Páginas

quarta-feira, 19 de outubro de 2011

Flores na Janela.






 Imagem Google







Flores na janela.

Versos pendurados na janela florida.
Uma penca de poesia à bela senhora,
Que perfumada rima suave e linda,
Com as mais belas flores lá fora.

Poder maravilhoso vem na estação,
Que mesmo em face da melancolia,
Higieniza a alma e alegra o coração,
Recria esperanças e refaz a alegria.

Sentir suavidade no toque à rosa,
Na manhã que orvalha as pétalas,
Da divina rainha tão charmosa,
Vestimenta maravilhosa de gala.

Folgo-me no contemplar esta janela,
Com olhos brilhantes em admiração.
É assim, que me alegra a Primavera,
Como um leve afago ao meu coração. 


Toninho.
08/10/2011

33 comentários:

  1. Linda poesia e eu adoro flores nas janelas, que dão um toque bucólico e romântico que gosto muito.

    Adorei ver e ler!

    um abração,chica

    ResponderExcluir
  2. Onde estiver a Primavera é de grande inspiração. E por você se transforma em grande estilo.
    Boa tarde amigo.
    Xeros

    ResponderExcluir
  3. Ahhhhhhhhh... menino mineirinho... que versos encantadores!!!
    mas, o que mais eu poderia esperar de alguém que é simplesmente mágico e abençoado???
    Vc é pura poesia meu amigo querido...
    Meu aplauso carinhoso...
    beijo assim beeeem grande***

    ResponderExcluir
  4. Amigo obrigada pelo carinho da sua visita
    fiquei muito feliz que tenha gostado da postagem .
    Realmente aquele poema é lindo demais.
    E seu poema me faz recordar coisa lindas da minha vida a casinha do interior com flores nas janelas e penduradas nas paredes.
    E um livro que li a alguns anos atrás ,Violetas na Janela.
    Um abraço meu amigo.
    Evanir

    ResponderExcluir
  5. Toninho
    Encanto no versejar. E em frente a casa dois cães a descansar.
    Perfeita junção , poesia foto e canção.
    Obrigada pelo lindo haicai da minha gata Gigi.Vou
    guardá-lo para uma postagem oportuna.

    Um abraço.

    ResponderExcluir
  6. Que linda e doce primavera!A imagem rimando com a poesia.
    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Oi qmigo, linda poesia que fala de rosas nas janelas, muito romantico até, amei a tua poesia, teve um tempo que morava numa casa que tinha flores pela casa toda principalmente nas janelas. Um abraço. Celina

    ResponderExcluir
  8. Amigo Toninho,também ando tão à flor da pele,que flores na janela me comovem,imagine a sua poesia tão linda,seu versejar tão lírico e terno...
    Obrigada pela beleza,pelo sentimento ilhado,pela ternura.
    Bjsssss,
    Leninha

    ResponderExcluir
  9. Tão linda poesia.
    Toninho, você vestiu a primavera de versos tão belos.

    Beijinho amado

    ResponderExcluir
  10. Bendita janela que lhe trouxe inspiração tão bela!

    Beijos primaveris...

    ResponderExcluir
  11. Toninho,
    Que delícia de poema!
    Que magia neste verso:
    "Poder maravilhoso vem na estação,
    Que mesmo em face da melancolia,
    Higieniza a alma e alegra o coração,
    Recria esperanças e refaz a alegria."

    Lindo demais! Gosto também da música.
    Não há melancolia que resista à beleza e grandiosidade da estação.

    Meu abraço mineiro.

    ResponderExcluir
  12. Boa noite dileto amigo!
    Sua poesia me fez viver um sonho lindo,encantador,cheguei até a me transformar numa flor,rsrsrsrs,foi um sonho revestido de primavera...
    te adoro !
    Bjsssssssssssss

    ResponderExcluir
  13. Poesia doce, suave, com cores e aromas da primavera, com pinceladas da sua doçura de poeta, Toninho. Linda!
    Um abraço, meu amigo.

