Páginas

sábado, 28 de maio de 2011

Acontece


  





 Imagem Google





Uma musica e uma inspiração.

Na noite linda entre emoções e fantasias
Ressurge a desconfiança entrava a relação
Assim como vendaval arrancando alegrias
Pairou sobre a harmonia com sua profanação.

Da janela olho um vagalume a piscar
Acolá as mariposas malucas em suicídio
Fico em recordações que fazem repensar
E me entrego numa canção de triste assovio

Recebo as visitas dos fantasmas das desilusões
No desengano é frio e reina a desesperança
É navegar sem rumo perdido em contradições
Neste mar revoltoso onde agora me lança.

Agora ouço da rua os passos apressados
Na madrugada finda do dia que vem cobrir
Estes meus sonhos perdidos e inacabados
Que inspiram os versos tristes deste sentir.  



Toninho
27/05/2011

quinta-feira, 26 de maio de 2011

Lembrança vazia











Imagem Google


Da séire apenas uma inspiração.


Havia um vazio em meu viver...
Sem origem, causa apenas a sensação
Sentia todas suas conseqüências sem clamores
Veio assim como o sol na manhã de verão
No horizonte de meus olhos perdidos de amores

Então tu chegaste movida pela ventura
A mapear cada cantinho da minha angustia
Com brilho dos teus olhos iluminou a clausura
Que de intensa ofuscava minha doce alegria

Nunca mais esquecerei aquele instante mágico
Renovação de esperanças renascida na euforia
Daquele resgate de um submundo tão nostálgico
Onde meu cantar entoava uma triste melodia

Tu deixaste em mim insubstituível momento
Que faz de ti doce amada mais venerada
E por pensar em ti é todo encantamento
Como nesta poesia suspirada a ti dedicada.



Toninho
19/05/2011

“Eu tenho tanto pra lhe falar,
Mas com palavras nãos sei dizer.
Como é grande o meu amor por você.”

terça-feira, 24 de maio de 2011

Historia de um amor







 Imagem Google


Talvez venha assim com o amanhecer
Ao som do mavioso canto do rouxinol
Quando o astro desce aquece e alumia
Que logo se despede em lindo pôr do Sol
Assim recebe a lua na completa sintonia 

E vive este amor em cada momento
Numa conspiração que faz de tudo alegria
Na divina recriação do sublime sentimento
Entoa um hino de amor que canta todo dia

Para amar nesta euforia é preciso veneração
Fazer dela inspiração que aflora constante
Sente nos abraços o conforto de uma oração
Em cada beijo se embriagam num excitante

Lindo como sobrevive amor de plenitude
Que tudo suporta mesmo sob tempestade
Maliciosa visita fantasma da inquietude
Que nada pode contra amor de afinidade.



Aos que sobrevivem acima de todas as intempéries.
Assim como meus pais.


Toninhobira
18/05/2011

domingo, 22 de maio de 2011

La Dulce Irmã




















Vejo um anjo franzino curvo pelos alagados
Rebanhando pobres desvalidos, sofridos sem vidas
Seres molambos alijados de toda sorte e cuidados
Que sob suas asas recebiam a dignidade perdida

Como não ser santa esta franzina freira
Desprovida de recursos a cumprir seu papel
Coletando ajudas pelas ruas e becos da Ribeira
De transparência e alma clara, alva como Limpel

Assim viveu esta freira pela cidade de Salvador
A todos com um leve sorriso a abençoar
À sombra da colina sagrada seu cantinho de amor
Em hospital se fez para os pobres aliviar

Vinha gente de todo lugar a esta freira visitar
E sempre com ternura a todos tinha uma atenção
Era assim este anjo mensageiro do cuidar
Que nesta data aclamamos sua beatificação.

À Irmã Dulce, o doce anjo da Bahia na data de sua Beatificação.
22/05/2011.