Páginas

quinta-feira, 4 de agosto de 2011

Viver nesta estrada









Imagem do Google




Nesta longa estrada da vida, que se abre à nossa frente, que nos parece infinita e difícil de ser concluída. É a estrada onde somos colocados naquele dia do primeiro contato com a luz. Naquele choro assistido, esperado, com todos felizes à nossa volta, que jamais poderíamos imaginar, da estrada que nos estava reservada e assim partimos com nos olhos vendados, mas cheios de esperanças de vitórias e assim soltamos o pé na estrada, com a cara e a coragem, como um carro em largada de um grande prêmio.

Ah, estrada traiçoeira, que às vezes nos parece pedregosa e poeirenta, com vários buracos espalhados ao seu longo, perigo constante em cada curva. Não foram poucas vezes de derrapagens em linha reta, de aquaplanagens em dias de sol. Assim levamos uma vida de mistérios, de assombros em cada trecho desta estrada, mas sempre com a esperança de alcançar o fim desta, levando como lembranças algumas cicatrizes adquiridas nesta desenfreada correria pela vida.

Nossa vida é mesmo esta estrada em fase de terraplanagem, onde lâminas afiadas rasgam cada pedaço do chão, para lhe dar a lisura, que permita uma cobertura consistente e duradoura, para que a passagem dos nossos possa ser feita com suavidade e segurança. Assim pensaram e passaram nossos pais, que nos criaram para sermos iguais e assim criarmos os nossos por esta estrada não tão suave, não por culpa deles, mas pela fatalidade da vida que cada um encontra nesta jornada. Nossa eterna herança de vida.

Quão difícil criar todas as condições seguras para que os nossos trafeguem numa estrada suave, mesmo em face de todos nossos esforços, as pedras se espalham ao longo desta, o que a torna traiçoeira, difícil travessia para a mudança de plano, sem que se arranhe ou frature alguns ossos. È como viver assim no perigo imediato, ainda que sob nossos olhos vigilantes, mas incapazes da total proteção, e as quedas são inevitáveis. E isso nos dói.

Assim quando a cena se repete em cada dia numa maternidade ou canto de um pobre casebre, sinto, que a herança se refaz, reiniciam os preparativos para uma nova caminhada nesta longa estrada, que vai culminar nos braços do Pai, que nos espera, quando se confirma o retorno no pano que se fecha, para o avesso do parto.


Toninho.
02/08/2011
*************************************************************************
Palavras da Lizete:
Mas nessa estrada também encontramos os pássaros, as flores, as folhas, as árvores, a mata, as montanhas, as nuvens, a chuva, a brisa, o vento, o mar, o sol...e eles nos trazem a fé, a força, a esperança, os sonhos...para que possamos percorrê-la sem nunca, jamais desistir...e lá no final do arco-íris, um pote repleto de alegrias há de nos esperar...com um grande cartaz ao lado, escrito: "Missão cumprida"...

29 comentários:

  1. E quantos tipos de "piso" encontramos pra passar nessas estradas da nossa vida... Lindo e profundo,Toninho! um abração,chica

    ResponderExcluir
  2. Toninho, um texto verídico no qual você retrata aqui fielmente as armadilhas que encontram-se nesta estrada. Sim, a estrada da nossa vida é traiçoeira.
    Na maioria das vezes o único que podemos fazer é aos pouquinho ir empurrando para ao lado algumas destas pedras que encontramos no caminho.
    E se por ventura tropeçamos e cairmos, nos resta levantar e tentar caminhar de novo, na mesma estrada, a .qual nos foi destinada.

    Um texto realmente cheio de reflexão! Eu refleti!
    Linda noite para voce!

    ResponderExcluir
  3. Achei o texto bonito e reflexivo. Inspiração existencial.....

    bjs

    ResponderExcluir
  4. Lindo Toninho demais e tão verdadeiro.
    Amor por inteiro querido!
    E da música nem vou falar.
    Boa noite!!!
    :D
    Carla

    ResponderExcluir
  5. E o mais bonito desta caminhada é a gente poder ir melhorando o pavimento desta estrada e ensinando aos nossos aprendizes de caminhada a fazerem o mesmo, sempre pensando que esta estrada tem que ser a melhor trajetória que se puder fazer para chegar Lá. Muito belo, amigão. Abraços. Paz e bem.