    ResponderExcluir
  14. Amigo Toninho!
    Fico assim mesmo como falastes nesta poesia diante de uma janela florida e iluminada pelo sol.
    Aqui perto de minha casa, na serra, tem uma casinha parecida com essa, branca e janelas azuis, já até fotografei-a lá pro blog, e o cuidado que a dona tem de sempre colocar vasinhos na janela com flores da estação. Passo sempre por ali, com os olhos a espreitar a beleza, tão simples e singela, mas linda demais!
    Lindo também seu poema que expressa tudo isto.
    beijos, muitos, cariocas

    ResponderExcluir
  15. Poetas...
    Quem seriam esses seres
    Que muitas vezes discriminados
    Atacados por aqueles que se acham maiorais,
    " os tais",
    São feridos por pura incompreensão?

    Ferem porque não entendem,
    Que os poetas,
    São pássaros imaginários
    De asas invisíveis,
    Que voam ao sabor da magia
    Vão alem da imaginação...

    Poetas...
    São rios que brotam
    Das fontes infindas da emoção,
    Correndo borbulhantes pelo leito da vida
    Na ânsia de encontrar o mar,
    Onde sonham desaguar
    O Amor que lhes ultrapassam,
    As bordas do coração...

    Poetas...
    São o sangrar gotejante
    Das dores próprias, e dos seus semelhantes...
    São o grito desesperado da natureza
    Devassada pelas mãos impiedosas dos homens...
    Nuvens cinzas lhes sufocam a alma
    Escurecendo-lhes a visão...
    Mas encontram na inspiração
    O raiar de um novo Sol,
    E na arte de criar,
    Espalham com suas letras
    Alegria, fonte viva da renovação..

    Poetas...
    São anjos de Deus
    Por Ele emprestados à terra
    Para sensibilizarem os corações
    Dos que só pensam em armas
    Bombas e destruição...
    Poetas, são seres sensitivos
    Que sentem e reconhecem em Deus,
    O poder de toda a criação...

    Parabéns pelo seu dia anjo poeta!!!

    Abraços de flor

    ResponderExcluir
  16. Versos coloridos de um cenário de paz de alma,,,ao perfeito toque da textura perfumada da pétala...abraços de bom dia pra ti meu amigo.

    ResponderExcluir
  17. Divino poema meu querido...sublime o encanto com que a Primavera nos inspira...nos fascina...amei ler seus versos...
    Fique na alegria amigo...beijos
    Valéria

    ResponderExcluir
  18. Toninho teu poema é um bálsamo para meu coração hoje cansado um pouco do mundo cinza...precisando tanto de flores na janela.
    Lindo e lindo!
    Beijos e bom dia!!

    ResponderExcluir
  19. Oi amigo, to de volta...hehehehe! Consegui encontrar nesses bares da vida, sentada num cantinho, palida e triste, a minha inspiração.
    Tomava um martine, e fumava um cigarro, nos olhos uma tristeza indolente lhe deixava a face vazia. Um barzinho mais ou menos, onde o cantor alcoolizado de olhos vermelhos cantava, Não se váaaaaa!. Quando ela me viu, do canto dos seus labios vi surgir um quase sorriso sabe? Daqueles que querem ,mais não querem sorrir?...Tirei ela dali, pelas mãos, a levei pra ver o mar, pra voar, pra sentir o gosto doce de um beijo e o sabor ardente dos desejos.
    Aquela mulher que antes parecia farrapos voltou a se iluminar, jogou o copo fora, apagou o cigarro e voltou pra mim. Estamos nós duas lá no Meu Aconchego.
    Te espero, por lá tá?
    Bjos achocolatados

    ResponderExcluir
  20. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  21. Versos que fazem sorrir meu coração, coisa boa de se ler e a imagem também é tudo de bom.
    Beijos á ti!

    ResponderExcluir
  22. Oiiii Toninho!
    Senti falta destas belas poesias!
    Que lindo! A primavera é sempre inspiradora e flores na janela tem mesmo um quê de romantismo, de poesia.
    Abração!

