mina vida! Publiquei a minha com atraso no Alfa&Ômega. Beijos!

    ResponderExcluir
  13. Boa tarde Toninho,
    Magnífica a sua inspiração tecendo um bonito poema.
    Os meus Parabéns!
    Um beijinho e abençoado fim de semana.
    Ailime

    ResponderExcluir
  14. Nossa!! Que poema, amigo! Um louvou fantástico ao Outono, vi às folhas no chão iguais as do vídeo, em agonia, mas maravilhosas! Outono não é triste, é uma colorida renovação, alguma coisa precisa ser sacrificada para surgir outras, bem diferentes.
    Beijo, meu amigo, inspirado como sempre.
    Um bom domingo.

    ResponderExcluir




Obrigado pela sua visita.
Alguma dificuldade ou desconforto neste blog como tamanho de fonte, dificuldade de comentar, links maliciosos etc favor comunicar para corrigir.
Caso não tenha um blog poderá comentar como anonimo e no fim colocar seu nome ou não para que possa agradecer.
Fique a vontade!
Meu abraço de paz e luz.