    ResponderExcluir
  6. Bom dia,Toninho!!

    Quando iniciamos a caminhada,não fazemos idéia, de quanto vamos percorrer ou que tipos de estradas encontraremos,é bem verdade que começamos cheios de sonhos, e se não aprendemos com as dificuldades do caminho temos a tendência em ir esmorecendo. Sábio aquele que não desanima, e segue confiante, para um dia voltar aos braços do criador! Um texto comovente, cheio de sabedoria!!! (tens razão,sintonia de posts!!ambos falamos de vida!)
    *A partir de hoje és meu destaque da semana, tem selo de destaque(é opcional, se quiseres pode diminuir a imagem).
    Beijos pra ti!

    ResponderExcluir
  7. São as estradas da vida.São nossas escolhas, acidentalmente ou preferencialmente.
    Que fazer? Seguir em frente ou buscar um atalho?
    O que o coração mandar, penso eu.
    Beijos

    ResponderExcluir
  8. O bom da vida é justamente encontrar formas de vencer essa estrada,,,encontrar os melhores atalhos, aprender a viver,,,amar e sonhar pelo caminho...abraços de bom final de semana pra ti...

    ResponderExcluir
  9. Mas nessa estrada também encontramos os pássaros, as flores, as folhas, as árvores, a mata, as montanhas, as nuvens, a chuva, a brisa, o vento, o mar, o sol...e eles nos trazem a fé, a força, a esperança, os sonhos...para que possamos percorrê-la sem nunca, jamais desistir...e lá no final do arco-íris, um pote repleto de alegrias há de nos esperar...com um grande cartaz ao lado, escrito: "Missão cumprida"...

    Lindíssimo texto, que me fez viajar...
    Beijos, querido!!
    Liz

    ResponderExcluir
  10. Toninho
    O bom desta estrada, são os novos horizontes em que se descortinam nossa viagem por ela.
    São deafios, obstáculos, e barreiras que nos fazem querer sempre vence-las e transpassá-las.
    Muito reflexivo o texto e prórprio para todos os momentos.
    Um abraço fraterno do teu leitor, admirador e amigo.

    ResponderExcluir
  11. ჱܓ
    。°✿Amigo,

    O texto é lindo mas me deixou triste.
    Bom fim de semana! ჱܓ

    。°✿Beijinhos.
    °º✿ Brasil.
    º° ✿✿♥ ° ·.

    ResponderExcluir
  12. Belissimo texto...Reflexivo.Podem haver pedregulhos na estrada, podem haver abismos profundos, mas lá longe no horizonte existe pra todos os que o buscam o pote de mel da felicidade.
    Bjos achocolatados

    ResponderExcluir
  13. Seu texto é o tipo de reflexão que só fazemos quando estamos diante do inexorável, da despedida.
    É muito importante que a gente pense assim de vez em quando, que a gente olhe para esta vida que nos foi concedida e pelos caminhos percorridos, aqueles ensolarados e arborizados, assim como aqueles difíceis espinhosos. São eles que fizeram o que somos e devemos agradecer a cada novo dia que nos é concedido.
    Obrigada por nos fazer relembrar tudo isso.
    beijos cariocas

    ResponderExcluir
  14. Cada um segue a sua estrada que entrecorta-se comas de outros e assim caminhamos juntos, até o fim, ou em direções diferentes em determinada altura da estrada, mas o fim é um só!
    Lindo, amigo!
    Descobri que só consigo postar comentário pelo Google Chrome.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  15. Toninho meu amigão!
    Que belaza! Este texto está muito bem imaginado! "Nesta longa estrada da vida, que se abre à nossa frente, que nos parece infinita e difícil de ser concluída. É a estrada onde somos colocados naquele dia do primeiro contato com a luz. Naquele choro assistido, esperado, com todos felizes à nossa volta, que jamais poderíamos imaginar, da estrada que nos estava reservada e assim partimos com nos olhos vendados, mas cheios de esperanças de vitórias e assim soltamos o pé na estrada, com a cara e a coragem, como um carro em largada de um grande prêmio". Concordo plenamente!

