Páginas

sábado, 15 de maio de 2021

Desistir jamais

 



Botando a cabeça para funcionar é uma BC da Chica Chica, que acontece todos os dias 5, 15 r 25 para uma imagem e leitura livre. Conheça e participe e veja os participantes aqui chicabrincadepoesia




Quando Cora viu aqueles olhos, sentiu algo lhe ferver, não acreditou no que sentia, refugiou-se num banco do parque. Seus olhos voavam pelas copas das arvores e aterrissavam onde ainda estavam aqueles olhos.

Cora se sentia velha, desprezou novos relacionamentos. Vivia solitariamente, saídas apenas para a igreja aos domingos e depois andar pelo parque ancorada numa bengala e sentar junto ao coreto para ouvir cantores locais.

Cora sofria com artrose, com frio perdia o humor. Nunca aceitou a ideia de cirurgia. Usava todas pomadas, que via propaganda. Aqueles olhos tiraram Cora do eixo, que olhava o joelho a latejar e a bengala num canto. Lembrou dos conselhos do médico, lá se foi Cora no quintal fazer exercícios diariamente.

Num domingo, quando Cora caminhava no entorno da praça, sentiu que alguém se aproximava. Despistou e continuou sua caminhada, quando foi chamada pelo nome, voltou-se e deparou com aqueles olhos. Sentaram num banco, ele gentilmente pegou um coco gelado para ela. As horas passaram sem que notassem. Um convite aceito para almoçar em sua casa.

A manhã se fez no dia mais feliz de Cora, que corria pela casa em arrumar e olhar as panelas. Cora aproveitou para usar velhos talheres esquecidos nas gavetas, toalhas de mesa amarrotadas pelo tempo. 

A solidão deu adeus a Cora, que nem lembrava do joelho enferrujado. Os dias sombrios ficaram para trás, ela só queria ser feliz e aprendeu, que a vida lhe dava uma chance. 

A campainha tocou, Cora sorriu feliz.

 

Toninho

15/05/2021



Grato pela 

visita.




21 comentários:

  1. Bom dia de Domingo, querido amigo Toninho!
    De fato, o melhor cosmético e pomada para a vida é a felicidade. Quando lhe roubam isso, a vida tende a se enfadar.
    Um conto muito bonito e verdadeiro, amigo.
    Oxalá não lhe enganar o homem com uma falsa promessa e ilusão como comumente vemos na tele levando até ao feminicídio. Como dizia minha vó, com muita sabedoria, antes só do que mal acompanhada.
    Uma história bem verídica e muito criativa. Comigo foi assim, estava eu só com meus botões e fui imensamente feliz porque acreditei até que Deus me levou a felicidade...
    Emocionante sua participação. A campainha que toca num quarto faz felicidade e festa no coração dos puros que crêem no outro. Só os puros e sensíveis podem amar de verdade. Só os felizes fazem feliz. O que "aqueles olhos" fazem num coração que ferve saudosos de Amor...
    Parabéns pelo belo conto, amigo! Excelente criação original. Deus abençoe os escritores do mundo todo.Compilam sentires diversos da humanidade. Que dom bonito o seu!
    Desistir do Amor jamais. O Amor não morre.
    Tenha um domingo abençoado junto aos seus!
    Beijinhos carinhosos e fraternos

    ResponderExcluir
  2. Um belo conto. A solidão faz qualquer dorzinha ficar insuportável.
    De volta depois de três dias de cama, com febre, dores no corpo todo, vómitos e inchaço nos pés e mãos. E como toda a gente me diz que o pior é a segunda dose, estou bem arranjada. Bom mas o que interessa é que hoje já estou bem.
    Abraço, saúde e bom domingo

    ResponderExcluir
  3. Uma romântico e bem escrita participação, amigo!
    Ah, joelhos, não há amor que refaça a cartilagem gasta, nem pomadas, nem remédios, tudo que podemos fazer é aliviar um pouco a dor, nos adaptarmos.
    Bom domingo, Toninho!

    ResponderExcluir
  4. Participação brilhante. A idade traz problemas de saúde. As cartilagens dos joelhos não fogem à regra. Trabalho, stress, esforços físicos etc, são os causadores da quebra e fraqueza das cartilagens dos joelhos. Diz-se que origina dores horríveis.
    .
    Um domingo feliz … Abraço.
    .
    Pensamentos e Devaneios Poéticos
    .

    ResponderExcluir
  5. Uma inspiração magistral. Obrigada. Amei! :))
    -
    É preciso acreditar, para vencer
    -
    Beijos e um excelente Domingo.

    ResponderExcluir
  6. Que beleza de conto,Toninho! Cora com seu joelho "estropiado", ainda assim teve capacidade de se abrir para um novo amor...Tudo começou num parque, num olhar o que mostra que em pé ela precisava estar... Até se atreveu a exercícios fazer e foi então que a vida lhe deu a alegria pra vever! ADOREI! Obrigadão! Lindo domingo! abração, chica.