    ResponderExcluir
  23. Amigo Toninho,

    Nessa estação as flores se vestem de poesia e o que se colhe e contempla são os mais lindos versos...

    Parabéns!

    Um grande abraço e que a paz esteja sempre contigo

    ResponderExcluir
  24. Mais um belo e mágico poema, e aproveitando a magia do poema: FELIZ DIA DOS POETAS, pra um dos meus mais queridos poetas. Voce merece, meu amigo querido, pois suas palavras nos fazem flutuar no som e melodia das poesias que escreves...

    beijos com todo o carinho que tenho por ti...
    Liz

    ResponderExcluir
  25. Meu querido amigo

    Um poema doce e terno...vestido com as cores e cheiros da Primavera, adorei e deixo um beijinho.

    Sonhadora

    ResponderExcluir
  26. Olá Toninho

    Ah! Que saudade das janelas e dos bancos no portão de cada casa. Muito bom o seu texto.

    Um abraço, paz e bem

    ResponderExcluir
  27. Hoje minha visita é para anunciar
    uma novo circulo de minha vida.
    Continuarei com as homenagens
    que é a razão do blog (A VIAGEM)
    A imagem escolhida por mim no novo visual
    tem tudo a ver com o futuro, não só do blog,
    mas da surpresa que a qualquer
    momento será anuciada no blog.
    Hoje sou parte da vida de cada
    pessoa amiga e tão amada por mim,
    também sou membro do Clube dos Novos Autores.
    Com muita alegria convido você a paricitipar com
    todos nós do clube também.
    Minha Viagem prossegue amando e acarinhando todas
    minhas lindas amizades.

    Deixando um pedido muito importante para mim.
    Eu não estou deixando vocês ,
    E sim, entrarei na casa de cada um de vocês.
    Conto com o carinho de sempre em meu blog,

    Esteja comigo como sempre estiveram
    Deus estara com você e comigo.
    Segure nas mãos de Deus e na minha e vamos nessa
    Deus já abençoou.
    Com carinho.
    Um feliz final de semana beijos.
    Evanir

    ResponderExcluir
  28. Escreves divinamente bem. tua sensibilidade com as palavras me cativou, beijos poeta!

    ResponderExcluir
  29. Olá Toninho,

    De uma janela podemos ver o mundo.
    O seu, o que nos canta na sua poesia é maravilhoso.
    Tem perfume de flor e canto de pássaro.
    Bom fim de semana.

    Beijos de luz.

    ResponderExcluir
  30. Vir aqui te visitar é realmente muito bom, sempre encontro um belo texto que me acaricia o coração,então mesmo que esteja triste, nos meus lábios surge um sorriso, pois a energia que emanas, é pura, fraterna e amiga, Perdão amigo teus belos versos fazem com que eu divague, mas sempre fico bem ao ler teus belos textos, beijos Luconi

    ResponderExcluir
  31. Meu amigo, como diz RC, da janela eu vejo o horizonte, e a liberdade posso ver...
    Pelo menos para nos inspirar ela dá um toque.
    Lindo poema, rítmico e gostoso de ler.
    Um fraterno abraço.

    ResponderExcluir
  32. Meu amigo, como diz RC, da janela eu vejo o horizonte...
    Belo e inspirado poema. Muito lindo e gracioso, Um fraterno abraço do amigo.

    ResponderExcluir
  33. Boa tarde Toninho amigo mineiro..que belo poema Na janela..a primavera tem tudo haver com essa imagem fofa...e os dois cachorrinhos sentadinhos é muito lindo,parece que eles ensairam para estarem ai ..rs
    abraço bom fim de semana na paz amigo.
    titi

    ResponderExcluir




Obrigado pela sua visita.
Alguma dificuldade ou desconforto neste blog como tamanho de fonte, dificuldade de comentar, links maliciosos etc favor comunicar para corrigir.
Caso não tenha um blog poderá comentar como anonimo e no fim colocar seu nome ou não para que possa agradecer.
Fique a vontade!
Meu abraço de paz e luz.