    Um grande abraço e um bom fim de semana.

    ResponderExcluir
  16. Querido Amigo..
    Seu texto me trouxe algumas recordações.
    Essa longa estrada da vida onde muitas vezes deixamos para traz as pessoas mais queridas da nossas vidas.Um beijo carinhoso lindo final de semana beijos,Evanir.

    ResponderExcluir
  17. Toninho
    Mais um lindo poema a nos presentear.Caminhos, rotas, estradas.... sempre temas interessantes, pq oportunizam alternativas, escolhas, boas ou más, que depois ainda teremos oportunidade de revê-las. Beijão e um ótimo sábado!

    ResponderExcluir
  18. Bom dia,Toninho!!!

    Vim deixar um beijo e desejar um maravilhoso final de semana!!
    Deus te abençõe!

    ResponderExcluir
  19. Toninho fiquei sem internet ontem. Ela só chegou agora, a tempo de eu vim desejar-lhe um sábado ótimo e de luz!!!
    Beijos,
    Carla

    ResponderExcluir
  20. Toninho paz para todos, todos nós ganhamos a nossa estrada, umas mais íngrime outras mais suave , depende muito de nós melhorala, o fator principal, trabalho, paciencia e muito amor, Abraços Celina.

    ResponderExcluir
  21. Que lindo esse poema, do início ao fim, e sempre na estrada da vida aprendendo, repassando ensinamentos, até o dia que faremos a prova final e ver se seremos aprovados.
    ótimo sábado, meu amigo!

    ResponderExcluir
  22. Oi Toninho. Hoje vc está lá no meu espaço. Hpuve um erro pela manha, mas a publicação de hoje não é a que vc acessou. Lamento. Se puder retorne, pois há va´rios compartilhar com vc e mMria Emilia.
    bj

    ResponderExcluir
  23. Sempre encontraremos pedras no caminho para depois
    removê-las. Lindo poetar com música de muito bom gosto para nos alegrar.

    Bom fim de semana.

    ResponderExcluir
  24. Toninho essa eu não conhecia não...kkkkkkkkkkkkkk....só mineiro para saber dessa viu!! Muito legal!
    Beijos e boa noite!

    ResponderExcluir
  25. Eita estrada esburacada e cheia de curvas, mas vale a pena percorrê-la sim! O que se vai achar no final eu não sei te dizer, mas que pelo menos as flores sejam belas pelos caminhos, beijos,

    ResponderExcluir
  26. Querido amigo..Bom dia.

    Quando nascemos já temos qie percorrer uma estrada e esta estrada é da sobrevivencia. Teremos no caminho,dores ,alegrias ,ventos e mais adiante um porto seguro. Quando finalmente conseguirmos passar por tudo isto chega o dia de parar de caminhar entre as pedras do caminho para descansar entre as flores.

    Um grande beijo em um grande homem

    ResponderExcluir
  27. Oh meu querido, quanta beleza e realidade nas suas palavras...cada um que nasce é na verdade um corajoso, porque tanto temos que viver nesta estrada da vida, não é mesmo? E cada um vai seguindo e enfrentando o seu caminho, seguindo, aprendendo, chorando e sorrindo...e assim polimos nosso espírito...
    Bom domingo amigo do coração...beijinhos...
    Valéria

    ResponderExcluir
  28. Bom dia,Toninho!!!

    Que bom que gostaste!!
    Gosto muito do seu blog, suas poesias , seus textos possuem tanta verdade, possuem alma, o que me encanta! Gosto demais das suas histórias!!
    Sou muito sincera quando cometo seus posts, é uma alegria te-lo nos meus blogs!!
    Beijos pra ti com carinho e admiração!!
    Tenha um lindo domingo!!

    ResponderExcluir




Obrigado pela sua visita.
Alguma dificuldade ou desconforto neste blog como tamanho de fonte, dificuldade de comentar, links maliciosos etc favor comunicar para corrigir.
Caso não tenha um blog poderá comentar como anonimo e no fim colocar seu nome ou não para que possa agradecer.
Fique a vontade!
Meu abraço de paz e luz.