Páginas

quinta-feira, 22 de agosto de 2019

Não verás nada além.



Hoje minha participação no lindo projeto Poetizando e encantando da querida amiga Lourdes em seu blog filosofandonavidaproflourdes em sua 94ª edição, convite aceito e os convido para participarem no espalhar poesia pela blogosfera todo fim de semana.









Há grito dolorido a ecoar pela floresta,
ecoa pelas grutas, percorre os caminhos
invasão das chamas numa cena funesta
chora a índia numa beira do ribeirinho.

As línguas de fogo recriam as clareiras,
perante aos olhos duma tribo assustada,
ilhada apenas vê inerte estas fogueiras,
destruição das matas. Ê gente malvada!

No ombro 0 periquito canta tristemente,
sobrevivente com a sua asa chamuscada.
A índia é crença com clamor eloquente,
olha o rio que morre, pela vil queimada.

Dançam pelas chuvas é puro desespero,
clamor à Ceuci pela lavoura a proteção.¹
A dor é infinita pela terra em braseiro,
pela floresta virgem nesta desaparição.  

Toninho
22/08/2019

Nota:

  1-    Ceuci é a deusa das moradias e das lavouras, pois é ela quem protege e acolhe os frutos da nossa terra. É muitas vezes comparada à Virgem Maria, do catolicismo. Uma imagem de mãe protetora.

O painel cortesia da querida amiga Gracita

                            
  Grato pela visita
 Um feliz fim
  de semana.