    ResponderExcluir
  7. Olá Toninho! Sim, Toninho. Bem provado o poder curativo do amor! A idade chega e é inevitável: o corpo "enferruja". Dores aparecem.Mas com dor ou sem dor a vida precisa continuar. É preciso se abrir as possibilidades que a vida oferece dentro das limitações de cada um . Nada de ficar isolado,fechado num casulo. Tudo melhora enfrentando as eventualidades com otimismo e mente aberta. Abraços. Bom final de semana.

    ResponderExcluir
  8. Uma adorável interpretação da imagem, que nos devolve esperança e gosto pela vida, sejam quaisquer forem as circunstâncias... ninguém está imune à velhice... a não ser os que não conseguiram chegar a ela... mas só cada um saberá como consegue encará-la...
    Adorei a sua participação, Toninho!
    Deixo um beijinho, estimando que tudo esteja bem, aí desse lado!... Continuação de um bom domingo!
    Ana

    ResponderExcluir
  9. Boa tarde Toninho. Como fiquei mais velho ontem, sei que a maturidade nos trás mas experiências e menos erros. O amor tudo sofre, tudo crê em tudo supera.

    ResponderExcluir
  10. Que belo conto para velhinha sonhar!

    Parabéns pela qualidade do texto e da narração.

    Bom final de domingo e boa semana, querido amigo.

    Um beijo e um abraço. 🍀✌🤍
    ~~~~

    ResponderExcluir
  11. Estou aqui torcendo para a Cora, Toninho
    Tomara tenha encontrado um sincero amor.
    Aplausos pelo lindo conto!
    Um carinhoso abraço.
    Verena.

    ResponderExcluir
  12. Também adorei a participação!
    Como sempre um bom texto para um olhar interessante! Bj

    ResponderExcluir
  13. Vou te aplaudir de pé pela beleza da narrativa
    Cora foi curada pelo amor
    E só ele consegue tal proeza
    Maravilhosooooooo
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  14. Ai, como é triste a solidão, meu amigo! Você fez um conto de ler num fôlego só, muito bonito! Descreveu perfeitamente esse sentimento, e também a alegria por ter uma companhia! Muito lindo, gostei muito!
    Uma feliz semana, Toninho.
    Beijo

    ResponderExcluir
  15. Ahhhhhhhh que lindoooo!!! Fiquei eufórica por Cora ter aceitado essa chance que o Universo deu para ela e seu amado. Amor não tem idade💚💚😍😍😘😘👏👏👏

    ResponderExcluir
  16. De fato, Toninho, a felicidade é o melhor remédio, o tempero da vida. Adorei tua participação.
    Bjs
    Marli

    ResponderExcluir
  17. Que história linda! O amor é sempre o melhor remédio para tudo. A solidão faz com que tudo doa imenso.
    Uma boa semana com muita saúde, meu Amigo.
    Um beijo.

    ResponderExcluir
  18. Boa tarde Toninho.
    Eu acredito nisso, a vida sempre trás pessoas, convites de todos os jeitos para a gente sorrir, para ser feliz e largar as dores e bengala...rs
    Ameiiii demais a sua participação, muito inspiradora.
    Mais uma vez quero agradecer suas mensagens tão generosas lá no blog. Gratidão!!!
    Abraços e beijos, com carinho!
    Ju

    ResponderExcluir
  19. Amei a sua participação. Uma criatividade cheia de amor, vigor e emoções. O coração apaixonado faz brilhar os olhos e toda dor desaparece... Rsss...
    Boa semana. Abçs

    ResponderExcluir
  20. Será que li uma bela homenagem a Cora Coralina? O amor traz-nos o brilho de novo, ressuscita a nossa vontade de viver, seca-nos os olhos e traz-nos um cheiro a mimosas que parecem trazer a inocência de ficar em nós par sempre. Grata pela sua visita estimado amigo. Deixo um abraço amigo.

    ResponderExcluir
  21. Finalmente, cheguei ao final do meu percurso!

    Isto é que é produzir, meu Amigo!

    A pandemia e o confinamento têm sido proveitosos|

    Saúde e tudo bom para si e seus. Abraços

    🍀🌻🦋🐦🌸🐞🌽🤩🎈🎈🎈

    ResponderExcluir



Obrigado pela sua visita.
Alguma dificuldade ou desconforto neste blog como tamanho de fonte, dificuldade de comentar, links maliciosos etc favor comunicar para corrigir.
Caso não tenha um blog poderá comentar como anonimo e no fim colocar seu nome ou não para que possa agradecer.
Fique a vontade!
Meu abraço de paz e luz.